Siga o OTD

Vôlei

Gabi terá cuidados especiais para jogar a Liga das Nações

Divulgação/FIVB

A ponteira Gabi não deve atuar em todos os jogos da Liga das Nações e o técnico José Roberto Guimarães confirma rodízio de jogadoras no torneio.

A ponteira Gabi, que passou por uma cirurgia no joelho direito em setembro do ano passado, voltou à seleção após parte da última temporada fora. Entretanto, mesmo na lista final do técnico José Roberto Guimarães, a atleta não confirma sua participação na estreia do Brasil na Liga das Nações, nesta terça-feira (15), contra a Alemanha.

“Ainda não é certeza, talvez eu comece no primeiro set, mas dificilmente eu faça uma partida inteira. Vamos ver como vai ser ao longo dos dias na preparação com o Zé”, contou Gabi em entrevista ao Olimpíada Todo Dia. “A expectativa é que eu comece gradativamente e cresça dentro da competição, para conseguir me recuperar 100%”, completou.

“A gente vai ver a possibilidade de ela atuar um pouco, mas ela é uma das jogadoras que a gente vai ter que dar um ritmo para deixar de fora, não importando o resultado”, ressaltou José Roberto Guimarães.

Por conta do tratamento de uma tendinite crônica do tendão patelar, a ponteira ficou afastada das quadras pelo Sesc-RJ durante aproximadamente três meses. Além da ausência em parte da Superliga feminina de vôlei, Gabi não participou do Grand Prix com a seleção feminina. De volta, a jogadora demonstra entusiasmo.

“Estou muito feliz de estar de volta, de jogar contra as melhores seleções do mundo, principalmente aqui no Brasil, que a torcida sempre faz a diferença para a gente e isso tem sido muito importante”, considerou a ponteira.

 

Rodízio

Foto: Divulgação/CBV

Após a convocação de 17 nomes para os treinamentos com a seleção brasileira de vôlei feminino, o técnico José Roberto Guimarães escolheu as 14 jogadoras que viajam com a equipe para a disputa da Liga das Nações, que acontece entre 15 de maio e 1 de julho.

As escolhidas foram as levantadoras Roberta e Macris, as opostas Tandara e Monique, as centrais Adenízia, Bia, Carol e Mara, as ponteiras Amanda, Drussyla, Gabi e Rosamaria, além das líberos Suelen e Jaqueline. Não viajam com o grupo a líbero Gabriella Souza, a central Thaisa e a ponteira Natália. Dani Lins não estava na convocação oficial, mas o treinador também pretende contar com a jogadora nas disputas dos próximos torneios.

Com o grupo, porém, o treinador afirma a existência de um rodízio durante do campeonato. “O revezamento vai ser a maior constante desse torneio, porque o meu maior receio é sobrecarregar algumas jogadoras, que é uma coisa que eu não quero, que nós não queremos. Vamos ter um cuidado muito grande. O resultado é importante, sim, só que o mais importante é preservar as jogadoras”, considerou Zé Roberto.

“Todo esse cuidado nesse momento, essa preparação tem que ser muito bem feita, visando o Mundial”, finalizou o técnico da seleção brasileira de vôlei feminino.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Vôlei