Siga o OTD
teste

Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 serão realizados entre os dias 24 de julho e 9 de agosto na capital do Japão. Será a segunda vez que a cidade recebe uma Olimpíada. A primeira foi em 1964. O país será o primeiro da Ásia a receber duas vezes a competição.

+ LISTA DOS BRASILEIROS CLASSIFICADOS

Eleição de Tóquio

O Comitê Olímpico Internacional convocou a eleição para selecionar a cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2020 em 7 de setembro de 2013, durante a 125ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional no Hilton Hotel em Buenos Aires, Argentina. Nenhuma cidade atingiu maioria absoluta dos votos no primeiro turno, terminando com Tóquio na primeira colocação, atingindo 45% dos votos válidos, e Madri e Istambul empataram em segundo lugar com 27,5% dos votos válidos para cada. No turno de desempate, Madrid venceu com 52% dos votos válidos, passando para o segundo turno com Tóquio. Na votação final, Tóquio, foi selecionada com 60 votos favoráveis, correspondendo a 62% dos votos, enquanto Madrid conseguiu 36 votos.

Preparação de Tóquio

O governo de Tóquio reservou um fundo de JP¥ 400 bilhões (14,2 bilhões de reais; 3,18 bilhões de euros) para cobrir o custo total dos Jogos Olímpicos. O governo japonês estuda a possibilidade de ampliar a capacidade de voos dos dois aeroportos internacionais de Haneda e Narita, para facilitar a circulação de aeronaves. Existem projetos da expansão das linhas que saem da Estação de Tóquio, reduzindo o tempo de viagem da entre a estação de Tóquio e Haneda de 30 para 18 minutos, e entre a estação de Tóquio e Narita de 55 para 36 minutos. Esta linha custaria cerca de quatrocentos bilhões de ienes e seria financiada principalmente por investidores privados. Porém, a East Japan Railway Company (JR-East) já estava planejando uma nova rota partindo da jarda de Minato para o Aeroporto de Haneda.[7] O financiamento também está previsto para acelerar a conclusão da Central Circular Route (C2), da Estação de Gaikan (C3) e da Ken-Ō Expressway (C4), além de reformar outras grandes vias expressas. Há também planos para estender a linha de aerotrem Yurikamome do seu terminal existente na Estação Toyosu para um novo terminal na Estação Kachidoki, passando pela Vila Olímpica.

+ CONHEÇA O NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O Comitê Organizador dos Jogos é chefiado pelo ex-primeiro-ministro Yoshirō Mori. Enquanto existe a Autoridade Pública Olímpica de Tóquio chefiada por Yoshitaka Sakurada.

Respeitando a tradição japonesa da demonstração de novas tecnologias em eventos de grande porte como as demonstradas na Exposição Universal de 1970. A principal empresa de telefonia do Japão,a NTT DoCoMo assinou um acordo com a finlandesa Nokia para a implementação de redes de internet 5G no país com foco na transferência de dados relacionados ao evento.

Segurança

Por questões de segurança,o governo japonês decidiu o banimento do uso de drones durante os Jogos Olímpicos. A mesma medida valeu para a Copa do Mundo de Rugby Union de 2019. Mas de mesma forma os japoneses tem bastante medo de ataques terroristas então por isso reforçou a quantidade de políciais e promete ter uma olimpíada segura.

Voluntários

As inscrições para o programa de voluntariado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020 foram abertas no dia 26 de setembro de 2018 e foram encerradas no dia 18 de janeiro de 2019.Um total de 204.860 inscrições de todo o mundo foram recebidas pelo Comitê Organizador. A primeira fase do treinamento dos voluntários aconteceu em fevereiro de 2019, enquanto que a fase final do treinamento foi realizada em outubro de 2019. Os voluntários nos locais de competição serão chamados de Field Cast e os voluntários que estarão na cidade serão chamados de City Cast.

Medalhas dos Jogos Olímpicos 2020

Em fevereiro de 2017, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 anunciou que estaria implementando um programa de reciclagem de eletrônicos em parceria com o Centro de Saneamento Ambiental do Japão e a principal operadora do país,a NTT docomo, solicitando doações de diversos produtos eletrônicos para serem usados como o material base para a produção das medalhas. A meta da organização era a de coletar mais 8 de toneladas de materiais. Postos de coletas foram colocados em diversos locais como rodoviárias,shoppings,supermercados e lojas da operadora. Um concurso nacional foi aberto para a escolha do design das medalhas foi aberto em dezembro de 2017.

Em maio de 2018, o Comitê Organizou anunciou que conseguiu a metade da quantidade necessária para a manufatura das medalhas de bronze (2,7 toneladas), mas que eles estavam com dificuldade para conseguir a quantidade de prata necessária. Embora as medalhas de prata e bronze utilizem apenas seus respectivos materiais, os requisitos do COI determinam que as medalhas de ouro utilizem a prata como base e sejam banhadas com ouro. A quantidade de bronze necessária foi completada em novembro de 2018,enquanto,que a expectativa para que a prata necessária fosse fechada em março de 2019.

Em 24 de julho de 2019,durante as celebrações da contagem regressiva de um ano dos Jogos Olímpicos,o design das medalhas foi revelado. As medalhas foram desenhadas por Junichi Kawanishi e significam o big bang .

Ingressos da Olimpíada

Em maio de 2019, foi dado o início da venda dos ingressos para os jogos olímpicos. Um fato que chamou a atenção é a diferença de valores entre os ingressos válidos para as competições masculinas e femininas, sendo a diferença disparada em competições grandes como Beisebol, Softbol, Futebol, Rugby, Skate e Basquetebol, onde as quartas de final masculinas custam até 54 mil ienes (equivalente a R$ 2.038,00), enquanto que no feminino custa até 18 mil ienes (R$ 679,00). No caso do basquete, a final feminina custa menos que a masculina, sendo que o fator principal é a presença de astros da NBA. No beisebol, a diferença chega a 164% no masculino e no futebol é até 50% mais caro e no rugby a variação chega a 75%. No Skate, o valor das competições femininas varia entre 4.000 a 8.000 ienes (equivalente a R$151,00 e R$302,00), enquanto que no masculino vai de 5.500 a 11.500 ienes (R$208,00 e R$434,00). Em ambos os casos, os ingressos são válidos para as preliminares e final.[24]Em 15 de janeiro de 2020, o Comitê Organizador, apresentou para o público o visual dos ingressos. As identidades apresentam três bases retangulares, formando o logo dos jogos olímpicos e paralímpicos e a técnica japonesa chamada de Kasane no Irome, formando uma paleta de cores para Quimonos, durante o Período Heian. As cores que são vermelho, azul, verde e roxo representam as quatro estações japonesas.

Tocha Olímpica

Após a cerimônia de acendimento da tocha no dia 12 de março de 2020,em Olímpia, na Grécia. A fase grega do revezamento terminará no Estádio Panatenaico em Atenas.A cerimônia de passagem para os japoneses será no dia 19 de março e a chama tocará o solo japonês na Base Área de Matsushima e logo em seguida passará uma semana visitando as áreas das prefeituras de Miyagi, Iwate e Fukushima que foram destruídas durante o Sismo e tsunami de Tohoku de 2011, numa fase que será chamada de “Chama da Reconstrução”. A fase nacional do revezamento da tocha olímpica começará em 26 de março na J-Village, o estádio de futebol da província de Fukushima, o epicentro da área afetada pelo Sismo de Tohoku. Nos meses seguintes, a chama atravessará todo o país,passando por todas as 47 prefeituras,percorrendo um total de 857 cidades,aldeias e vilas em um total de 121 dias.Este será particularmente um revezamento mais longo,devido ao contexto local do país. Em média cada dia contará com 80 a 90 pessoas que transportarão a Tocha Olímpica por cerca de 200 metros cada.Aproximadamente,10 mil pessoas irão participar do revezamento.Entre os locais conhecidos estão Rikuzentakata,aonde está o o “pinheiro milagroso”.Esta árvore foi a única da região a permanecer em pé,após a área ser inundada durante o sismo e automaticamente se tornou mundialmente conhecida por simbolizar a resiliência dos japoneses diante de tragédias e desastres naturais.Outro ponto interessante será a visita ao castelo de Matsumoto,em Nagano, que sofreu grandes danos em 2016,após uma sequência de sismos.Outros momentos altos serão as visitas ao Parque Memorial da Paz de Hiroshima e a cidade de Nagasaki.Ao mesmo tempo,que a resiliência dos japoneses será mostrada ao mundo,a sua história será exposta. Exemplos desta escolha incluem a Fábrica de Seda de Tomioka, o castelo Himeji e o Daisenryō-Kofun.A escolha geral dos locais foi feita em consulta aos governos locais, mas também com o objetivo de que 98% da população japonesa pudesse participar do evento. Os detalhes finais de cada perna do revezamento deverão ser divulgados até o final do ano.

Locais de Competição

Foi confirmado em fevereiro de 2012, que caso a região metropolitana ganhasse a disputa para sediar os Jogos Olímpicos de 2020, o histórico Estádio Olímpico de Tóquio, estava defasado para os atuais padrões desportivos seria demolido e um novo estádio seria construído em seu lugar. Como resultado, foi aberta uma competição para a escolha do design do novo estádio. Dez meses depois,em novembro do mesmo ano, o Conselho Superior dos Esportes do Japão anunciou que um projeto de Zaha Hadid foi o escolhido. Os planos incluíam a demolição do Estádio Nacional, e a sua expansão para 80 mil lugares. No entanto, primeiro-ministro japonês Shinzō Abe anunciou em julho de 2015 que o projeto de Hadid, fora descartado, devido aos altíssimos custos de sua construção. No outono de 2015, o arquiteto local Kengo Kuma apresentou o novo projeto do estádio. No projeto de Kuma,o estádio terá uma capacidade modular de 60 a 80 mil pessoas. Dos 33 locais de competições planejados, 28 estão localizados a apenas 8 km da Vila Olímpica, enquanto que estão sendo construídos 11 novos locais.

AGENDA DO DIA

fev 20 06:00 Super 300 de Barcelona de badminton Rasmus Gemke (DIN) 2 Ygor Coelho (BRA) 1 fev 20 06:40 Aberto da Hungria de tênis de mesa Vitor Ishiy (BRA)/Bruna Takahashi (BRA) 1 Patrick Franziska (ALE)/Petrissa Solja (ALE) 3 fev 20 07:00 WTA de Dubai Hayley Carter (EUA)/Luisa Stefani (BRA) 1 Desirae Krawczyk (EUA)/Alison Riske (EUA) 2 fev 20 07:40 Aberto da Hungria de tênis de mesa Caroline Kumahara (BRA)/Lily Zhang (EUA) 1 Orawan Paranang (TAI)/Suthasini Sawettabut (TAI) 3 fev 20 09:40 Aberto da Hungria de tênis de mesa Martin Allegro (BEL)/Florent Lambiet (BEL) 0 Vitor Ishiy (BRA)/Eric Jouti (BRA) 3 fev 20 10:10 International Challenge da Áustria de badminton Fabien Delrue (FRA)/Vimala Heriau (FRA) 2 Francielton Farias (BRA)/Samia Lima (BRA) 0 fev 20 10:10 International Challenge da Áustria de badminton Yann Orteu (SUI)/Aline Müller (SUI) 0 Fabricio Farias (BRA)/Jaqueline Lima (BRA) 2 fev 20 11:00 ITF de Cancún Carolina Meligeni (BRA) Desistência Lian Tran (HOL) fev 20 11:00 ITF de Cancún Igor Marcondes (BRA) 2 Alexander Cozbinov (MDA) 0 fev 20 11:00 ITF de Cancún Gilbert Klier (BRA) 2 Julian Bradley (IRL) 1 fev 20 11:55 International Challenge da Áustria de badminton Daniella Gonda (HUN) 2 Samia Lima (BRA) 0 fev 20 11:55 International Challenge da Áustria de badminton Jaqueline Lima (BRA) 0 Huang Ching (TPE) 2 fev 20 12:00 ITF de Cancún Thaisa Pedretti (BRA) 2 Michiru Furuya (JAP) 0 fev 20 13:00 Campeonato Romeno de handebol masculino Vaslui (ROM) 20 Dobrogea Sud (ROM) 23 fev 20 13:30 Challenger de Morelos Roberto Quiroz (EQU) 0 Guilherme Clezar (BRA) 2 fev 20 14:00 Euroliga de basquete feminino Arka Gdynia (POL) 82 Lyon Asvel (FRA) 92 fev 20 14:15 International Challenge da Áustria de badminton Lai Ching Huei (TPE)/Lai Tzu Yu (TPE) 0 Jaqueline Lima (BRA)/Samia Lima (BRA) 2 fev 20 15:00 ITF de Cancún Julian Bradley (IRL)/Alexander Cozbinov (MDA) 2 Igor Marcondes (BRA)/Brandon Walkin (AUS) 0 fev 20 15:00 ITF de Punta del Este Daniel Dutra Silva (BRA)/Franco Agamenone (ARG) A definir fev 20 16:00 International Challenge da Áustria de badminton Konstantin Abramov (RUS)/Georgi Karpov (RUS) 1 Fabricio Farias (BRA)/Francielton Farias (BRA) 2 fev 20 16:00 ITF de Cancún Gianna Pilet (EUA)/Almudena Fernandez (ESP) 0 Maria Carle (ARG)/Thaisa Pedretti (BRA) 2 fev 20 16:00 ITF de Cancún Carolina Meligeni (BRA)/Andrea Gamiz (VEN) 2 Tiphanie Fiquet (FRA)/Leolia Jeanjean (FRA) 0 fev 20 16:00 ITF de Cancún Eduardo Ribeiro (BRA)/Fernando Yamacita (BRA) Luca Castelnuovo (SUI)/Gabriel Petit (FRA) fev 20 16:20 Aberto da Hungria de tênis de mesa Lam Siu Hang (HKG) 2 Hugo Calderano (BRA) 4 fev 20 18:00 Libertadores Sub-20 de futebol masculino - Grupo C Independiente Del Valle (EQU) Colo Colo (CHL) fev 20 18:00 Rio Open Roman Jebavy (TCH)/Igor Zelenay (ESQ) Marcelo Melo (BRA)/Lukasz Kubot (POL) fev 20 18:30 Rio Open Orlando Luz (BRA)/Rafael Matos (BRA) Felipe Meligeni (BRA)/Thiago Monteiro (BRA) fev 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Ponta Grossa Caramuru Maringá Vôlei fev 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Sesi Minas Tênis Clube fev 20 19:00 Sul-Americano de Clubes de vôlei feminino Dentil Praia Clube Boca Juniors (ARG) fev 20 19:00 Rio Open Borna Coric (CRO) Thiago Wild (BRA) fev 20 19:30 Rio Open Salvatore Caruso (ITA)/Federico Gaio (ITA) Bruno Soares (BRA)/Mate Pavic (CRO) fev 20 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Curitiba Vôlei Pinheiros fev 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase EMS Taubaté Funvic Vôlei Renata fev 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Sesc-RJ Sada Cruzeiro fev 20 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Osasco Audax Flamengo fev 20 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Fluminense São Cristóvão Saúde/São Caetano fev 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Apan Blumenau América-MG fev 20 20:15 Libertadores Sub-20 de futebol masculino - Grupo C Libertad (PAR) Jorge Wilstermann (BOL) fev 20 21:00 NCAA - Basquete feminino universitário Florida State Wake Forest fev 20 21:30 Sul-Americano de Clubes de vôlei feminino Minas Tênis Clube San Lorenzo (ARG) fev 20 22:00 NBA Chicago Bulls Charlotte Hornets