Siga o OTD

Tóquio 2020

Eduard Soghomonyan se garante no wrestling das Olimpíadas

Eduard Soghomonyan venceu duas lutas para conquistar a vaga e é agora o 175º atleta do país a se garantir no Japão

Eduard Soghomonyan se classifica para os Jogos Olímpicos
crédito: reprodução Instagram

O wrestiling brasileiro será representado nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nesta sexta-feira (13), Eduard Soghomonyan chegou até a final da Seletiva Olímpica Pan-Americana da luta Greco-romana realizado em Ottawa, no Canadá, e garantiu a primeira vaga da modalidade nos Jogos de Tóquio-2020.

Para carimbar seu passaporte ao Japão, Soghomonyan precisou vencer duas lutas. No primeiro confronto, pelas quartas de final da categoria até 130 kg, o brasileiro bateu o mexicano Luis Alberto Román por 9 a 0.

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Soghomonyan entrou na semifinal que valia a vaga para Tóquio sabendo que não teria vida fácil. Seu adversário, o venezuelano Moisés Pérez, foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima de 2019, perdendo apenas para o cubano Mijain Lopez, atual tricampeão olímpico. O brasileiro não pareceu se incomodar e venceu por 8 a 3, com direito a uma bela finalização encostando as costas do venezuelano no chão.

O brasileiro enfrentará o chileno Yasmani Acosta, também garantido nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A decisão ocorre neste final de semana.

Eduard Soghomonyan não pode comemorar com a torcida, entretanto. O torneio está sendo realizado com portões fechados por prevenção a pandemia de coronavírus.

O primeiro classificado do wrestling para os Jogos Olímpicos de Tóquio é o 175º atleta que representará o Brasil no Japão.

Outros atletas não conseguem vaga

Cinco outros brasileiros não tiveram a mesa sorte de Soghomonyan nesta sexta-feira. Joilson Junior foi quem mais se aproximou do feito. O atleta venceu a luta válida pelas quartas de final cotnra o venezuelano Anthony Palencia por 5 a 3 e chegou às semis, a um passo do Japão. No duelo contra o o colombiano Juian Horta, entretanto, não obteve o mesmo desempenho e caiu por 9 a 0. Joilson disputara a medalha de bronze neste final de semana.

Na categoria 60 kg, Marat Garipov venceu o duelo das oitavas de final contra o canadense Adam MacFadyen por 9 a 0, mas acabou eliminado nas quartas de final pelo americano Ildar Hafizov pelo mesmo placar. Na repescagem, nova derrota, dessa vez para o colombiano Andres Montaño por 11 a 3.

Outros três brasileiros acabaram eliminados logo de cara. Ângelo Moreira perdeu para o porto-riquenho Marciano Ali por 8 a 3 na categoria 77 kg, Ronisson Brandão foi batido por 2 a 1 pelo hondurenho Ariel Afonso e Guilherme Evangelista sofreu duas derrotas na categoria 97 kg, a única que teve uma fase de grupos antes do confronto mata-mata.

Mais em Tóquio 2020