Siga o OTD

Vela

Seleção brasileira é definida com os títulos da Copa Brasil de Vela

Vencedores na Copa Brasil de Vela formam o grupo da seleção brasileira em 2019. Os representantes do país no Pan de Lima também são conhecidos

André Gemmer

O encerramento da Copa Brasil 2018, neste sábado (24) na Sede Oceânica Jurerê do Iate Clube de Santa Catarina, em Florianópolis, marcou a virada do calendário da vela brasileira. Os campeões da principal competição do país garantiram vaga na Seleção brasileira para 2019.

Nas classes olímpicas, os vencedores foram: Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminina); Patrícia Freitas (RS:X feminina); Gabriella Kidd (Laser Radial); Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino (Nacra 17); Jorge Zarif (Finn); Geison Mendes e Gustavo Thiesen (470 masculino); Marco Grael e Gabriel Borges (49er); Brenno Francioli (RS:X masculina); e Bruno Fontes (Laser Standard).

Além disso, a dupla Juliana Duque e Rafael Martins foi a vencedora da Snipe e Bruno Lobo foi o campeão na Fórmula Kite. Eles farão parte da Equipe Brasileira Pan-Americana para os Jogos de Lima 2019, junto com os ganhadores da RS:X (masculina e feminina), Laser Standard e Nacra 17.

Chefe da equipe e vencedores analisam os resultados

“O nível da Copa Brasil foi muito bom, com várias classes bem disputadas e decididas só no último dia. A presença de estrangeiros também foi positiva para o evento. O ano de 2019 vai ser importante, com a disputa dos Jogos Pan-Americanos de Lima num lugar diferente, Paracas, de vento forte. E, como também servirá de classificatória para as vagas regionais dos Jogos Olímpicos, é um campeonato que tem uma importância adicional”, afirmou Torben Grael, técnico chefe da Equipe Brasileira.

Na classe Laser, o catarinense Bruno Fontes comemorou emocionado a vitória numa disputa regata a regata com o bicampeão olímpico Robert Scheidt.

“É a coroação de uma carreira. Um campeão ganha nas pequenas coisas. Estava tudo conspirando, hoje estava a condição que eu gosto. Não poderia ser um pacote melhor. Estou feliz, bem feliz”, disse Bruno.

Na RS:X feminina, Patrícia Freitas subiu no topo do pódio, já de olho na temporada 2019 e na possibilidade de lutar por uma terceira medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos.

“O Pan é sempre uma competição difícil, com menos gente. Conquistar o tricampeonato seria muito legal e é o meu objetivo. Vai ser desafiador até pelos eventos importantes que virão na sequência: o evento-teste dos Jogos Olímpicos, a Copa do Mundo do Japão e o Campeonato Mundial”, afirmou Patrícia.

Também foram realizados junto com a Copa Brasil os Campeonatos Sul-Americanos de Fórmula Kite, Nacra 17 e 49er. E os brasileiros Bruno Lobo, Samuel Albrecht/Gabriela Nicolino, e Marco Grael/Gabriel Borges foram os campeões.

Campeões da Copa Brasil de Vela 2018

470 masculino – Geison Mendes e Gustavo Thiesen, 20 pontos perdidos
470 feminino – Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, 23 pontos perdidos
Finn – Jorge Zarif, 11 pontos perdidos
49er – Marco Grael e Gabriel Borges, 15 pontos perdidos
Laser Radial feminino – Gabriella Kidd, 30 pontos perdidos
Laser Standard* – Bruno Fontes, 17 pontos perdidos
Nacra 17* – Samuel Albrecht/Gabriela Nicolino, 19 pontos perdidos
RS:X masculina* – Brenno Francioli, 12 pontos perdidos
RS:X feminina* – Patrícia Freitas, 19 pontos perdidos
Fórmula Kite* – Bruno Lobo, 12 pontos perdidos
Snipe* – Juliana Duque/Rafael Martins, 24 pontos perdidos
Lightning – Claudio Biekarck/Gunnar Ficker/Isabel Ficker, 9 pontos perdidos
*Classes em que o Brasil já está classificado para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019

Mais em Vela