Siga o OTD

Surfe

Ian Gouveia ganha vaga de wildcard para o CT 2018

Com o terceiro lugar no Pipe Masters, Ian Gouveia fica em 23º e ganha wildcard para o CT 2018.

O Billabong Pipe Masters, disputado no Havaí desde o dia 8 de dezembro e encerrado nesta segunda-feira (18) não foi histórico apenas para John John Florence e Jeremy Flores (campeão mundial e campeão da etapa respectivamente), mas também para Ian Gouveia. O brasileiro conseguiu o melhor resultado de sua carreira no tour, um terceiro lugar, e, assim, chegou à 23ª colocação do ranking, o que lhe garantiu uma vaga de wildcard para 2018, confirmada pela WSL nesta quarta-feira (20).

Ian Gouveia chegou a Pipeline com uma missão muito complicada. Ele estava em 27º do ranking e precisava vencer o evento para entrar no top-22 sem depender de nenhum resultado. E o brasileiro chegou bem perto. Se não fosse a onda salvadora de John John Florence nos últimos segundos da semifinal, o brasileiro teria grandes chances de atingir seu objetivo de permanecer na elite, já que demonstrou um grande surfe durante todo o campeonato.

Wildcard

Fato é que mesmo ficando em 23º, Ian Gouveia continuará na elite em 2018. Isso porque a WSL guarda para si dois convites, ou wildcards, para dar a atletas lesionados ao fim do ano e que perderam etapas devido a isso. No entanto, em 2017 apenas Kelly Slater, abaixo do 22º, ficou de fora de etapas. O norte-americano undecacampeão mundial de 45 anos se machucou em Jeffreys Bay, na África do Sul, e só voltou a competir em Pipeline, terminando o ano em 28º. No ano que vem, com a sua piscina no novo calendário da WSL, o maior surfista de todos os tempos pode encerrar sua carreira em alto estilo. E o que tudo isso interessou para Ian Gouveia? Significa que o segundo convite de wildcard ficou vago e como ele foi o primeiro abaixo da linha de corte dos top-22, acabou recebendo.

Kelly Slater já fez o pedido para ganhar um dos wildcards para 2018. A outra vaga está em aberto e pode ser dada a Ian Gouveia. Foto: WSL

+ CONFIRA COMO FICOU O RANKING MUNDIAL AO FIM DA TEMPORADA DE 2017

Com a confirmação do wildcard de Ian Gouveia, o Brasil tem agora onze surfistas na elite. Subiram Jessé Mendes, Willian Cardoso, Yago Dora, Tomas Hermes e Michael Rodrigues e caíram Miguel Pupo, Jadson André e Wiggolly Dantas em relação a 2017.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Surfe