Siga o OTD

Tênis

Marcelo Melo projeta: “conquistar outro título de Grand Slam”

Após conquista do tão sonhado título de Wimbledon e a liderança nos dois rankings mundiais de duplas, Marcelo Melo espera ganhar mais um Grand Slam em 2018.

Seis títulos, dez finais e número um do mundo no ranking individual de duplas e, ao lado de Lukasz Kubot, como melhor parceria. O ano de 2017 foi de conquistas importantes para Marcelo Melo, e entre as principais, o tenista brasileiro destaca uma.

“Foi o melhor ano da minha carreira. Sempre deixei muito claro que um dos meus maiores sonhos era conquistar Wimbledon e meus objetivos do ano eram sempre chegar lá da melhor maneira possível. E esse ano a gente chegou. Então foi realmente um ano, uma temporada especial. Em 2015 me perguntaram o que eu gostaria de fazer, que era estar em constante evolução, e em 2017 mostro um pouco do que eu falei em 2015. A gente ainda está em evolução, o Lukasz é um parceiro que eu estou jogando há um ano só, então são fatos novos que a gente conseguiu colocar em prática todo ano”, afirmou Marcelo, em evento aberto para a imprensa nesta quarta-feira (6), em São Paulo.

Além de Wimbledon, o mineiro falou sobre a conquista do vice-campeonato em Indian Wells. O brasileiro chegou perto de conquistar o título do Masters 1000, mas acabou perdendo a final de virada para o sul-africano Raven Klaasen e o americano Rajeev Ram.

“Eu acho que um dos vários momentos marcantes para a nossa dupla foi o de Indian Wells, que a gente conseguiu balancear e se colocar realmente em alto nível. A gente conseguiu chegar na final com vários bons jogos, mas um início não tão bom e acho que esse momento foi o mais importante para a nossa dupla”, considerou.

Já pensando na próxima temporada, a dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot inicia a temporada 2018 no ATP 250 de Sidney, na Austrália, a partir do dia 8 de janeiro. Na sequência, disputam o primeiro Grand Slam do ano, o Aberto da Austrália, entre os dias 15 e 28, em Melbourne. Em fevereiro, Melo e Kubot disputam o ATP 500 de Roterdã, na Holanda, que tem início no dia 12. O mineiro, que viaja já no próximo dia 3, projetou títulos para o futuro.

“Nosso objetivo, eu junto com o Lukasz, é de continuar mantendo esse mesmo nível e evoluindo. Gostaria de conquistar outro título de Grand Slam, ficaria muito satisfeito, independente de qual. Por mais que meu maior sonho era conquistar Wimbledon, eu ficaria muito feliz de conquistar mais um, por que não? Mas também alguns títulos inéditos. A gente já tem o Masters, buscar quem sabe um Aberto da Austrália, que é um torneio que eu gosto de jogar. O Finals, que esse ano a gente acabou perdendo na final. Quem sabe alguns títulos diferentes, mas eu acho que a gente poderia focar em um novo título de Grand Slam”, finalizou.

Confira os principais resultados de Marcelo Melo em 2017:

  • Seis títulos:

Grand Slam – Wimbledon, grama.
Masters 1000 – Paris, rápida; Madrid, saibro; e Miami, rápida.
ATP 500 – Halle, grama.
APT 250 – s-Hertogenbosch, grama.

  • Quatro vice-campeonatos:

ATP Finals – Londres
Masters 1000 – Shangai; Indian Wells.
ATP 500 – Washington.

  • Uma semifinal:

Masters 1000 – Cincinatti.

  • Seis quartas de final:

ATP 1000 – Monte Carlo, Roma.
ATP 500 – Roterdã, Rio, Viena.
ATP 250 – Shenzhen.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Tênis