Siga o OTD

Maratona Aquática

CBDA anuncia suspensão da eleição para presidência

CBDA anuncia suspensão da eleição para presidência da entidade
Divulgação/CBDA

Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos divulgou nota oficial com o comunicado sobre as eleições.

Nesta terça-feira (19), a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) anunciou em nota oficial a suspensão da eleição para a presidência da entidade, que estava marcada para esta quarta-feira (20). A gestão atual é de Miguel Cagnoni, eleito em junho deste ano.

Confira a nota oficial da CBDA:

A eleição para a presidência da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, para a harmonização com os poderes da FINA está inicialmente suspensa, após uma decisão liminar da Justiça brasileira. A CBDA já entrou com recurso para manter a eleição aos poderes FINA, mas a liminar foi mantida e o mérito ainda será julgado.
A CBDA esclarece que o estatuto aprovado pela FINA, em novembro, concede a possibilidade de prazo de 15 ou 8 dias por urgência de antecedência para convocação de assembleia, além de criar uma comissão independente e designar membros para organizar os procedimentos da eleição, diverso da diretoria da entidade, onde Miguel Cagnoni é presidente perante autoridades brasileiras e candidato para concorrer à representação perante a FINA.

Vale lembrar que os autores da ação judicial que liminarmente suspendeu a eleição desta quarta-feira, são os mesmos que discordaram da eleição realizada pela Justiça brasileira em junho de 2017, que elegeu Miguel Cagnoni, alegando intervenção externa indevida. Além disso, são os mesmos que aprovaram as alterações de estatuto aprovadas pela FINA, mas, agora, reclamam de prazo de convocação das eleições.

Importante ressaltar que as regras, prazos e outros procedimentos foram previamente submetidas a FINA, que inclusive designou o observador, Juan Carlos Orihuela, para acompanhar a assembleia. Sendo assim, a reclamação contra a exiguidade de prazo para fazer campanha não faz sentido, pois as chapas são as mesmas que concorreram nas eleições organizadas pela Justiça brasileira em junho, apenas invertendo posição de presidente e vice na antiga chapa da situação. O colégio eleitoral também não é desconhecido dos candidatos, portanto a CBDA organizou tudo de forma transparente e aos olhares da Federação Internacional, afinal a eleição era perante os seus poderes.

Apesar de a eleição estar suspensa, a assembleia para aprovação dos requisitos pedidos pela FINA na reunião do Bureau em novembro, na China, está mantida para esta quarta-feira (20), às 14 horas, no Salão do Hotel Windsor Guanabara, na Av. Presidente Vargas, 392, no Centro do Rio de Janeiro.

Por fim, a CBDA gostaria de registrar que se solidariza com as inúmeras mensagens de apoio dos seus principais atletas e ex-atletas e que concorda com eles, no sentido de que o maior prejudicado com a demanda intentada pelos candidatos Ricardo Barbosa e Cyro Delgado, é o esporte e os próprios atletas.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Maratona Aquática