Siga o OTD

Triatlo

Brasileiros marcam presença em etapas internacionais em 2017

Brasileiros marcam presença em etapas internacionais em 2017
Divulgação

Triatlo brasileiro marcou presença em etapas internacionais e nacionais em 2017. Veja o balanço do ano!

A primeira medalha brasileira do Triatlo em 2017 foi no Pan American Cup, na Argentina. O responsável pela conquista foi o paranaense Eduardo Lass, que conquistou o bronze no percurso de 1.5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

Em março, foi a vez da principal esperança do triatlo brasileiro, o campeão mundial júnior em 2015 e vice sub-23 em 2016, Manoel Messias ter uma conquista. O triatleta conquistou o Pan-Americano em Montevidéu, que valeu para a American Cup, para o Ibero-Americano e para o Sul-Americano da modalidade.

O Campeonato Brasileiro de Triatlo movimentou João Pessoa, na Paraíba, em maio. Beatriz Neres, com o tempo de o tempo de 2.11:02, e Reinaldo Colucci, com 2.00:49, saíram com a medalha de ouro da competição.

Também em maio, seis atletas brasileiros participaram da etapa de Madrid da Copa do Mundo de Triatlo. O melhor resultado foi também de Manoel Messias, que terminou a prova masculina na 23ª colocação. Na etapa de Cagliari da Copa do Mundo, em junho, Danilo Pimentel terminou a prova na 19º colocação, e Bia Neres ficiu em 24º. A Copa do Mundo de Triatlo é anual e tem etapas ao redor do mundo.

Em agosto, o Brasil foi campeão por equipes no feminino do Campeonato Mundial Militar de Triatlo, em Warendorf, também na Alemanha. O torneio contou com a presença de 20 delegações. Além do título por equipes, Pamella Oliveira conquistou o bronze, Beatriz Neres ficou na 7ª colocação e Vittória Lopes foi a 11ª. Já no masculino, Reinaldo Colucci ficou com a 9ª colocação, Manoel Messias com a 12ª e Danilo Pimentel em 17ª – o conjunto brasileiro na competição por equipes masculino finalizou em 4ºlugar.

O Pan-Americano de Triatlo, disputado em outubro no Equador, teve cinco medalhas para o Brasil. Pâmella Oliveira faturou o título da Elite, Vittória Lopes o segundo lugar na Sub-23, e Luisa Baptista com o terceiro lugar na também Sub-23. Manoel Messias sagrou-se campeão geral entre os homens e também da Sub-23.

Entre etapas nacionais e internacionais disputadas e vencidas, o triatlo brasileiro cresce nos últimos anos, ganhando destaque nas competições disputadas.

Troféu Brasil de Triatlo

A primeira etapa do 27º Troféu Brasil de Triatlo aconteceu em março, e foi vencida por Fernanda Garcia e Henrique Siqueira. Fernanda completou os 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, em 2h17min12.

A quinta e última etapa aconteceu no início de dezembro e definiu o campeonato. No feminino, Fernanda Palma chegou em primeiro, mas a santista Fernanda Garcia ficou em terceiro e garantiu o título. Entre os homens, vitória de Fernando Toldi, vencedor também do campeonato.

O Troféu Brasil de Triathlon foi criado em 1990, iniciando em março de 1991. O intuito dos criadores foi pensar um campeonato de Triatlo iniciando em abril e terminando em dezembro, com cinco etapas, todas na cidade de Santos-SP, nas distâncias Short e Olímpico.

ITU World Triathlon Grand Final Rotterdam – Sub-23

A cearense Vittoria Lopes alcançou um resultado histórico para o triatlo brasileiro na disputa da ITU World Triathlon Grand Final Rotterdam. Ao finalizar a prova de natação em primeiro lugar, com o tempo de 00:19:57, e completando a prova em 02:07:17, Vittoria garantiu a 10ª colocação e o melhor resultado já obtido por uma triatleta brasileira em mundiais da categoria Sub-23.

Na mesma prova de Vittoria, a paulista Luisa Baptista, líder do ranking brasileiro e campeã Sul-Americana Júnior em 2013, garantiu o Top 30 para o Brasil com o tempo de 02:13:43.

Jogos Sul-americanos da Juventude

Disputado em Santiago, no Chile, os Jogos Sul-americanos da Juventude viram a primeira medalha da delegação brasileira justamente no triatlo. Gabrielle Lemes, de apenas 15 anos, ficou com a medalha de bronze na modalidade, com o tempo de 38min23.

A primeira medalha do Brasil em Santiago foi também o resultado mais importante da curta carreira da paranaense Gabrielle, que entrou no esporte aos 12 anos.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Triatlo