Siga o OTD

Vôlei

Sesc e Taubaté deixam Cruzeiro para trás e dividem a ponta

Cruzeiro venceu o Itapetininga por 3 a 2 e perdeu os 100% de aproveitamento, enquanto Taubaté e Sesc derrotaram, respectivamente, Ribeirão e Maringá

A rodada começou com Taubaté, Sesc RJ e Cruzeiro dividindo a liderança e, apesar dos três times terem vencido, o time mineiro perdeu um ponto por só ter conseguido derrotar o Vôlei Um Itapetininga em cinco sets, enquanto paulistas e cariocas venceram por 3 a 0, respectivamente, o Vôlei Ribeirão e o Maringá e agora dividem a liderança da Superliga masculina com nove pontos, um a mais do que o rival que ficou para trás. Confira como foram os cinco jogos desta quinta-feira:

MARINGÁ x SESC

O Sesc RJ aplicou mais um 3 sets a 0, desta vez sobre o Denk Academy Maringa Vôlei, conquistou a terceira vitória consecutiva e segue sem perder sets na Superliga masculina de vôlei. Jogando na casa do adversário, a equipe carioca manteve a pressão do saque para fechar sem dificuldades os sets em 25-22, 25-18 e 25-19.

O técnico Giovane Gávio começou a partida com os titulares: Marlon e Wallace, Mauricio Borges e Martinez, Flavio e Gustavão, e manteve o rodízio entre os líberos Alexandre Elias e Tiago Brendle.

“Fizemos um bom jogo hoje contra Maringá. A nossa proposta era entrar com um saque forçado e a gente conseguiu executar bem essa proposta. A nossa virada de bola pecou em alguns momentos, mas a gente sabe o que precisa fazer para evoluir e melhorar para os próximos jogos”, declarou Flavio.

VÔLEI RIBEIRÃO X TAUBATÉ

O EMS Taubaté Funvic venceu seu terceiro compromisso pela Superliga Masculina de Vôlei 2019/2020. Atuando fora de casa, os taubateanos venceram o Vôlei Ribeirão por 3 sets a 0 (parciais de 25×21 / 25×17 / 25×19), em 1h20 de partida.

O melhor jogador em quadra, premiado com o Troféu Viva Vôlei foi o levantador Rapha, do EMS Taubaté Funvic

Após a partida, o capitão comentou sobre a terceira vitória seguida na competição: “Vitória muito importante hoje. Jogar aqui no Cava do Bosque nunca é fácil, a torcida deles coloca pressão o jogo todo. O time do Ribeirão é bem jovem, então tem disposição e impõe resistência a todo momento. Nosso time mostrou que está num caminho bom, treinando muito forte, e esse três a zero foi construído por conta desse trabalho duro nosso no dia a dia. O time vai evoluir mais e tem muito mais a mostrar nessa Superliga”, disse.

O maior pontuador da partida foi o oposto Mohamed AlHachdadi, do EMS Taubaté Funvic, com 7 pontos anotados.

VÔLEI ITAPETININGA X CRUZEIRO

O duelo entre Vôlei Um Itapetininga e Cruzeiro foi o mais equilibrado desta quarta-feira e o único que só foi resolvido depois de cinco sets. O time mineiro levou a melhor, mas sofreu para conseguir o resultado, que veio com parciais de 19/25, 25/20, 25/19, 16/25 e 15/13.

Com o resultado, a Raposa perdeu os 100% de aproveitamento e caiu para a terceira colocação na tabela da Superliga de vôlei masculino. Com 28 pontos, Gabriel Cândido, do Itapetininga, foi o grande nome da partida. Do lado do Cruzeiro, Facundo Conte com 15 pontos e Luan Weber com 14 foram os destaques.

CAMPINAS X MINAS

O Minas chegou à segunda vitória em três jogos e assumiu a quarta colocação isolada da Superliga de vôlei masculino. A equipe derrotou o Campinas, fora de casa, por 3 a 1 com parciais de 31/29, 22/25, 25/20 e 25/21.

Com 22 pontos, Felipe Roque, do Minas, foi o maior pontuador da partida. Vaccari, com 13 pontos, foi o destaque do time da casa.

PONTA GROSSA X BLUMENAU

O Blumenau conquistou nesta quarta-feira sua primeira vitória na Superliga de vôlei masculino. A equipe catarinense superou o Ponta Grossa, fora de casa, por 3 a 1 com parciais de 25/15, 23/25, 25/14 e 25/12.

Felipe Santos, com 18 pontos, Daniel Oliveira, com 15, Ricardo Júnior, com 12, e Victor Araújo, com 10, foram os destaques de Blumenau. Do lado paranaense, César Araújo, com 12 pontos, foi quem mais marcou.

Mais em Vôlei