Siga o OTD

Sául Craviotto - Bicampeão Olímpico - Policial - Coronavírus

Coronavírus

Bicampeão olímpico trabalha como policial durante pandemia

Saúl Craviotto já era policial e voltou às ruas após o adiamento dos Jogos para ajudar no combate ao coronavírus

Saúl Craviotto foi ouro em Pequim 2008 e Rio 2016 (Foto: Divulgação)

Bicampeão olímpico trabalha como policial durante pandemia

A Espanha é um dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus e tem vivido dias trágicos nas últimas semanas, chegando perto de mil mortes por dia. No meio disso tudo, uma figura conhecida chamou a atenção: Saúl Craviotto, dono de quatro medalhas olímpicas (dois ouros, uma prata e um bronze) na canoagem velocidade, está trabalhando como policial em Gijón, no norte do país.

Além de bicampeão olímpico, Craviotto é também tricampeão mundial era cotado para ser porta-bandeira nos Jogos de Tóquio. O canoísta estava confinado em casa e quando recebeu a notícia de adiamento das Olimpíadas, resolveu voltar à sua outra profissão: policial.

+Tóquio tem recorde de novos casos de coronavírus em um dia

“Os Jogos iam acontecer em alguns meses e eu estava liberado do serviço (policial). Mas quando nos confinaram em casa, enviei uma mensagem ao comissário principal de Gijón dizendo para contar comigo caso as Olimpíadas não acontecessem, que eu poderia voltar às ruas para ajudar”, explicou ao portal espanhol AS.

Saúl Craviotto - Bicampeão Olímpico - Policial - Coronavírus - Espanha
Craviotto nas ruas de Gijón ajudando no combate ao vírus (Foto: Reprodução/Instagram)

Esporte em segundo plano

Craviotto já era policial antes mesmo de ser campeão olímpico pela primeira vez, em Pequim 2008. O ouro inédito veio ao lado de Carlos Pérez Rial, que também é policial e foi companheiro de ronda de Saúl.

“O esporte agora está em segundo plano. Temos que nos concentrar na saúde. Voltei ao meu trabalho pela necessidade da situação e estou à disposição de meus companheiros. Não é algo heroico”, destacou Saúl Craviotto.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Neste sábado, o governo espanhol anunciou a extensão do confinamento da população para o dia 25 de abril. Apesar disso, o país registrou queda no número de mortes por coronavírus: segundo o Ministério da Saúde, foram 809 nas últimas 24h, o menor número em oito dias. Ao todo, o país já soma 11.744 mortes e 124.736 casos.

Mais em Coronavírus