Siga o OTD

Blog da Lyanne Kosaka

A vitória da Coreia unificada no Mundial de 1991: uma conquista que virou filme

Em 1991, no Japão, a Coreia unificada fez história ao conquistar o título feminino por equipes, quebrando uma invencibilidade de 16 anos da China

As campeãs por equipe Li Bun Hui (Coreia do Norte) e Hyun Jung Hwa no Campeonato Mundial de Tênis de Mesa de 1991, no Japão (Arquivo pessoal)

A vitória da Coreia unificada no Mundial de 1991: uma conquista que virou filme

Há 30 anos, no Campeonato Mundial de 1991, a Coreia do Norte e a Coreia do Sul disputaram, pela primeira vez desde que a guerra as separou, um torneio internacional como uma equipe unificada. O time “Coreia” carregava, com orgulho, a bandeira da unificação.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Participei como atleta desse Mundial e posso dizer que foi um dos eventos com maior público que já vi. Além dos japoneses donos da casa e dos chineses, ávidos por tênis de mesa, a imensa, colorida e barulhenta torcida coreana também não passava despercebida.

Nas duplas, um mesatenista do norte e outro do sul

Era no mínimo curioso ver os times da Coreia do Norte e da Coreia do Sul, geralmente distantes em outros campeonatos, treinando juntos e usando o mesmo uniforme. Além disso, outro ponto que chamava a atenção era a formação das duplas masculinas e femininas, com um atleta de cada país. Só nas mistas foram mantidos os pares “originais”.

+Duplas mistas em Tóquio, um ouro a mais no tênis de mesa

Li Bun-hui (Coreia do Norte) e Hyun Jung-hwa (Coreia do Sul) jogam duplas no Mundial de 1991, no Japão
Li Bun-hui (Coreia do Norte) e Hyun Jung-hwa (Coreia do Sul) no Mundial de 1991, no Japão (Foto: Koreana)

A escolha do tênis de mesa para aproximar os vizinhos da península coreana e apaziguar suas tensas relações não acontecera por acaso: ambos países tinham destaque no cenário internacional e nível técnico parecido. No Mundial anterior, por exemplo, realizado em 1989 na Alemanha, a equipe masculina da Coreia do Norte terminara em terceiro lugar e a Coreia do Sul, nas quartas-de-final. E entre as mulheres, as norte-coreanas pararam nas quartas e as sul-coreanas chegaram na decisão, perdendo apenas para as chinesas.

Entre a Coreia unificada e o título por equipes, a poderosa equipe da China

E seria justamente a China, invicta desde 1975 em Mundiais, o adversário a ser batido pela Coreia na decisão feminina por equipes em 1991. A expectativa era grande: todos queriam saber se o time unificado seria capaz de evitar o nono título mundial consecutivo das chinesas.

+ Disputar uma Olimpíada: um sonho que começou em Seul-1988

Surpreendentemente, na final disputada no sistema Davis (2 partidas individuais, 1 jogo de duplas e mais 2 partidas individuais, com estas 2 últimas se necessário), a Coreia abriu boa vantagem no placar ao vencer os dois primeiros jogos. E logo que isso aconteceu, todos os fotógrafos na arena começaram a se preparar: com mais uma vitória, o time unificado conquistaria o título. Além disso, na partida de duplas a Coreia teria as estrelas Li Bun-hui (norte), vice-campeã mundial em 1989 e Hyun Jung-hwa (sul), ouro nas duplas em Seul-1988. Ou seja, a foto perfeita para a divulgação do evento no mundo inteiro.

Como era de se esperar, vencer a China não seria fácil

Mas a China não cederia a vitória tão facilmente; venceu a partida de duplas e igualou as ações com a vitória de Deng Yaping (que seria a campeã individual no torneio) sobre Hyun Jung-hwa, no quarto jogo.

+ O Mozart do Tênis de Mesa

Com a decisão para a quinta partida, dava para sentir a tensão dominando o ginásio. E assim que Yu Sun-bok fez o último ponto sobre a chinesa Gao Jun, fechando a partida por 2 sets a 0 e selando a vitória do time unificado por 3×2, houve até invasão da área de jogo. E com toda a torcida – não só da Coreia – aplaudindo sem parar, pois havia testemunhado uma belíssima final.

Equipe unificada da Coreia conquista o título mundial por equipes em 1991, no Japão
Equipe unificada da Coreia conquista o título mundial por equipes em 1991, no Japão (Foto: Jiji Press)

Uma decisão tão emocionante, com tanta história por trás, que merecia virar filme. E não é que virou mesmo?

“As One”, o filme lançado em 2012.

Esse momento triunfal da Coreia unificada foi retratado em “As One” (2012), longa que teve como protagonistas Ha Ji-won e Bae Doona, atrizes “A-list” na Coreia do Sul. Para as cenas “de ação”, ou seja, de tênis de mesa – elas foram treinadas pela própria Hyun Jung-hwa, expoente do time campeão em 1991.

As atrizes Bae Doona (esq.) e Ha Ji-won no filme "As One", lançado em 2012
As atrizes Bae Doona (esq.) e Ha Ji-won no filme “As One”, lançado em 2012 (Foto: Divulgação)

No entanto, por questões dramáticas, houve algumas adaptações – como a ordem dos jogos na final por equipes. Mas isto é um pequeno detalhe. O resultado na tela vale a pena? Sem dúvida!

Mais em Blog da Lyanne Kosaka