Siga o OTD

Tênis

Wild vence batalha contra espanhol e avança no Rio Open

Na partida mais longa da história do Rio Open, Thiago Wild venceu o espanhol Alejandro Fokina de virada e avançou no evento carioca.

Thiago Wild venceu na estreia do Rio Open - Foto: Divulgação/Rio Open
Thiago Wild chegou a salvar três match-points (Foto: Divulgação/Rio Open)

Foram 3 horas e 50 minutos de partida e uma verdadeira batalha em quadra na estreia do brasileiro Thiago Wild no Rio Open. Embalado pela torcida, o paranaense buscou a virada contra o espanhol Alejandro Fokina, salvou três match-points e fechou o jogo com parciais de 5/7, 7/6 (7-3) e 7/5.

Wild começou o primeiro set pressionando o adversário e quebrando o saque depois de sete oportunidades. No quarto game, o espanhol devolveu a quebra. Na sequência, o paranaense voltou a liderar o set e se manteve na frente até sacar para 5/4, quando levou nova quebra. O espanhol aproveitou o momento favorável e conseguiu quebrar outro saque de Wild e fechar a primeira parcial em 7 a 5.

No segundo set, a partida estava bem equilibrada até o paranaense ter uma quebra de frente e sacar em 5/4 para fechar a parcial. Wild, no entanto, perdeu um set-point e viu o rival empatar.

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Fokina teve a chance de garantir a vitória quando o set estava 6/5, mas perdeu as oportunidades. Wild evitou três match-points e forçou a decisão do set para o tie-break. Num desempate bem disputado, ele abriu boa vantagem, fez 7 a 3 e empatou o confronto no Rio de Janeiro.

O terceiro e último set foi muito equilibrado e cheio de alternâncias. Depois de vencer os três primeiros games, o brasileiro teve dois saques quebrados e viu o espanhol virar o set para 4 a 3. Logo na sequência, Wild também conseguiu quebrar o rival e empatou o confronto mais uma vez.

No 12º game, Wild conseguiu outra quebra fundamental e fechou o set em 7/5 e a partida em 2 sets a 1. Depois da batalha de 3h50min – a partida mais longa da história do RIo Open -, o paranaense de 19 anos foi ovacionado pela torcida que prestigiava o evento carioca.

Chave de duplas

Em partida atrasada do qualificatório de duplas, o brasileiro Fernando Romboli jogou ao lado do húngaro Attila Balazs e acabou derrotado pelos italianos Salvatore Caruso e Federico Gaio por 2 a 0 (6/3, 6/4). Com a derrota, Romboli não conseguiu uma lugar na chave principal do torneio carioca.

Já pela primeira rodada das duplas, os brasileiros Orlando Luz e Rafael Matos jogaram contra os colombianos Juan Cabal e Robert Farah e venceram por 2 a 1 (6/1, 4/6 e 10/8).

Depois de um começo arrasador, quando venceram o primeiro set por 6 a 1, os brasileiros tomaram a virada no segundo período e tiveram que jogar o set de desempate. Numa disputa muito equilibrada, Orlando e Rafael assumiram a liderança no fim e garantiram a vitória e a vaga nas quartas de final do torneio.

Challenger de Morelos

Dois tenistas representaram o Brasil no Challeger de Morelos, no México, nesta segunda-feira (17). Na primeira rodada do torneio, Pedro Sakamoto encarou o espanhol Carlos Gomes-Herrera e venceu bem por 2 a 0 (7/6, 6/2).

O próximo jogo de Sakamoto em Morelos será contra o canadense Peter Polansky, 186º do ranking, em confronto inédito no circuito.

Na última partida da noite, Guilherme Clezar enfrentou Diego Hidalgo, do Equador, e venceu por 2 a 0, com parciais de 7/6 (7-5) e 6/2. Na próxima rodada, o brasileiro joga contra Ramkumar Ramanathan, da Índia.

Mais em Tênis