Siga o OTD

Natação

Dois primeiros recordes são quebrados no Brasileiro infantil

 Os primeiros recordes do Campeonato Brasileiro Interclubes Infantil de Natação, realizado na piscina do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre, caíram nesta quarta-feira (20). Os responsáveis não só pelo novos recordes da competição, como recordes brasileiros de categoria foram Samuel Lopes, da Aceb/BA, e João Pierry Campos, do Fluminense.

+ Veja os resultados
+ Assista aos vídeos

Sereno, tranquilo e com a certeza do recorde assim que foi dada a largada, Samuel Lopes, da ACEB/BA, confirmou o que ele mesmo já esperava e não só garantiu a medalha de ouro como estabeleceu o novo recorde brasileiro de categoria e o novo recorde de campeonato dos 100m costas com 59s99. Theo Tunnelis, com 1m02s69, ficou com a prata e Gabriel Szkmirko com o bronze (1m03s37).

“Fiquei bem tranquilo com esse recorde, pois já esperava. Treinei muito para essa prova. Sabia que, se eu fizesse tudo certinho, a vitória viria e o recorde também. Quero dedicar essa vitória e esse recorde a Deus”, explicou o campeão, que venceu os 200m livre também realizado nesta terça.

Depois de fazer um grande Chico Piscina e estar entre os premiados individualmente, João Pierry Campos, do Fluminense, mostrou que podemos esperar também grandes resultados no Troféu Maurício Bekenn. Nesta quarta-feira, ele quebrou o recorde que era de Murilo Sartori nos 200m livre e venceu a prova com (1m53s05). Bruno Oliveira terminou em segundo com 1m59s01 e Vitor Pelissari com o bronze com 1m59s27.

“É fruto de um grande trabalho que venho realizando com meu treinador. Já mostramos que podemos ter grandes resultados no Troféu Chico Piscina e agora veio o recorde. Estou muito feliz e animado com o que posso fazer aqui no Brasileiro de Verão”, comentou o campeão.

Também teve recorde no 4x100m medley misto. A equipe do Grêmio Náutico União, formada por Gustavo Cornelius, Rafaela Vicentini, Lucas Alves e Carolina Heinz, estabeleceu o novo recorde de campeonato com 4m18s32.

Integrante do revezamento recordista, Gustavo Henrique Cornelius inaugurou a galeria de campeões dos donos da casa. Atleta do Grêmio Naútico União, ele venceu os 100m costas com 59s92. A prata foi para Daniel Azevedo, do Cabo Branco, com 59s98 e o bronze foi para Felipe Bruno, do Mackenzie, com 1m02s18.

“É bom nadar em casa, com apoio dos meus pais, da minha família, dos meus amigos. É muito importante para mim. Agora, um dos meus amigos vai ter que raspar o cabelo. Apostei com ele. Ganhei e ele vai raspar (risos)”, disse.

Campeãs dos 1500m livre na última terça-feira, Rafaela Sumida e Sophia Coleta brilharam também nos 200m livre. No infantil 1, Rafaela venceu a prova com 2m11s06. No infantil 2, Sophia Coleta foi a mais rápida com 2m05s22.

“Comecei bem a competição. Hoje, nos 100m costas, acabei perdendo. Agora, venci. Esporte é assim mesmo. Uma hora você ganha, outra você perde. Tudo dentro do planejado”, explicou Rafaela, irmã da atleta Maria Eduarda Sumida, integrante da seleção brasileira que foi aos Jogos Pan-Americanos.

“Consegui vencer ali no final. É uma prova que eu gosto bastante. Acabei acertando e conquistei essa medalha. Estou muito feliz”, falou Sophia.

Mais em Natação