Siga o OTD

Tênis

Em ótimo começo de ano, Bia destaca coletivo na Fed Cup

Começando 2019 com o pé direito, Bia e outras representantes do Brasil faturaram a Fed Cup. Na última quarta (27), a paulista conquistou feito inédito.

Reprodução/Instagram

“Será que semana que vem eu vou estar bem?”. A frase, volta e meia, passava pela cabeça de Bia Haddad. Ora devido às lesões que sofreu, que a afastaram das quadras no último ano, ora por questões mais simples, como a gripe que a transformou em dúvida no Aberto Australiano. Fato é que, em solos australianos, ela esteve bem e, até, furou o qualifying. E se, depois disso, ela já estava comemorando o ótimo início de ano, agora, Bia tem ainda mais motivos para celebrar.

Isso porque, na última quarta-feira (27), a brasileira conquistou um feito inédito em sua carreira e, ainda, quebrou um jejum nacional. Pela primeira vez, Bia conseguiu dominar uma top 5 ao vencer a norte-americana Sloane Stephens com duplo 6/3. Além disso, antes, a última vez que uma brasileira superou uma top 10 havia sido em julho de 1989. “Acredito que comecei 2019 com o pé direito”, destacou a tenista em entrevista exclusiva ao Olimpíada Todo Dia.

Na Austrália, acabou caindo para a então número 2, Angelique Kerber. Apesar do resultado negativo, Bia analisou com entusiasmo seu desempenho.”Ela é uma jogadora incrível. Foi um jogo que, realmente, eu me senti enfrentando e atacando até, com uma atitude muito positiva na quadra”, analisou.

“Começei esse ano jogando da forma como eu queria começar”, destaca Bia, com otimismo. Recentemente, ela foi campeã da Fed Cup ao lado de outras brasileiras. “Foi uma semana incrível. Aproveitamento 100%. Conseguimos mostrar que, realmente, a união e o respeito que a gente tinha uma pela outra faz muita diferença”.

Tranquilidade compartilhada

Na Fed Cup depois de terminar na liderança do grupo B na primeira fase, o Brasil enfrentou o Paraguai na decisão e levou a melhor em Medelim, na Colômbia. Conseguindo ditar o ritmo desde o começo, a equipe brasileira conseguiu vencer os dois jogos de simples para conquistar o torneio. Para Bia, o jogo coletivo diminiu a pressão.

“Dentro de quatro confrontos, cada ponto ele é importante, mas ele não vai te deixar fora. É uma competição em que seu jogo não vai te dizer nada. Porque se você perder, tem outra menina. Se ela ganhar, você tem a dupla”, conta a número um do Brasil. “É uma semana muito especial e que, com certeza, ter tido essa energia fez a gente ter o resultado que a gente teve.”

A troca entre o grupo não só tranquilizava Bia como também deu à tenista uma maior chance de desfrutar da disputa. “Consegui me divertir muito na quadra. Todos os momentos em que estavamos mais tensas, ou sentindo a pressão, ou que errando, não nos importávamos. Olhavamos para fora e todos estavam positivos, vibrando, sorrindo e deixando muito tranquila”, ressalta.

“Como uma família”

Na disputa, a equipe capitaneada por Roberta Burzagli era formada pelas paulistas Beatriz Haddad Maia e Carolina Meligeni, números 1 e 2 do país no ranking de simples da WTA, respectivamente; pela gaúcha Gabriela Cé, terceira do país, além de Luisa Stefani, melhor tenista nacional no ranking de duplas e da jovem Thaísa Pedretti, de 19 anos, como atleta de transição do juvenil para o profissional, para adquirir experiência. Para Bia, o relacionamento construido entre elas e até a comissão técnica se parece com o de uma família.

“Era muito louco que a gente ficava o dia inteiro juntas, jogava, treinava, jogava, jogava dupla, almoçava, jantava e ainda chegava no final do dia pegava o violão e ficavamos tocando juntas”, destaca a representante do verde e amarelo no WTA de Acapulco. “Acho que de muitas vitórias, conquistas, que eu tive na minha carreira e na minha vida, talvez essa tenha sido uma das minhas três favoritas. Foi algo muito marcante mesmo”.

AGENDA DO DIA

mar 18 02:00 Cape Epic Estágio 1 mar 18 05:00 ITF de Sharm El Sheikh Jennifer Dourado (BRA) 0 Vaidehi Chaudhari (IND) 2 mar 18 05:00 ITF de Sharm El Sheikh Julia Konishi (BRA) 0 Emily Casteleyn (BEL) 2 mar 18 09:50 Jogos Sul-Americanos de Praia - Handebol de Praia Masculino Brasil 2 Peru 0 mar 18 10:00 Jogos Sul-Americanos de Praia - Esqui Aquático Wakeboard – Classificação Marcelo Giardi , Mariana Nep mar 18 11:00 Jogos Sul-Americanos de Praia - Vela Laser, Laser Radial, Sunfish, Snipe, RSX mar 18 11:30 Jogos Sul-Americanos de Praia - Handebol de Praia Feminino Brasil 2 Venezuela 0 mar 18 11:30 ITF de Curitiba Luisa Stefani (BRA) 2 Martina Caregaro (ITA) 0 mar 18 11:30 ITF de Curitiba Isabelle Wallace (AUS) 2 Rebeca Pereira (BRA) 0 mar 18 12:00 Etapa de Acapulco da Copa do Mundo de tiro esportivo Fossa Olímpica feminina – Dia 2 49º. lugar Janice Teixeira mar 18 12:15 WTA de Miami Beatriz Haddad Maia (BRA) 2 Anna Blinkova (RUS) 1 mar 18 13:00 Etapa de Acapulco da Copa do Mundo de tiro esportivo Fossa Olímpica masculina – Dia 1 Fernando Mello, Roberto Schmits, Sérgio Barbosa mar 18 13:30 Jogos Sul-Americanos de Praia - Esqui Aquático Wakeboard – Finais mar 18 13:50 Jogos Sul-Americanos de Praia - Handebol de Praia Masculino Brasil 2 Venezuela 0 mar 18 14:30 ITF de Curitiba Eduarda Piai (BRA) 1 Gabriela Talaba (ROM) 2 mar 18 14:40 ITF de Curitiba Jessica Pieri (ITA) 0 Paula Gonçalves (BRA) 2 mar 18 14:40 ITF de Curitiba Maria Eduarda Mauad (BRA) 0 Federica Di Sarra (ITA) 2 mar 18 15:00 Jogos Sul-Americanos de Praia - Maratona Aquática Revezamento misto Brasil mar 18 18:30 ITF de Curitiba Júlia Klimovicz (BRA) 0 Elizabeth Halbauer (EUA) 2 mar 18 19:00 Superliga de vôlei feminino - Quartas De Final Curitiba Vôlei 0 Minas Tênis Clube 3 mar 18 19:00 Masters 1000 de Miami Thiago Monteiro (BRA) Kamil Majchrzak (POL) mar 18 19:30 NBB Paulistano 86 Franca Basquete 93 mar 18 21:00 NBA Washington Wizards Utah Jazz mar 18 21:30 Superliga de vôlei feminino - Quartas De Final Dentil Praia Clube Fluminense

Mais em Tênis