Siga o OTD

Natação

Etiene Medeiros define prazo para voltar a competir em 2018

Em pós-operatório de cirurgia no ombro direito, Etiene Medeiros já tem uma meta para voltar às competições.

Ainda seguindo uma rotina de pós-operatório do ombro direito, Etiene Medeiros tem planos notáveis para 2018. Sette Colli, na Itália; Open de Paris, na França; e Troféu José Finkel, em São Paulo, são os focos no preparo da nadadora – veja aqui o calendário completo de 2018. Mas, para isso, a recuperação deve acontecer de maneira satisfatória.

“Lógico, tudo vai depender da minha recuperação até maio e junho, mas a gente está se programando para isso. Antes a gente quer ficar um tempo treinando na Itália, mas vamos ver como vai ser a liberação do médico”, revelou Etiene Medeiros em entrevista exclusiva ao Olimpíada Todo Dia.

“O foco mesmo esse ano é Finkel, que vai ser em agosto, vendo índice para o Mundial, que é o Mundial de curta esse ano, que vai ser em dezembro. A princípio, meu foco é esse”, completou.

Justamente por conta da cirurgia, a atleta não poderá competir no Troféu Maria Lenk, que acontecerá entre os dias 17 e 21 de abril, no Rio de Janeiro. “Mas vou estar presente no Maria Lenk vendo meus amigos e torcendo por todo mundo”, ponderou a nadadora.

 

Pós-operatório

Depois de diagnosticada a necessidade de uma intervenção cirúrgica, Etiene Medeiros foi operada no final de janeiro e, cerca de um mês depois, já havia retornado às piscinas do Sesi-SP. O procedimento foi uma artroscopia para retirar um cisto sinovial do ombro direito.

Etiene Medeiros no retorno às piscinas do Sesi-SP. (Foto: Fernando Vanzella)

“Foi uma cirurgia planejada, apesar de recente. A gente descobriu em novembro para dezembro (2017). Para mim, é um ambiente super novo, eu nunca tinha passado por uma cirurgia, foi muito diferente e eu tive que ter muito foco”, contou Etiene. “Eu tive muitos profissionais do meu lado para me ensinar a escolher o caminho certo durante esse tempo. Mas eu estou muito bem, estou voltando bem aos poucos”, completou.

O acompanhamento da recuperação da atleta tem sido feito pelo Doutor Breno Schor, do Comitê Olímpico do Brasil (COB). “Ele é bem carrasco, não libera a gente para muita coisa, mas eu estou muito feliz de estar me recuperando muito bem, a cada semana estar em um estágio melhor que a outra”, brincou.

Além do ortopedista, Etiene também faz fisioterapia com Rafael Planas, do Sesi-SP. “Eu tenho obrigatoriamente que estar na fisio todos os dias. De manhã eu treino, estou fazendo uma preparação dentro da água bem leve, trabalho de perna, soltando um pouquinho o braço, mas com bastante cuidado porque eu sinto dor. A rotina é muita bike, às vezes faço uma esteira, mas com cuidado porque a gente não pode ter esse perigo de cair ou tropeçar, muito abdômen e religiosamente a nossa fisio à tarde”, descreveu.

De segunda à sábado treinando no clube localizado na Vila Leopoldina, em São Paulo, Etiene Medeiros tem feito de tudo para que volte às competições entre maio e junho desta temporada. “Se estiver sol, de domingo eu também venho. Eu moro perto do Sesi, então isso facilita muito a minha vida. Às vezes só falta um colchonete para eu ter o meu cantinho no Sesi, porque a gente vive aqui”, concluiu, em tom descontraído e otimista.

Mais em Natação