Siga o OTD

Tóquio 2020

Tóquio-2020 e IPC anunciam planos para a Paralimpíada

Após adiamento, Comité Paralímpico Internacional e Tóquio 2020 anunciaram planos de simplificação para os Jogos

IPC contra o racismo após morte de George Floyd
Comitê organizador da Tóquio 2020 e Comitê Paralímpico Internacional divulgaram medidas visando a saúde dos envolvidos e a simplificação de procedimentos (Twitter/Paralympics)

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio anunciou nesta quarta-feira (8), o posicionamento, os princípios e o roteiro da Paralímpiada remarcada para 2021, após reuniões com o IPC (Comitê Paralímpico Internacional).

+CPB retoma os treinos após 111 dias parado pela pandemia

Após a decisão inédita de adiar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, o comitê organizador manteve várias conversas com o COI (Comitê Olímpico Internacional), o IPC, o governo metropolitano de Tóquio e o governo do Japão. Um comitê de direção conjunto do COI e de Tóquio 2020 anunciou o posicionamento geral, os princípios e o roteiro para a Olimpíada em 10 de junho.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

O comitê organizador e o IPC, desde então, revisaram-nos minuciosamente e atualizaram o conteúdo do posicionamento para refletir os valores únicos dos Jogos Paralímpicos. Esta versão atualizada foi apresentada ao Conselho de Administração do IPC na terça-feira (7).

De acordo com a atualização anunciada pelo comitê organizador de Tóquio e o IPC, ficou definido um cronograma de ações, com competições esportivas e testes de Covid-19 dos envolvidos, valorização dos princípios paralímpicos e de alguns posicionamentos necessários para o paradesporto.

Paralimpíada de Tóquio 2020
Logo do Comitê Paralímpico Internacional IPC – Reprodução/IPC

Cuidados com a saúde dos participantes

Todas as ações anunciadas visam priorizar a saúde de todos os envolvidos na realização dos Jogos Paralímpicos de 2021. Além disso, o comitê organizador e o IPC tem como meta simplificar e reduzir a complexidade dos Jogos. Desta forma, poderá garantir que eles possam ser organizados de forma eficiente, segura e sustentável neste novo contexto.

Todas as ações anunciadas visam priorizar a saúde de todos os envolvidos na realização dos Jogos Paralímpicos de 2021. Além disso, o comitê organizador e o IPC tem como meta

Tóquio 2020 permanecerá em estreita colaboração com todas as partes interessadas, continuando a envidar todos os esforços para uma entrega bem-sucedida dos Jogos.

Mais em Tóquio 2020