Siga o OTD
teste

Futebol masculino

Brasil x Argentina - Pré-Olímpico tabela jogos olímpicos tóquio 2020 futebol masculino
Brasil conquistou a vaga para Tóquio 2020 ao ser vice-campeão do Pré-Olímpico sul-americano (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Tabela do futebol masculino – Jogos Olímpicos Tóquio 2020

O futebol é um dos poucos esportes que começam antes da abertura dos Jogos, marcada para o dia 24 de julho. A bola rola nos torneios masculino e feminino a partir do dia 22. A final feminina ocorre no dia 7 de agosto e a masculina no dia 8.

O TORNEIO DE 2020

A edição do futebol masculino nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 contará com 5 dos 7 campeões da Copa do Mundo FIFA: Brasil, Alemanha, França, Argentina e Espanha. Somente o Uruguai e a Itália não se classificaram. 

Além deles, o Japão, como país sede, e as seleções da Romênia, Nova Zelândia, Egito, Costa do Marfim, África do Sul, Arábia Saudita, Coreia do Sul e mais duas seleções vindas da América Central que ainda não foram definidas (O torneio ocorre entre 20 de março a 1 de abril)

Independentemente de quem vier da América Central, os favoritos são os países campeões do mundo. Listamos abaixo aqueles que devem ser favoritos, candidatos e os que cumprem tabela em Tóquio 2020.

Brasil vai pegar a Colômbia pelo Pré-Olímpico de futebol ao vivo anthony deve disputar o torneio masculino de futebol dos jogos olímpicos tóquio 2020
Anthony deve fazer parte da lista de convocados para os Jogos Olímpicos de Tóquio
(Lucas Figueiredo/CBF/arquivo)

O Brasil é o atual campeão Olímpico e como sempre, chega forte a Tóquio 2020. No pré-olímpico Sul-americano, o país ficou atrás da Argentina no quadrangular final, mas venceu o grande rival por 3 a 0 na última partida, quando precisava do resultado para avançar. É o atual campeão mundial sub-17. A CBF tem a intenção de contar com Neymar, mas não se sabe se isso será possível ou não. O time provavelmente não terá a força que tinha em 2016, mas segue como um dos favoritos.

A França é a atual campeã da Copa do Mundo FIFA 2018. A Federação Francesa tem interesse em levar campeões mundiais como a estrela Mbappé para Tóquio. Nos torneios sub-23, ficou em terceiro lugar no mundial sub-17 de 2019, perdendo a semifinal para o Brasil. Ficou em quarto no europeu sub-21 em 2019.

A Alemanha é a atual vice-campeã olímpica e vice campeã europeia sub-21 em 2019

A Espanha é campeã europeia sub-21 de 2019

A Coreia do Sul foi vice-campeã mundial sub-20 em 2019.

O México, se por ventura se classificar, é um time tradicional em Jogos Olímpicos (ouro em 2012) e foi vice-campeão sub-17 em 2019, perdendo para o Brasil

FORMA DE DISPUTA

Dezesseis países, divididos em quatro grupos de quatro disputam a primeira fase do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Nas quartas-de-final, os grupos A e B e os grupos C e D se cruzam, com o primeiro colocado de um enfrentando o segundo colocado do outro.

Os dois primeiros de cada grupo se classificam e enfrentam adversários do outro grupo nas quartas-de-final. A partir daí, saem os semifinalistas e finalistas, que vão definir os medalhistas dos Jogos de Tóquio 2020.

O BRASIL NOS JOGOS

Mesmo sendo o maior campeão do mundo de futebol com 5 títulos e com participações em todas as edições dos Mundiais, o Brasil demorou de 13 edições de Jogos Olímpicos para conquistar sua primeira medalha de ouro. Ela veio em casa, nos pênaltis contra a Alemanha, em 2016.

 O Brasil, é, entretanto, o que mais conquistou medalhas no futebol masculino dos Jogos Olímpicos: seis no total. A primeira participação do Brasil ocorreu em Helsinki 1952. A equipe acabou na 5ª colocação. De 1956 até 1980, o país foi muito mal. Deixou de participar duas vezes (1956 e 1980 – em virtude do boicote à União Soviética) e caiu na primeira fase quatro vezes consecutivas (De 1960 a 1972). A melhor colocação foi um 4º lugar em Montreal 1976. Na ocasião, o Brasil perdeu o bronze para a União Soviética.

+ CONHEÇA O NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Brasil foi vice-campeão do torneio de futebol masculino dos jogos olímpicos seul 1988
Com Taffarel, Bebeto, Romário e Neto, Brasil foi vice-campeão em 1988 (Divulgação/CBF)

A partir de 1984, a situação mudou. Apesar de não ter se classificado em 1992 e 2004, o Brasil medalhou seis vezes, ficando fora do pódio apenas em Sydney 2000. Em 1984, com o time titular do Internacional de Porto  Alegre representando a o país, com Dunga no início de carreira, o Brasil fo iaté a final e perdeu a final para a França. 4 anos depois, em Seul 1988, Romário liderou o time até a final, mas acabou caindo diante da União Soviética. 

Nos Jogos Olímpicos de 1996, uma grande frustação. Com nomes de grande destaque como Dida, Roberto Carlos, Juninho, Bebeto, Rivaldo e Ronaldo, uma dura derrota para a Nigéria de Kanu e Okocha nas semifinais. O país terminou com o bronze. Em Pequim 2008, com Ronaldinho Gaúcho no elenco, derrota na semifinal para a Argentina de um jovem Lionel Messi e bronze na sequência. 

Quatro anos depois, em Londres, com Neymar, Ganso, Thiago Silva e outros, o Brasil tomou o gol mais rápido da história dos Jogos Olímpicos na final contra o México. Peralta abriu o placar para os Mexicanos com apenas 30 segundos. O Brasil acabou perdendo por 2 a 1.

Neymar foi o principal nome da conquista da medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016
Neymar comandou a conquista da seleção brasileira de futebol em 2016 (Divulgação/COB)

Em 2016, em casa,  a redenção. Sob forte pressão da mídia e sob a sombra dos 7 a 1 em casa de dois anos antes na semifinal da Copa do Mundo diante da Alemanha, o Brasil finalmente conseguiu seu tão desejado ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos. 

Atualmente, o país ocupa a quinta colocação no quadro de medalhas histórico. Se por ventura conquistar o ouro em Tóquio 2020, o Brasil salta para a terceira colocação, passando a União Soviética e a Argentina.

GRANDES NOMES

Como a FIFA não permitiu profissionais até os Jogos de 1984, o futebol foi por muito tempo uma terra de meros desconhecidos. Por essa razão, os jogadores que se destacaram em Olimpíadas são um tanto quanto, desconhecidos. Para se ter uma ideia, o maior artilheiro em uma única edição dos jogos é o húngaro Ferenc Bene, autor de 12 gols nos Jogos Olímpicos de 1964. Por mais que tenha sido um jogador de talento na Hungria, Bene não figura em nenhuma lista com os melhores jogadores de todos os tempos.

Hungria é a maior vencedora do torneio masculino dos jogos olímpicos
Hungria é até hoje a maior vencedora do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos

Há exceções, entretanto. Ferenc Puskás, que da nome ao prêmio de mais belo gol na eleição da FIFA, comandou os húngaros em Helsinque 1952, dois anos antes de brilhar na Copa da Suíça. Quatro anos mais tarde, os soviéticos venceram com o goleiro Lev Yashin como goleiro. Michel Platini, um dos maiores jogadores da história da França, participou dos Jogos de 1976.

A partir de 1984, com o acordo entre FIFA e COI que permitia a participação de profissionais desde que não tivessem participado de alguma edição do Mundial, nomes de relevância começaram a aparecer. Em 1988, um grande nome do futebol disputou os Jogos Olímpicos e foi o artilheiro da competição com 7 gols: o baixinho Romário.

Messi e Aguero foram campeões olímpicos em 2008 pela Argentina (Reprodução/Pinterest)

Após a determinação que os atletas profissionais até 23 anos poderiam participar, novos nomes conhecidos começaram a aparecer. A liberação de atletas maiores que 23 anos em Atlanta 1996 ajudou ainda mais na aparição de craques.  Nomes como Bebeto, Ronaldo, Hernán Crespo (Argentina), Iván Zamorano (Chile), Carlos Tévez (Argentina), Samuel Eto’o, (Camarões), Kanu e Jay-Jay Ococha (Nigéria), Lionel Messi (Argentina) e Neymar Jr. já tiveram a oportunidade de participar do maior evento esportivo do planeta. Javier Mascherano (Argentina) é um dos únicos 12 jogadores da história com dois ouros olímpicos, mas sem dúvidas, o mais conhecido dentre eles.

Para Tóquio 2020, nomes como Mbappé e Neymar estão sendo cogitados, mas tudo depende da liberação de seus clubes. O calendário FIFA não para por conta dos Jogos Olímpicos, o que dificulta a liberação das estrelas.

FUTEBOL MASCULINO NOS JOGOS OLÍMPICOS

O futebol masculino nos Jogos Olímpicos foi dominado pelos europeus até os anos 90. Para se ter uma ideia, de 1900 até 1988, 17 das 20 medalhas de ouro foram conquistadas por países europeus, com apenas Uruguai e Canadá quebrando essa hegemonia. Isso se deve ao amadorismo olímpico imposto pela FIFA. Como os países soviéticos e da chamada Cortina de Ferro tinham muitos atletas militares, levavam vantagem sobre os países mais tradicionais. 

Com as mudanças de regras que permitiam profissionais nos anos 1980, as principais potências do futebol mundial profissional como BrasilAlemanha e Itália, tivessem resultados mais expressivos. Mesmo assim, nada que se compare aos resultados que obtém em Copas do Mundo. Para se ter uma ideia, Brasil, Alemanha e Itália somam 12 títulos mundiais, mas só duas conquistas olímpicas. Detalhe: a segunda só veio nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, quando o Brasil ganhou em casa. Antes disso, só a Itália havia vencido, há longínquos 84 anos.

Hungria e Reino Unido são os maiores campeões, com 3 títulos cada. Argentina, Uruguai e União Soviética têm dois. O Brasil tem 3 medalhas de prata e dois bronzes e tenta, em casa, acabar com a seca de ouros.

QUADRO DE MEDALHAS DO FUTEBOL MASCULINO

PaísOuroPrataBronzeTotal
1Hungria3115
2Grã-Bretanha3003
3Argentina2204
4União Soviética2035
5Uruguai2002
6Brasil1326
7Iugoslávia1315
8Espanha1203
8Polônia1203
10Alemanha Oriental1124
11Nigéria1113
12Tchecoslováquia1102
12França1102
14Itália1023
14Suécia1023
16Bélgica1012
17Canadá1001
17Camarões1001
17México1001
20Dinamarca0314
21Estados Unidos0112
21Bulgária0112
21Alemanha0112
24Áustria0101
24Suíça0101
24Paraguai0101
27Holanda0033
28Chile0011
28Coreia do Sul0011
28Gana0011
28Japão0011
28Noruega0011

VOCÊ SABIA?

  • Que o Uruguai só foi sede da Copa do Mundo FIFA de 1930 por ter sido bicampeão olímpico em 1924 e 1928?
  • Que até 1928, as partidas que valiam medalha e que terminavam empatadas tinham que ser jogadas novamente?
  • Que com o ouro do Brasil em 2016, todos os campeões mundiais também são campeões olímpicos?
  • Que o argentino Cezário Onzari é o autor do primeiro gol feito através de uma cobrança direita de escanteio? E que esse gol não foi feito em uma edição de Jogos Olímpicos e sim em um amistoso entre Argentina e Uruguai (o campeão olímpico à época) em outubro de 1924?
  • Que somente Grã-Bretanha (1908), Bélgica (1924), Espanha (1992) e Brasil (2016) foram campeões do futebol como anfitriões dos jogos? 

AGENDA DO DIA

abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo B Fortaleza Real Ariquemes abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo F Brasil de Farroupilha Athletico abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo F Chapecoense Toledo/Coritiba abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo F Napoli-SC Fluminense abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo E Goiás Real Brasília abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo E Vasco Vila Nova abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo E Botafogo Atlético-MG abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo D SERC Atlético-GO abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo D América-MG Operário abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo D Juventus-SP Foz Cataratas abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo C Auto Esporte UDA abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo C Náutico Cruzeiro-RN abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo C Bahia Sport abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo B São Valério Atlético-AC abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Iranduba Corinthians abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo B 3B Sport São Francisco abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo A Tiradentes Oratório abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo A Juventude Timonense Santos Dumont abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro Feminino A-2 - Grupo A Ceará Esmac abr 5 15:00 Liga de Basquete Feminino Pró-Esporte Sorocaba LSB RJ abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Ponte Preta Kindermann-Avai abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Minas ICESP Sao José abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase São Paulo Audax abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Palmeiras Santos abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Vitória Flamengo abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Grêmio Internacional abr 5 15:00 Campeonato Brasileiro de futebol feminino - Primeira Fase Cruzeiro Ferroviária