Siga o OTD

Tênis de Mesa

Brasil cai nas quartas e repete 2018 na copa por equipes

Equipe masculina teve boa atuação, mas não resistiu ao duro desafio contra a Coréia do Sul; destaque para a vitória de Eric Jouti

Brasil e Coreia do Sul na Copa do Mundo por Equipes de tênis de mesa

Pelo segundo ano consecutivo, o Brasil fecha a Copa do Mundo de Equipes de Tênis de Mesa entre os oito primeiros. Na madrugada desta sexta (8), a equipe masculina perdeu para a Coreia do Sul, nas quartas de final do torneio masculino, por 3 a 1. O time feminino ficou na fase de classificação.

Sexta melhor equipe do mundo no ranking mundial, o time comandado pelo técnico Francisco Arado foi o último a ser eliminado nesta fase. Com isso, quatro times asiáticos decidirão o título no no Ginásio Metropolitano de Tóquio, no Japão: China, Japão, Taiwan e Coreia do Sul.

Apesar da derrota, destaque para a vitória de Eric Jouti sobre Lee Sangsu, 18° do ranking, na terceira partida do confronto. Fez 3 a 1 com 11/7, 11/8, 4/11 e 11/8, marcando o único ponto brasileiro.

Eric Jouti na Copa do Mundo por Equipes de tênis de mesa
Eric Jouti (ITTF)

A Copa do Mundo por Equipes de tênis de mesa valeu também como evento teste para os Jogos Olímpicos do ano que vem.

Parada duríssima

No jogo de duplas, um desafio grande para Eric Jouti e Gustavo Tsuboi: nada menos do que a dupla número 1 do mundo da atualidade, Jeoung Youngsik e Lee Sangsu.

E eles não estavam para brincadeira: tiraram os brasileiros da zona de conforto desde o início. Errando muito, Jouti e Tsuboi viram os sul-coreanos abrirem 11 a 2 no primeiro set e marcarem 5 a 0 logo no início da segunda parcial, quando finalmente começaram a entrar no jogo.

No terceiro set, Jouti e Tsuboi melhoraram a recepção e os contra-ataques, conseguindo uma boa vitória. O jogo continuou bom para os brasileiros, que mantiveram o confronto equilibrado até quase o final do quarto set, com triunfo de Youngsik e Sangsu, que fecharam em 3 a 1 (2/11, 4/11, 11/6 e 8/11).

Vitor Ishiy foi para a mesa, com mais uma dura missão. O adversário era Jang Woojin, número 14 do ranking mundial. Fez um bom primeiro set, mas ainda insuficiente para incomodar.

Começou a se destacar no segundo set, jogando de forma agressiva e quebrando a maioria dos serviços do sul-coreano, até pouco mais da metade da parcial, quando não manteve a mesma intensidade e permitiu a virada. No terceiro, Ishiy caiu muito de produção e Woojin fechou em 3 a 0 (6/11, 8/11 e 4/11).

Grande vitória!

Lee Sangsu, 18° do ranking, foi o adversário de Eric Jouti no terceiro confronto da madrugada. Um duelo que iniciou muito equilibrado no primeiro set, com o brasileiro sendo perfeito nos momentos finais da parcial, fechando em 11 a 7.

O segundo set foi praticamente idêntico: equilibrado desde o início, com Jouti aproveitando todos os erros do adversário e sendo preciso nos momentos decisivos, após 8 a 8 no placar.

Mas ainda faltava um set para confirmar a vitória. O brasileiro não manteve o mesmo desempenho diante de um adversário que passou a dificultar muito nos serviços e contra-atacar de forma mais agressiva. O sul-coreano chegou a estar vencendo por 8 a 0 e fechou a terceira parcial com facilidade.

Jouti “voltou” para o jogo no quarto set. E, assim como acontecera nas duas primeiras parciais, o equilíbrio foi grande até quase o final. Mais uma vez, o brasileiro teve muita frieza nos momentos decisivos e garantiu a vitória na partida (confira abaixo).

Fim da linha

No quarto jogo, Gustavo Tsuboi enfrentou Jang Woojin, precisando vencer para levar a decisão para o quinto confronto. Começou bem, confirmando os dois primeiros serviços, mas permitiu a virada para 6 a 2.

Era tarde para uma reação, e o sul-coreano administrou bem a primeira parcial. No segundo set, Woojin foi absoluto. Tsuboi reagiu no terceiro set, mas o oponente foi melhor nos momentos finais e fechou o confronto em 3 a 0 (6/11, 1/11 e 7/11).

Mais em Tênis de Mesa