Siga o OTD

Curiosidades olímpicas

Phelps bate Spitz e se torna o maior de todos em Pequim-2008

Michael Phelps se tornou o recordista de medalhas de ouro numa única edição de Jogos Olímpicos ao obter 100% de aproveitamento em Pequim-2008, quando venceu todas as oito provas que disputou

Michael Phelps recordista de medalhas de ouro numa única edição dos Jogos Olímpicos Pequim-2008

O nadador americano Michael Phelps precisou fazer uma Olimpíada perfeita em Pequim-2008 para se tornar o recordista de medalhas de ouro numa única edição de Jogos Olímpicos. O dono da marca era o compatriota Mark Spitz, que havia ganho sete ouros em Munique-1972. O primeiro candidato a batê-lo foi Matt Biondi em Seul-1988, mas não conseguiu. E mesmo Phelps precisou de duas edições para alcançar o feito. Em Atenas-2004, ele falhou, mas se transformou no maior de todos quatro anos depois.

O primeiro recordista de medalhas de ouro uma única edição de Jogos Olímpicos foi o ginasta Anton Heida, que faturou cinco delas em Saint Louis-1904 e mais uma de prata no mesmo evento. O atleta dos Estados Unidos se manteve como o dono da marca até Munique-1972, quando surgiu o incrível Mark Spitz.

Com apenas 22 anos de idade, Spitz pulverizou o recorde de Anton Heida ao ganhar sete medalhas de ouro nas sete provas que disputou: 100 m livre, 200 m livre, 4 x 100 m livre, 4 x 200 m livre, 100 m borboleta, 200 m borboleta e 4 x 100m medley.

Recordista de medalhas numa única edição dos Jogos Olímpicos
O nadador americano Mark Spitz em ação na Olimpíada de Munique-1972 (AFP)

O posto de Mark Spitz como recordista de medalhas de ouro numa única edição de Jogos Olímpicos só foi ameaçado 16 anos depois. O americano Matt Biondi chegou a Seul-1988 com o objetivo de igualar o compatriota. Mas não era uma missão fácil. Ele ganhou sete medalhas, mas “apenas” cinco de ouro, que foram acompanhadas por uma de prata e uma de bronze.

Veio então Michael Phelps. Depois de estrear com um quinto lugar nos 200 m borboleta, aos 15 anos, em Sydney-2000, o nadador chegou a Atenas-2004 como candidato a se tornar o recordista de medalhas numa única edição de Jogos Olímpicos, mas acabou não conseguindo bater a marca de Spitz apesar de ter somado a impressionante marca de seis ouros e dois bronzes.

Quatro anos depois, no entanto, Michael Phelps chegou a Pequim-2008 mais experiente e ainda mais focado em conseguir o objetivo de se tornar o recordista. Para alcançar a meta, o atleta dos Estados Unidos fez uma Olimpíada perfeita, ganhando todas as oito provas que disputou: 200 m livre, 4 x 100 m livre, 4 x 200 m livre, 100 m borboleta, 200 m borboleta, 200 m medley, 400 m medley e 4 x 100 m medley.

Com a soma das medalhas conquistadas em Atenas-2004 e Pequim-2008, Michael Phelps passou a ser também o recordista de pódios em todos os tempos. Mas ele ainda ampliou a marca em mais duas participações olímpicas, chegando a 28 pódios com 23 ouros, três pratas e dois bronzes, marcas que dificilmente um dia serão igualadas.

Mais em Curiosidades olímpicas