Siga o OTD

Triatlo

Kauê Willy é o 27º na etapa sul-africana da Copa do Mundo

Kauê Willy se destaca e fica entre os 30 primeiros na prova masculina. Única representante brasileira na prova feminina, Luísa Baptista terminou na 42ª. posição entre 57 competidoras.

Reprodução/Instagram

A Cidade do Cabo foi o palco da etapa sul-africana da Copa do Mundo de triatlo, que foi realizada neste domingo (10). A prova masculina contou com Diogo Sclebin, Manoel Messias e Kauê Willy, que teve o melhor desempenho entre os três e terminou a competição no 27º lugar.

Luísa Baptista foi a única representante brasileira na prova feminina, que foi realizada neste domingo (10). A brasileira completou a prova em 1h1min40s e terminou na 42ª. posição entre 57 competidoras na etapa sul-africana da Copa do Mundo de triatlo.

Prova masculina

Kauê Willy fez uma grande prova na Cidade do Cabo. O brasileiro completou o percurso em 53min32s, ficando a apenas um minuto e 28 segundos atrás do vencedor da prova, o britânico Alex Yee, que completou em 52min04s.

Comparando os desempenhos, Kauê foi melhor na natação – 32 segundos mais rápido, mas acabou tomando tempo no ciclismo (mais 25 segundos) e na corrida, seu pior desempenho, perdendo um minuto e 28 segundos em relação ao britânico.

Diogo Sclebin foi o 52º colocado (57min14s), enquanto Manoel Messias  foi o 56º (58min04s)

Prova feminina

Apesar de ficar longe da briga pelas primeiras posições, Luísa Baptista fez um tempo razoável, ficando cerca de quatro minutos e 17 segundos atrás da grande vitoriosa na Cidade do Cabo. A experiente japonesa Ai Ueda levou o ouro para casa após completar o percurso em 57mins23s. A prata ficou com a norte-americana Summer Rappaport, enquanto o bronze foi para Tamara Gorman, também dos Estados Unidos.

Reprodução/Instagram

Luísa Baptista teve seu melhor desempenho na natação. A brasileira fechou a parte aquática em nove minutos e 16 segundos. Para se ter uma ideia, a japonesa Ai Ueda fez em nove minutos e 15 segundos.

Contudo, no ciclismo e na corrida, a brasileira perdeu rendimento. Enquanto a campeã fez 30min13e na bicicleta e 16min56s correndo, a brasileira fez 32min38s na bicicleta e mais 18min44s correndo.

Ainda também dá para destacar as transições de Luísa. Da natação para o ciclismo, ela fez em em 38 segundos (a japonesa em 37). Da bicicleta para a corrida, a brasileira gastou 27 segundos, apenas dois a mais do que Ai Ueda. Ou seja, a brasileira tem muito o que melhorar no triatlo e muita coisa para seguir fazendo bem.

Mais em Triatlo