Siga o OTD

Olimpíada

Brasil disputa sete modalidades da 30ª edição da Universiade

Paulo André e Rodrigo Nascimento são destaques do atletismo. Luiz Gustavo Borges, filho de Gustavo Borges, compete na natação e vôlei tem campeão da Superliga

Brasil na Universiade
(foto: Saulo Cruz/CBDU)

A 30ª edição da Universiade de Verão, segunda maior competição poliesportiva do mundo, começa nesta terça-feira (3) e vai reunir em Napoli, na Itália, até o dia 14 os melhores atletas universitários do planeta. Ao todo são 5971 de 127 países que disputarão 18 esportes em 12 dias de competição, organizada pela Federação Internacional do Esporte Universitário (FISU).

Na expectativa de receber aproximadamente 10 mil pessoas de 127 países, a cidade-sede se prepara com praças esportivas, navios e hotéis para hospedagem e muitos passeios culturais.

Com mais de 170 pessoas, a delegação brasileira compete em sete modalidades na Universiade: atletismo, futebol, ginástica artística, judô, natação, taekwondo e vôlei.

Tocha e logo da Universiade

Apesar da 30ª edição ter Napoli como cidade-sede, os jogos também serão realizados em Caserta e Salerno e contemplam, além das sete modalidades já citadas, basquete, esgrima, ginástica rítmica, polo aquático, rugby 7, saltos ornamentais, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo e vela.

Brasil na Universiade

Entre os destaques do Brasil estão Paulo André Camilo e Rodrigo Nascimento, que fizeram história ao conquistar, em maio, o título no campeonato mundial de revezamento 4x100m pela primeira vez, em Yokohama, no Japão.

Paulo André vem de vitória no Meeting de São João de atletismo, em Braga, em Portugal. O atleta do Pinheiros venceu os 100m, com 10s04 (0.9), ratificando o índice para o Campeonato Mundial de Doha, no Catar.

Um dos nomes que também tem chamado atenção na natação é o de Luiz Gustavo Borges, filho do medalhista olímpico Gustavo Borges. Assim como o pai, Luiz estuda na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

Já no vôlei, a seleção masculina universitária do Brasil da Universiade poderá contar com o central Renan Michelucci, atual campeão da Superliga pelo Taubaté.

Abertura e haesteamento das bandeiras

A tarde de domingo (30) foi marcada com a cerimônia de hasteamento das bandeiras do Brasil e da Austrália, África do Sul, Croácia e França. Solenidade marca, oficialmente, a chegada das delegações na 30ª Universiade de Verão.

A cerimônia reuniu cerca de 100 pessoas dos cinco países. Primeiro foi feita uma a apresentação de dança. Em seguida, a prefeita da Vila deu boas-vindas aos atletas e presentes foram trocados entre os chefes de delegações e a prefeita. Para fechar o evento, as bandeiras foram hasteadas.

Dois dias antes, na sexta (28), foi realizada a Cerimônia de Abertura da Vila dos Atletas. O evento contou com apresentações circenses, que mostravam um pouco da cultura local unida a temática esportiva, além do tradicional protocolo de hasteamento da bandeira do país sede e da FISU – Federação Internacional do Esporte Universitário.

Partenope, mascote da Universiade

Partenope, mascote da competição

Durante a atividade, algumas personalidades também discursaram, foram elas: o presidente da FISU, Sr. Oleg Matytsin, Vicenzo de Luca governador de Campânia e a ex-atleta bicampeã olímpica Manuela di Centa, figura emblemática para o esporte italiano e coordenadora de relações esportivas institucionais da competição.

Universiade em números

Com cerca de 9.300 atletas, técnicos e oficiais inscritos, a Universíade de Verão de 2019 vai agitar Napoli e quatro outros lugares na região de Campagnia – Caserta, Beneveto, Avellino e Salerno.

Em relação a igualdade de gênero nos esportes universitários, esta edição será a mais equilibrada até então, com 3.833 homens e 3.452 mulheres competindo.

Os esportes coletivos como rugby 7s, futebol, pólo aquático e basquete lideram o caminho com paridade absoluta.

A Itália é o maior contingente com 361 atletas participantes, seguida pela forte equipe de 292 membros dos Estados Unidos e 281 atletas-estudantes competidores do Japão. O Brasil participa com uma delegação de 170 pessoas.

Mais em Olimpíada