Siga o OTD

Vôlei

Lorenne comanda vitória do Barueri sobre o Osasco

Em casa, Barueri vê Lorenne decidir e abre 1 a 0 sobre o Osasco na final do Paulista de vôlei feminino

Lorenne comanda vitória do Barueri sobre o Osasco
(Rubens Chiri/São Paulo FC.net)

A partida entre São Paulo Barueri e Osasco Audax que iniciaria decisão do Campeonato Paulista feminino de vôlei precisou ser adiada em um dia, por causa de goteiras causadas pela forte chuva em Barueri. Assim, o primeiro jogo da final foi remarcado para esta quarta-feira, no Ginásio José Corrêa, em Barueri, e o time da casa saiu na frente.

Com Lorenne muito inspirada e soltando o braço, o Barueri fez 3 sets a 0 (25/22, 26/24 e 26/24) para cima do Osasco e abriu 1 a 0 na final do Paulista de vôlei feminino.

Lorenne inclusive foi a melhor pontuadora do jogo, com 19 pontos. Em seguida apareceu Tainara, com 13 pontos.

Para a levantadora Juma, esta vitória representou um prêmio pelo trabalho da equipe no campeonato. “Acho que conseguimos chegar em um sincronismo e numa tranquilidade e colocamos isso dentro de quadra, coisa que não estávamos fazendo nos outros jogos”, afirmou.

Já a ponteira Tainara lembrou que a equipe entrou sem nenhum peso excessivo na partida. “A responsabilidade era do time delas, que tem uma verdadeira seleção do outro lado. Nós somos um time muito novo, fizemos a nossa parte, jogamos como um grupo e isso foi primordial para definir a nossa vitória.

A partida de volta será nesta sexta-feira (8), no Ginásio José Liberatti, em Osasco. Se cada equipe vencer uma partida, o título paulista feminino de vôlei será decidido no Golden Set, disputado no mesmo dia do jogo 2.

+ Missão Tóquio faz Zé Roberto deixar Barueri “um pouco” de lado

Na fase de classificação, Osasco Audax e São Paulo/Barueri se enfrentaram no dia 11 de outubro com vitória do Audax por 3 sets a 0, no José Liberatti.

+INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL YOUTUBE

O jogo

Vôlei Osasco-Audax começou o jogo ligado. Abriu 6/2 e obrigou o São Paulo a pedir tempo. A vantagem foi crescendo e chegou a seis pontos (8/2). As donas da casa, no entanto, reagiram. Forçaram o saque e chegaram ao 8/8. Conseguiram a virada e, no 12/10, Luizomar promoveu a entrada de Ellen. Para tentar acertar o time, que cometia muitos erros, o técnico osasquense pediu tempo. Com dificuldades, mas sem perder o espírito de luta, foram tirando uma desvantagem que chegou a seis pontos (12/18) e encostaram no final da parcial. Porém, não conseguiram evitar a vitória de Barueri por 25/22. A nota preocupante foi a contusão de Ellen, que saiu de quadra quando o placar apontava (16/21) com torção no tornozelo esquerdo.

O segundo set começou complicado para Osasco. Barueri fez 6/3 e dava a impressão de domínio. Dava. Sem se entregar, as comandadas de Luizomar seguiram em frente. Bjelica empatou no 7/7 e o jogo ficou lá e cá até Casanova e Mara começarem a encaixar bons saques. Com isso, o Audax chegou a impor seis pontos de vantagem (20/14). Mas o final da parcial reservava fortes emoções. As donas da casa conseguiram reagir e empatar no 22/22. Bia garantiu o 23/23 e Bjelica o 24/24, mas o time de Barueri levou a melhor na última bola e fechou em 26/24.

O jogo começou quente no terceiro set. Fernanda Tomé atacou da entrada de rede para fazer 6/6. Bia, na china, fez 7/7. A bruxa estava solta no ginásio José Correa e Fernanda também torceu o tornozelo, o direito, quando o Audax vencia por 9/8. A partida seguiu equilibrada. Bjelica atacou da entrada de rede para fazer 15/13. Do mesmo lugar, Jaque fez 20/18. Luizomar pediu tempo quando o placar voltou a ficar igual no 22/22. Com dois ataques, Bjelica levou Osasco ao set point (24/23). Mas, como na parcial anterior, Barueri levou a melhor nos últimos detalhes e levou por 26/24.

Mais em Vôlei