Siga o OTD

Tênis de Mesa

Equipe feminina avança à segunda fase do Mundial Júnior

Com Bruna Takahashi, Alexia Nakashima e Livia Lima, Brasil se classificou para a segunda fase do Mundial Júnior de tênis de mesa e joga contra China e Estados Unidos nesta segunda-feira para tentar uma vaga nas quartas-de-final

A equipe feminina do Brasil, formada por Bruna Takahashi, Alexia Nakashima e Livia Lima, começou bem na disputa do Mundial Júnior de tênis de mesa, que está sendo realizado em Riva Del Garda, na Itália. As brasileiras derrotaram Canadá e Argélia neste domingo e garantiram a classificação para a segunda fase da competição. Elas vão competir no Grupo F, contra China e Estados Unidos, e precisam ficar entre os dois primeiros colocados para avançar para as quartas-de-final. No masculino, o time do país também derrotou a Argélia, mas perdeu para a Itália e agora vai disputar o 13º. lugar.

A equipe feminina não deu chances para a Argélia na primeira rodada. Foram três vitórias sem perder nenhum set. Bruna Takahashi fez 11/4, 11/4 e 11/6 em Loubna Djedjik, Livia Lima passou por Hiba Feredj por 11/6, 11/7 e 11/8 e Alexia Nakashima fechou a disputa com 11/6, 11/8 e 11/5 em cima de Malissa Nasri.

Na decisão do Grupo D, o Brasil encarou o Canadá. Bruna Takahashi colocou a equipe brasileira na frente ao bater Joyce Xu por 11/9, 11/7, 14/16 e 11/5. As norte-americanas empataram o duelo com a vitória de Alicia Cote sobre Alexia Nakashima por 3 a 0: 11/9, 11/2 e 11/9.

No terceiro confronto, por pouco o Brasil não ficou atrás do Canadá. Livia Lima conseguiu uma vitória heroica sobre Justina Yeung. A canadense venceu o primeiro set por 11/6, perdeu o segundo por 11/9, mas ganhou o terceiro por 11/6. Perdendo por 2 a 1, a brasileira se superou nos sets finais e venceu por 11/9 e 11/8 para fazer 3 a 2 e colocar o país em vantagem.

Depois do sufoco pelo qual passou Livia Lima, Bruna Takahashi garantiu o Brasil na segunda fase com autoridade. Ela derrotou Alicia Cote em três sets com parciais de 11/8, 11/7 e 11/8, assegurando a vitória por 3 a 1 sobre as canadenses.

Nesta segunda-feira, o Brasil terá um confronto duríssimo contra a favorita China às 6h30 e depois encara os Estados Unidos, com quem vai disputar a segunda vaga para as quartas-de-final, às 15h30. Quem ficar em terceiro vai competir pelo 9º. lugar por equipes do Mundial Júnior de tênis de mesa.

Masculino

A equipe masculina formada por Eduardo Tomoike, Carlos Ishida e Siddharta Almeida não encontrou dificuldades para superar a Argélia por 3 a 0. Assim como no feminino, os meninos passaram pelos africanos com três vitórias por 3 a 0. Na decisão da chave, no entanto, a Itália não deu chances para os brasileiros.

Siddharta Almeida perdeu em três sets para Antonio Amato por 11/8, 11/8 e 11/3. Carlos Ishida deu trabalho para Matteo Mutti no primeiro set, mas também foi derrotado por 3 a 0 com parciais de 13/11, 11/8 e 11/7. Quem mais dificultou a vida dos italianos foi Eduardo Tomoike. Depois de perder os dois primeiros sets para Carlo Rossi por 11/7 e 11/5, ele reagiu e venceu os dois seguintes por 13/11 e 16/14. O quinto foi emocionante, mas o mesatenista europeu levou a melhor e fechou o confronto ao ganhar por 12/10.

No torneio que vai definir do 13º. ao 20º. colocado, o Brasil vai enfrentar a Austrália às 8h30 da manhã. Se vencer, pega quem passar do confronto entre Argentina e Tunísia às 13h30.

Programação

O Mundial Júnior de tênis de mesa será disputado até domingo. Os três primeiros dias serão dedicados às disputas por equipes. Na quarta-feira acontecem as primeiras rodadas das duplas mistas e as finais por equipes. Na quinta, será disputada a fase de grupos de simples. Na sexta será a vez das eliminatórias de simples, duplas e duplas mistas. No sábado, o mata-mata segue até a semifinal de duplas e as quartas de simples e, no domingo, acontecem as semifinais de simples e as decisões de medalha de todos os torneios.

 

Mais em Tênis de Mesa