Siga o OTD

Atletismo

Com 10 esportistas, COB abre votação para Atleta da Torcida

COB

Incluindo dois atletas das novas modalidades olímpicas, COB abre votação para Atleta da Torcida. Ao todo, 10 esportistas disputam o prêmio.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) abriu, neste domingo, a votação para Atleta da Torcida do Prêmio Brasil Paralímpico, realizada no dia 28 de março, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. O pleito estará aberto até momentos antes da premiação. A festa organizada premiará também os Melhores Atletas do Ano, entre outros troféus. Em 2016, a Atleta da Torcida foi a campeã olímpica de judô Rafaela Silva.

A votação que apontará o Atleta da Torcida já pode ser feita através do site do COB ou através do Facebook, Twitter ou Instagram. Para votar diretamente pelas redes sociais, basta o internauta utilizar a hashtag com o nome do atleta e a sigla PBO.

Os dez indicados a Atleta da Torcida são: Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Ana Sátila (canoagem slalom), André & Evandro (vôlei de praia), Bruno Fratus (natação), Caio Bonfim (atletismo), Gabriel Medina (surfe), Letícia Bufoni (skate), Marcelo Melo (tênis), Mayra Aguiar (judô) e Rebeca Andrade (ginástica artística).

Outras premiações

Além do Atleta da Torcida, a cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico 2017 fará outras premiações. Concorrem ao troféu de Melhor Atleta do Ano Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Ana Sátila (canoagem slalom) e Mayra Aguiar (judô), no feminino; e Caio Bonfim (atletismo), Marcelo Melo (tênis) e Evandro e André (vôlei de praia), no masculino. A escolha dos melhores atletas em cada modalidade, assim como os dois atletas que receberão o Troféu Melhor Atleta do Ano, foi realizada por um júri formado por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte.

Oscar do esporte brasileiro, o Prêmio Brasil Olímpico chega à sua 19ª edição prestando homenagens ainda em outras categorias: Melhor Técnico Individual e Coletivo; Troféu Adhemar Ferreira da Silva e Melhores Atletas nos Jogos Escolares da Juventude.

Confira os principais feitos dos indicados a Atleta da Torcida em 2017:

Ana Marcela Cunha (maratona aquática) – #AnaMarcelaPBO

Ana Marcela Cunha deu a volta por cima em 2017. Depois da frustração pelo décimo lugar nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a maratonista aquática conquistou três medalhas no Campeonato Mundial de Budapeste, na Hungria, sendo uma de ouro, nos 25km, e duas de bronze nos 5km e nos 10km. Além disso, garantiu o vice-campeonato do Circuito Mundial, tendo conquistado o ouro em duas etapas (Lac Megantic e Chun’na) e a prata em outras duas (Lac St Jean e Hong Kong). Em dezembro, foi eleita a melhor atleta de maratonas aquáticas do ano pela Federação Internacional de Natação.

Ana Sátila (canoagem slalom) – #AnaSatilaPBO

Em 2017 a jovem Ana Sátila, de 21 anos, alcançou um resultado inédito para o esporte brasileiro. Pela primeira vez, o país subiu ao pódio do Campeonato Mundial de canoagem slalom. Na França, em setembro, Ana ficou com a medalha de bronze na categoria canoa para uma pessoa (C1). Ana Sátila começou no esporte aos nove anos por influência do pai e participou dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, quando foi a caçula da delegação brasileira com 16 anos, e do Rio 2016.

Bruno Fratus (natação) – #BrunoFratusPBO

O ano de 2017 foi de redenção para o nadador Bruno Fratus. Em julho, no Campeonato Mundial de Budapeste (HUN), alcançou o melhor resultado da carreira. Em 21s27, melhor tempo de sua vida, tornou-se o segundo nadador mais rápido do mundo. A medalha de prata nos 50m livre coroou o ano mágico. Fratus foi também fundamental para a histórica medalha de prata do revezamento 4x100m livre na mesma competição. Em 2017, Fratus faturou ainda a tríplice coroa do Circuito Mare Nostrum, com vitórias nos 50m na França, Itália e Espanha. Em 2017, Fratus nadou os 50m livre 13 vezes abaixo dos 22 segundos. Nenhum outro nadador fez isso.

Caio Bonfim (atletismo) – #CaioBonfimPBO

Ao cruzar a linha de chegada dos 20km da marcha atlética do Campeonato Mundial de Londres, em agosto, o brasiliense Caio Bonfim se ajoelhou e agradeceu. A emoção tinha uma razão. Em 1h19s04, Caio terminou a prova na terceira colocação e alcançou um resultado inédito para a história do esporte brasileiro. Quarto colocado nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Caio ainda sonha em se tornar medalhista olímpico e vai marchando rumo a mais essa conquista.

Evandro & André (vôlei de praia) – #EvandroeAndréPBO

O capixaba André Stein e o carioca Evandro não se intimidaram com torcida austríaca em Viena e venceram a decisão do Campeonato Mundial de vôlei de praia em 2017 contra os donos da casa Clemens Dopller/Alexander Horst. Foi a sétima conquista do vôlei do Brasil no torneio e o primeiro da jovem e promissora dupla. Eles também foram os líderes do ranking mundial e levantaram a taça do Circuito Mundial. A dupla brasileira faturou três medalhas na temporada. Evandro e André obtiveram ainda duas medalhas de prata, uma no Major de Fort Lauderdale e outra no World Tour Finals.

Gabriel Medina (surf) – #GabrielMedinaPBO

Maior expoente da Brazilian Storm, apelido dado à invasão dos surfistas brasileiros no Circuito Mundial nos últimos anos, Gabriel Medina manteve o alto nível em 2017. Em uma temporada de recuperação, o paulista de Maresias chegou à etapa final no Havaí brigando diretamente pelo segundo título mundial da carreira. Acabou com o vice-campeonato, atrás do havaiano John Jonh Florence. Medina não começou bem ano, mas foi voltando à velha forma no decorrer da competição.  Das últimas seis pernas do torneio, em quatro Medina terminou entre os três primeiros, conquistando as etapas da França e de Portugal.

Leticia Bufoni (skate) – #LeticiaBufoniPBO

Por muito pouco Letícia Bufoni não ficou com o título da Liga Mundial de Skate, em 2017, na categoria street. Por apenas um ponto, a brasileira ficou com a medalha de prata na mais importante competição do ano. A final, realizada em Los Angeles (EUA), foi emocionante. Após liderar quase toda a prova, Letícia, que buscava repetir o título de 2015, na primeira edição do torneio, acabou ultrapassada pela americana Lacey Baker e terminou com o vice-campeonato.  Aos 24 anos, Letícia é uma das apostas do Brasil para a estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos, em Tóquio 2020.

Marcelo Melo (tênis) – #MarceloMeloPBO

O mineiro de 34 anos vem quebrando paradigmas no tênis brasileiro. Atuando ao lado do polonês Lukasz Kubot, terminou a temporada 2017 como líder do ranking mundial de duplas. Foram seis títulos ao longo do ano, sendo o mais importante o do tradicional torneio de Wimbledon, jogado na grama.  Também levantou os troféus dos Masters 1000 de Paris, Miami e Madri. Em dezembro, em Londres, no ATP Finals, torneio que reúne os melhores do ano, ficou com o vice-campeonato.

Mayra Aguiar (judô) – #MayraAguiarPBO

Mayra Aguiar fez história em 2017. O título do Campeonato Mundial, em Budapeste (HUN), no mês de setembro, a consagrou como a brasileira com mais medalhas na competição em todos os tempos. A quinta medalha em Mundiais da carreira da gaúcha de 27 anos veio após vitória sobre a japonesa Mami Umeki na final da categoria meio-pesado (-78kg). O feito ainda a igualou a João Derly como bicampeã mundial. Ela já havia conquistado o ouro em 2014.  O currículo de Mayra traz ainda duas medalhas olímpicas de bronze (Rio 2016 e Londres 2012).

Rebeca Andrade (ginástica artística) – #RecebaAndradePBO

Ginasta de 18 anos, Rebeca Andrade faz parte da Seleção Brasileira desde muito jovem. É uma das maiores joias, que vem sendo lapidadas para os próximos Jogos Olímpicos. A paulista, fã declarada da cantora americana Beyoncé, começou 2017 com tudo. Com notas altas, foi campeã no salto da Copa do Mundo de Koper, na Eslovênia, e Varna, na Bulgária. Nesta etapa, ainda ouro das barras assimétricas. O desempenho de Rebeca nas etapas de Copa do Mundo foi fundamental para colocar o Brasil na segunda colocação entre os países que mais conquistaram pódios (17) na competição neste ano. Chegou ao Mundial de Montreal (CAN) credenciada a uma medalha, mas uma lesão no joelho adiou o seu sonho.

AGENDA DO DIA

jan 28 07:45 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Orawan Paranang (TAI) 4 Caroline Kumahara (BRA) 2 jan 28 08:00 ITF de Monastir Nina Alibalic (AUS)/Iikhitha Kalava (IND) 0 Erika Pereira (BRA)/Florencia Araya (CHL) 2 jan 28 09:25 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Bruna Takahashi (BRA) 4 Tijana Jokic (SER) 0 jan 28 11:00 Challenger de Punta del Este Gilbert Klier (BRA) 1 (desistência) Hernan Casanova (ARG) 1 jan 28 11:00 Challenger de Punta del Este Felipe Meligeni (BRA) 2 Sergio Galdos (PER) 0 jan 28 11:00 ITF de Cancún Nathaly Kurata (BRA) 2 Maya Pitts (EUA) 1 jan 28 12:00 ITF de Cancún Ingrid Gamarra Martins (BRA) 2 Stephanie Visscher (HOL) 0 jan 28 12:00 ITF de Cancún Mateus Alves (BRA) 1 Nick Chappell (EUA) 2 jan 28 12:30 Challenger de Punta del Este Guilherme Clezar (BRA) 2 Andrea Collarini (ARG) 0 jan 28 12:30 Challenger de Punta del Este Pedro Sakamoto (BRA) 2 João Domingues (POR) 0 jan 28 13:30 ITF de Cancún Eduarda Piai (BRA) 2 Brittany Collens (EUA) 0 jan 28 13:35 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Thiago Monteiro (BRA) 2 Zhang Kai (EUA) 4 jan 28 13:35 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Eric Jouti (BRA) 3 Leonardo Mutti (ITA) 4 jan 28 13:35 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Gustavo Tsuboi (BRA) 2 Martin Allegro (BEL) 4 jan 28 13:35 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Vitor Ishiy (BRA) 4 Aleksandar Karakasevic (SER) 3 jan 28 14:00 Campeonato Romeno de handebol feminino Râmnicu Vâlcea (ROM) 35 Slatina (ROM) 26 jan 28 15:00 WTA de Newport Beach Nadia Podoroska (ARG) 2 Gabriela Cé (BRA) 0 jan 28 15:00 ITF de Cancún Igor Marcondes (BRA)/José Pereira (BRA) 2 Felix Corwin (EUA)/Matic Spec (ESL) 0 jan 28 16:00 Euroliga de basquete feminino Lyon Asvel (FRA) 78 BLMA (FRA) 77 jan 28 16:00 Campeonato Espanhol de handebol feminino Balonmano Malaga (ESP) 27 Granollers (ESP) 28 jan 28 16:30 Aberto da Alemanha de Tênis de Mesa Cristian Pletea (ROM)/Elizabeta Samara (ROM) 1 Vitor Ishiy (BRA)/Bruna Takahashi (BRA) 3 jan 28 16:30 ITF de Cancún Nathaly Kurata (BRA)/Sara Lança (POR) 0 Ingrid Gamarra Martins (BRA)/Eduarda Piai (BRA) 2 jan 28 16:30 Champions League de basquete masculino Iberostar Tenerife (ESP) 92 VEF Riga (LET) 59 jan 28 16:30 Champions League de vôlei masculino Lube Civitanova (ITA) 3 Ceske Budejovice (TCH) 1 jan 28 18:00 Libertadores de vôlei masculino - Primeira Fase Sesc RJ 3 Obras de San Juan 0 jan 28 19:30 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Dentil Praia Clube 3 Pinheiros 0 jan 28 19:30 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Sesi Vôlei Bauru 3 Fluminense 0 jan 28 19:30 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Sesc RJ 3 São Paulo 0 jan 28 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Minas Tênis Clube 3 São Cristóvão Saúde/São Caetano 0 jan 28 20:00 Pré-Olímpico de futebol masculino - Grupo B Peru 0 Uruguai 1 jan 28 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Osasco Audax 3 Curitiba Vôlei 0 jan 28 20:00 Superliga de vôlei feminino - Primeira Fase Flamengo 1 Valinhos 3 jan 28 20:00 NBB Botafogo 84 Minas Tênis Clube 86 jan 28 20:00 NBB Flamengo 83 Unifacisa 77 jan 28 20:30 Challenger de Punta del Este Juan Fumeaux (URU)/Emiliano Troche (URU) Oscar Gutiérrez (BRA)/Hernan Casanova (ARG) jan 28 21:00 NBA Philadelphia 76ers Golden State Warriors jan 28 21:00 Libertadores de vôlei masculino - Primeira Fase Bolivar (ARG) 3 Minas Tênis Clube 1 jan 28 21:30 Challenger de Newport Beach Fernando Romboli (BRA)/Denis Istomin (UZB) Jamie Cerretani (EUA)/Maxime Cressy (EUA) jan 28 22:00 NBA Memphis Grizzlies Denver Nuggets jan 28 22:30 Pré-Olímpico de futebol masculino - Grupo B Brasil Bolívia

Mais em Atletismo