Siga o OTD

OTD Entrevista

Na versão mamãe, Sheilla afirma: “me sinto parte da Seleção”

Divulgação

Grávida de gêmeas, Sheilla Castro fala sobre a fase vivida, Seleção Brasileira e rotina atual. Confira a entrevista exclusiva ao Olimpíada Todo Dia!

A bicampeã olímpica, Sheilla Castro vive um novo momento em sua vida. Grávida de gêmeas, a jogadora acabou de completar 6 meses de gestação e já consegue sentir as filhas chutando ou trocando o dia pela noite. Afastada das quadras, mas na ativa, ela falou sobre a sua versão mamãe.

“Está sendo tudo muito mágico. Assim, era um sonho grande, está realizando, agora em dobro ainda. Os fãs estão super felizes, recebo mensagens, recebo dicas de mães, recebo perguntas de outras grávidas. Então tenho tentado também compartilhar um pouco nas redes sociais e é um momento muito legal”, afirmou em entrevista exclusiva ao Olimpíada Todo Dia.

Sheilla vinha tentando engravidar faz algum tempo. Sofreu um aborto espontâneo no ano passado e, por isso, passou três meses de repouso por pedido médico. Hoje, voltou para a vida ativa dentro do esporte.

“Aí eu respeitei isso, mas depois disso eu estou fazendo (exercícios). Eu estou até com um programa de gestante na Cia Athletica de Belo Horizonte, aí eu faço, não é nada muito pesado, mas faço um pouco de yoga, faço musculação, faço aeróbico, quando a barriga começar a pesar de novo já tem programação para eu ir para a hidroginástica. Ainda bato uma bolinha, mas estou fazendo um pouco mais na areia. Inclusive, nessa quarta (08), vou para o litoral norte de São Paulo bater uma bolinha, sem salto, sem nada, mas ainda faço um ataque e defesa. Bato uma bolinha com a turma, então parar, parar… Eu não parei não”, disse Sheilla.

No vôlei o caminho ainda permanece aberto, mas dentro da Seleção Brasileira a história é outra: “Não, não. Isso não. Isso eu já até deixei claro para o Zé, para os torcedores, para a mídia, eu aposentei da Seleção. Mas eu sempre vou me sentir parte, sempre vou torcer para quem está lá. Sempre vou querer que conquistem mais e mais títulos.”

Sheilla acompanha a Seleção, que está em treinamento nessa semana em Barueri e reforça a torcida pela conquista inédita: “Daqui a pouco tem o Mundial, que é o título que a gente ainda não tem. Eu espero muito que elas conquistem esse título. E eu acompanho sempre, falo com todo mundo. Ainda me sinto parte da Seleção, ainda é muito recente a minha saída, eu acho.”

10 anos de 2008

Por falar em fazer parte da Seleção, a bicampeã olímpica relembra com carinho a primeira conquista e fará de tudo para estar presente na comemoração: “Uma delícia, né? Inclusive esse ano a gente faz 10 anos do primeiro ouro olímpico em 2008, dia 23 de agosto e já estamos combinando o encontro das doze jogadoras mais a comissão técnica. Tomara que dê certo. Pra mim tem que ser até o final desse mês, que depois a médica não me deixa viajar mais. A gente está tentando fazer esse encontro para comemorar mesmo esse ouro olímpico.”

Selo dos Atletas Olímpicos

Sheilla Castro esteve presente, na manhã da última terça-feira (07), no evento realizado pelo COB na capital paulista para lançar o Selo dos Atletas Olímpicos. Um uniforme especial conta com uma versão para quem tem a medalha de ouro.

“É uma honra, né? O reconhecimento é sempre legal, porque a gente doa a nossa vida para o esporte mesmo. Quando a gente é reconhecido fica muito feliz e eu tenho certeza que o reconhecimento, a gente estar na mídia de novo, a gente inspira ainda mais os jovens que vão buscar isso também. Então acho super importante.”

Mais em OTD Entrevista