Siga o OTD

Surfe

Surfe brasileiro tem ano com mais conquistas na história

Surfe brasileiro tem ano com mais conquistas da história, com 22 etapas, somando QS e CT, batendo antigo recorde de 18.

Se 2014 e 2015 foram os anos em que a Brazilian Storm explodiu e 2016 o ano da consolidação no cenário internacional, 2017 foi a temporada em que os brasileiros mostraram que fazem parte da nação com a maior capacidade de reação em circunstâncias adversas do mundo. Ou seja, nunca se dão por derrotados. E temos vários exemplos disso. O que tomou mais conta dos noticiários, é claro, foi a recuperação estrondosa de Gabriel Medina no CT no segundo semestre. No entanto, não foi só ele. Ian Gouveia conseguiu quase que um milagre em Pipeline para se reclassificar, Willian Cardoso (no QS) buscou a vaga para a elite aos 31 anos de idade após uma década tentando e Silvana Lima, que sofria para vencer uma bateria sequer, faturou a etapa da França, após sete anos de sua última conquista.

Se pegarmos toda a história do surfe profissional, 2017 é o ano com mais vitórias brasileiras em todos os tempos, somando CT’s e QS’s masculino e feminino. Ao todo foram 22 conquistas, superando o antigo recorde, que era de 18, em 2015. (Veja quais foram abaixo do infográfico). E, no ano que vem, o Brasil igualará 2001 como o ano com mais representantes na elite – a diferença é que naquele ano mais de 45 atletas competiam, hoje são só 34, ou seja, uma porcentagem bem maior.

Vamos, então, a uma retrospectiva do que rolou de melhor no surfe em 2017:

VITÓRIAS BRASILEIRAS NO SURFE INTERNACIONAL EM 2017

2017 (CT) – 6 vitórias

Rio Pro, Saquarema – Adriano de Souza
Corona Open, JBay – Filipe Toledo
Hurley Pro – Filipe Toledo
Quik Pro, Hossegor Gabriel Medina
Rip Curl Pro, Peniche Gabriel Medina
Swatch Pro, Trestles – Silvana Lima

2017 (QS) – 16 vitórias

Seat Pro Israel /QS 1.500 – Peterson Crisanto
Maitland Port Stephens Pro /QS 6.000 – Yago Dora
Australian Open/QS 6.000 – Jessé Mendes
Jack’s Pro/QS1.5oo – Hizunome Bettero
Rip Curl Pro Argentina/QS1.500 – Thiago Camarão
Chiba Open/QS 6.000 – Jessé Mendes
SA Open Surfing/QS 3.000 – Alex Ribeiro
Cape Town Surf/QS 1.000 – Alex Ribeiro
Outer Branks Pro /QS 1.000 – Gabriel Farias
Azores Pro/QS 6.000 – Yago Dora
Casablanca Pro/QS 1.500 – Deivid Silva
Siargao Cloud 9/QS 1.000 – Raoni Monteiro
Itacaré Surf/QS 1.500 – Deivid Silva
Hang Loose Maresias/QS 3.000 – Deivid Silva
Hawaiian Pro/QS 10.000 – Filipe Toledo
Los Cabos Open of Surf /QS 6.000 – Silvana Lima

*dados do site datasurfe

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Surfe