Siga o OTD

Tóquio 2020

Seletivas do handebol são adiadas de novo, agora sem nova data

Decisão da Federação Internacional de Handebol veio após anuncio de que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 ficaram para o ano que vem

seleção brasileira brasil handebol pré-olímpico mundial tóquio 2020 adiamento jogos pan-americanos lima
(Jonne Roriz/COB/arquivo)

A Federação Internacional de Handebol (FIH) anunciou novo adiamento do pré-olímpico, desta vez sem colocar uma previsão de quando eles serão realizados. A decisão foi divulgada na quarta (25), um dia após a confirmação do adiamento dos Jogos de Tóquio 2020 motivada pelo coronavírus.

Foi o segundo adiamento das seletivas do handebol por conta da pandemia. A primeira foi anunciada no dia 13 de março e jogou para junho torneios inicialmente agendados para março e abril. Desta vez, a entidade não colocou nenhuma previsão de nova data. “À luz desses nodos acontecimentos, a FIH decidiu por adiar os torneios qualificatórios de handebol para Tóquio 2020, que estavam previstos para serem jogados em junho, até segunda ordem”.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

A seleção brasileira masculina está na disputa por uma vaga nos Jogos de Tóquio e jogaria um pré-olímpico mundial entre 17 e 19 de abril, na cidade norueguesa de Trondheim. O Brasil faria seu primeiro jogo diante dos donos da casa, no dia 17, e depois jogaria contra a Coreia do Sul, no dia 18, e o Chile, no dia 19. Os dois primeiros do grupo se classificam para os Jogos de Tóquio 2020.

A equipe feminina já tem vaga, conquistada com o título dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, ano passado. O time masculino também disputou a competição continental de handebol, valendo vaga em Tóquio para o campeão, mas acabou sendo surpreendida pelo Chile na semifinal e ficou apenas com o bronze. A vaga no masculino ficou com a Argentina.

Na nota em que confirma o novo adiamento, a FIH também presta apoio à decisão pelo adiamento dos Jogos de Tóquio por conta do coronavírus. “Considerando as circunstâncias desafiadoras, a Federação Internacional de Handebol apoia integralmente a decisão já que a saúde e segurança de atletas, árbitros, torcedores e todos envolvidos na realização do evento são de máxima importância”.

Mais em Tóquio 2020