Siga o OTD

Vôlei

Fabíola projeta jogo com o Praia: “Estudar muito e ir com tudo”

Fabíola projeta jogo com o Praia Clube: "estudar muito e ir com tudo"
João Neto/Fotojump

Praia Clube e Osasco abrem a semifinal da Superliga feminina de vôlei. Confira o histórico das equipes na temporada 2017/18!

Abrindo as disputas da semifinal da Superliga feminina de vôlei 2017/18, Praia Clube e Osasco se enfrentam nesta sexta-feira (23), às 19h, no ginásio da equipe mineira, em Uberlândia. A série que vale vaga na decisão será uma melhor de cinco partidas. Do outro lado da chave estão Minas e Sesc-RJ, que se enfrentam no mesmo dia, mas às 21h30, em Belo Horizonte.

“Sabemos que serão partidas muito difíceis, mas vamos dar o nosso máximo. Agora é foco total no Praia, trabalhar muito, estudar muito, e ir com tudo em busca dessa classificação para a final da Superliga”, garantiu a levantadora Fabíola, do Osasco.

Osasco e Praia Clube já se enfrentaram três vezes na temporada 2017/18. Pela Superliga, foram duas vitórias da mineiras – 3 a 1 em Uberlândia e 3 a 0 em Osasco. Na Copa Brasil, disputada em janeiro, na cidade catarinense de Lages, Tandara, Mari Paraíba, Bia e cia. levaram a melhor. Derrotaram as adversárias por 3 sets a 0 na final e conquistaram o tricampeonato da competição nacional.

Além das disputas diretas, três atletas do Osasco compõem o Time do Sonho da competição feminina: Tandara, Nadja Ninkovic e Beatriz Correa. A equipe de São Paulo tem jogadoras no 1º lugar dos quesitos maior pontuadora (Tandara), melhor bloqueadora (Beatriz Correa) e recepção (Tássia). Enquanto isso, o Praia Clube tem duas jogadoras no Time do Sonho: Fernanda Garay e Ananda Marinho. Como líder, apresenta apenas Walewska Oliveira no quesito ataque. Confira aqui todas as estatísticas.

Após iniciar a série em Minas Gerais nesta sexta-feira, o Osasco voltará a sentir o calor de sua torcida na segunda-feira (26), quando recebe o Praia para o segundo confronto do playoff. Como aconteceu ao longo de toda a Superliga, a expectativa é para lotação máxima no José Liberatti, que tem capacidade para 4 mil pessoas. “Nossos torcedores são nosso sétimo jogador em quadra e sempre contamos muito com a força deles na luta pelas vitórias”, disse a líbero Tássia.

O terceiro confronto volta para Uberlândia, no dia 31 de março, sexta-feira. Caso nenhuma equipe feche a série com placar de 3 a 0, serão necessários os quarto e quinto jogos, dias 2 de abril, em Osasco, e 6 de abril, novamente em Minas Gerais.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Vôlei