Siga o OTD

Vôlei de Praia

Duplas brasileiras vão às oitavas no feminino em Itapema

Reprodução

Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) e Maria Elisa/Carol Solberg (RJ) se classificaram diretos às oitavas de final em Itapema

O Brasil largou com sete vitórias em 10 jogos e três duplas já garantidas às oitavas de final do torneio feminino na etapa de Itapema (SC) do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018. Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) e Maria Elisa/Carol Solberg (RJ) venceram os dois duelos do dia e saíram em primeiro na chave. A fase de grupos teve início nesta quinta-feira (17), na arena montada na Meia Praia, com entrada franca à torcida.

Nesta sexta-feira (18) ocorrem os últimos jogos da fase de grupos, além da repescagem e das oitavas de final. Os duelos da fase eliminatória, porém, só serão conhecidos na manhã desta sexta, após o encerramento da fase de grupos. Outras duas duplas brasileiras que entraram em quadra nesta quinta estão vivas no torneio. Taiana e Carol Horta (CE) já estão na repescagem. Josi e Lili (SC/ES) jogam pela fase de grupos buscando vaga na repescagem.

Quem larga em primeiro na chave vai direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros colocados disputam a repescagem. Quem fica em último na chave está eliminado do torneio.

Além das vitórias brasileiras, outro destaque foi a arena completamente cheia no dia de abertura. Fato mencionado por todos os atletas após as partidas. A etapa brasileira acontece pela primeira vez em uma cidade da região Sul do Brasil.

Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ), campeãs da etapa passada, em Huntington Beach, nos EUA, mantiveram o bom momento. A dupla número um do país no ranking internacional saiu em primeiro lugar na chave ao vencer as suíças Eiholzer/ Steinemann por 2 sets a 0 (21/15, 22/20), em 38 minutos, e as russas Kholomina/Makroguzova por 2 sets a 1 (17/21, 21/16, 15/10), em 47 minutos. Fernanda analisou as duas primeiras partidas em Itapema.

“A torcida aqui está muito bacana, alto astral. Estou muito feliz com esse apoio. Ainda mais agora, que o nível está tão alto. Muitas meninas mais novas, como as russas que jogaram com a gente. São jovens e bem altas, cada vez elas estão mais altas. A força do vôlei de praia está crescendo. Ainda não tínhamos enfrentado essa dupla, mas nossa equipe nos dá um grande suporte com informação e conseguimos pensar a melhor estratégia para cada jogo”, disse.

As campeãs brasileiras Maria Elisa e Carolina Solberg (RJ), prata na etapa passada, em final brasileira, também começaram bem, em primeiro na chave E. Elas superaram na estreia as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 0 (21/10, 21/13), em 27 minutos, e as suíças Nina Betschart e Tanja Huberli por 2 a 0 (21/15, 21/15), em 31 minutos. Carol destacou a força de países que têm crescido cada vez mais no tour internacional.

“É muito bom ver essa arena lotada logo no primeiro dia da competição. Estou muito feliz com nosso desempenho de hoje, conseguimos vencer os dois jogos. Existem muitos times bons, o nível está alto. Os outros países estão se profissionalizando, não tem mais aquela história de quem é da Europa só joga no verão. Hoje em dia, se não jogar tudo que pode, acaba perdendo. Os jogos são decididos no detalhe, não podemos relaxar”, declarou Carol.

Quem também passou direto às oitavas de final foi Ágatha e Duda (PR/SE), que largaram vencendo as norte-americanas Emily Day e Betsi Flint por 2 sets a 1 (21/13, 19/21, 15/10), em 45 minutos, e na sequência superaram as alemãs Bieneck/Schneider por 2 a 0 (21/14, 21/16), em 31 minutos. Ágatha comentou a força vinda das arquibancadas.

“Foram duas coisas bem legais nesta etapa aqui. Com certeza a participação da torcida foi muito importante, principalmente na primeira partida de hoje, quando começamos perdendo e ela nos deu forças para virar. E o outro ponto positivo foi a nossa postura. Viemos da etapa passada muito focada. Lá (nos Estados Unidos ) perdemos na primeira rodada e tivemos que jogar seis partidas para ficarmos em nono lugar. Então viemos com o objetivo de fazer um bom papel no primeiro dia, dar o nosso melhor. Não temos a garantia de vencer, mas queríamos fazer uma boa estreia e encurtar o caminho”, disse Ágatha.

Taiana e Carolina Horta (CE) começaram bem, superando na primeira rodada as espanholas Baquerizo e Fernandez por 2 sets a 0 (21/19, 21/16), em 32 minutos. No jogo valendo a liderança e vaga direta nas oitavas, a dupla brasileira acabou tropeçando contra as canadenses Heather Bansley e Brandie Wilkerson por 2 sets a 1 (21/18, 14/21, 15/12), em 46 minutos. A parceria disputa a repescagem nesta sexta-feira, em duelo a definir.

Josi e Lili (SC/ES) jogaram somente uma vez, pois perderam a partida de estreia. Elas foram superadas pelas norte-americanas Summer Ross e Sara Hughes por 2 sets a 0 (21/14, 21/19), em 33 minutos de duração. As adversárias no grupo F, valendo o terceiro lugar, serão as finlandesas Taru Lahti e Anniina Parkkinen, às 8h50 (de Brasília).

O torneio em Itapema é da categoria quatro estrelas, distribuindo 150 mil dólares aos atletas, com as duplas campeãs nos dois naipes recebendo 20 mil dólares e somando 800 pontos para o ranking, que define os campeões da temporada. As competições do tour são classificadas de uma a cinco com base nos pontos e na premiação que distribuem.

JOGOS DO TORNEIO FEMININO

Fase de Grupo
Josi/Lili (SC/ES) x Taru Lahti/Parkkinen (FIN) – 8h50

Repescagem 
Taiana/Carolina Horta x A definir – 12h ou 12h50

Oitavas de final
Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) x A definir – 15h20 ou 16h10
Ágatha/Duda (PR/SE) x A definir – 15h20 ou 16h10
Maria Elisa/Carolina Solberg (RJ) x A definir – 15h20 ou 16h10

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Vôlei de Praia