Siga o OTD

Maratona Aquática

Brasil encerra Sul-Americano com títulos e campanha positiva

O Brasil encerrou sua participação no Campeonato Sul-Americano como campeão em todas as modalidades e 78 medalhas conquistadas.

Brasil encerra Sul-Americano como campeão em todas as modalidades
Divulgação/CBDA

O Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado em Lima, Trujillo e Callao, no Peru, terminou no último domingo (11), e o desempenho do Brasil foi excelente. Ao todo, o time brasileiro conquistou 78 medalhas, sendo campeão geral nas cinco modalidades. Além das medalhas e do título geral, o Brasil atingiu o objetivo de garantir vagas para os Jogos Pan-Americanos.

Na Maratona Aquática, foram oito medalhas na competição, sendo quatro de ouro, duas de prata e duas de bronze. Os quatro principais atletas do Brasil subiram ao pódio e, além disso, garantiram todas as vagas em disputa na modalidade. O grande destaque da competição foi Ana Marcela Cunha, eleita melhor atleta do torneio.

No Nado Artístico, mais destaques. Foram três medalhas de ouro e duas de prata conquistados pela seleção brasileira que disputou a competição. No Nado Artístico também teve atleta brasileira conquistando título individual. Giovana Stephan levou a taça de atleta mais eficiente da disputa.

No Pólo Aquático, total domínio do Brasil. Invictas no torneio, as seleções masculina e feminina, renovadas após as Olimpíadas Rio 2016, foram campeãs sul-americanas e garantiram vagas para os Jogos Pan-Americanos. Além dos títulos, Victoria Chamorro e Gustavo Grummy Guimarães foram destaques individuais. Ela foi a goleira menos vazada do Sul-Americano, enquanto ele eleito o melhor jogador da competição.

Nos Saltos Ornamentais, novo domínio do Brasil. Com quatro medalhas de ouro, cinco de prata e duas de bronze, a seleção brasileira conquistou o título de campeão geral da competição. O Brasil também está garantido nos Jogos Pan-Americanos nos Saltos Ornamentais.

Na Natação, o maior número de medalhas conquistadas para o Brasil no Sul-Americano. Ao todo, 52 foram parar nas mãos dos brasileiros que disputaram a competição. O Brasil ainda teve o melhor atleta da competição: Felipe Lima.

Mais em Maratona Aquática