Siga o OTD

Basquete

Em fevereiro, Flamengo recebe Copa Intercontinental

Com Flamengo anfitrião, Copa Intercontinental terá campeões da NBA G-League, Europa e Américas. O torneio será realizado no formato de mata-mata.

Depois de quatro anos longe das terras tupiniquins, a Copa Intercontinental voltará ao Brasil. Anfitrião, o Flamengo receberá outras três equipes para as disputas na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ). Austin Spurs, dos Estados Unidos, campeão da NBA G-League, AEK Atenas (Grécia), campeão da Champions League da Europa, e San Lorenzo de Almagro (Argentina), que conquistou o título da última Liga das Américas, completam o quadro dos participantes.

Em mata-mata, o torneio terá duas semifinais no dia 15 de fevereiro (sexta-feira), e, dois dias depois, 17 de fevereiro (domingo), as disputas do terceiro lugar e da grande Final. Último clube brasileiro a ser campeão da Copa Intercontinental, o Fla duela contra os norte-americanos. Já o time grego entra em quadra contra o San Lorenzo de Almagro.

Esta é a primeira edição da história da Copa Intercontinental da FIBA que contará com os atuais campeões da NBA G-League, da Champions League da Europa e da Liga das Américas.

“Estamos empolgados em trazer a Copa Intercontinental da FIBA de volta às Américas e celebrar esta edição na excelente quadra olímpica do Rio de Janeiro, que foi a sede de tantos grandes momentos durante os Jogos de 2016”, afirmou o Secretário Geral da FIBA, Andreas Zagklis. “Os campeões da Liga das Américas da FIBA e da Liga dos Campeões de Basquete vão lutar e tentar criar suas próprias histórias. Também gostaria de expressar minha gratidão à cidade do Rio de Janeiro, à Confederação Brasileira de Basquete, à Liga Nacional de Basquete e ao clube anfitrião, o Flamengo, por sua colaboração”.

O Flamengo levou a melhor no torneio em 2014. Na Jeunesse Arena, a equipe rubro-negra, que havia sido campeã da Liga das Américas daquele ano, venceu o israelita Maccabi Tel-Aviv, campeão da Euroliga.

“Esse ano temos o prazer de confirmar a crescente grupo de equipes que competirá na Copa Intercontinental da FIBA no próximo mês”, acrescentou Andreas Zaglikis.  “Além disso, a entrada dos campeões da NBA G-League para a Copa Intercontinental é um sinal adicional da grande colaboração estabelecida pela FIBA e pela NBA através duma série de iniciativas em conjunto”.

Mais em Basquete