Siga o OTD

Maratona Aquática

Ana Marcela Cunha bate norte-americanas na casa delas

Ana Marcela deixa norte-americanas para trás na casa delas e vence prova dos dez quilômetros da maratona aquática

Ana Marcela Cunha, da Maratona Aquática

A nadadora brasileira Ana Marcela Cunha vai colecionando feitos na maratona aquática, desta vez nos Estados Unidos. Ela venceu a prova dos dez quilômetros do campeonato nacional daquele país, válido também como seletiva deles para Mundial, Jogos Pan-Americanos de Lima e outros campeonatos.

Ana Marcela Cunha completou a prova, nesta sexta (3), em Miami, em pouco mais de duas horas. 17 centésimos a mais para ser exato. Em segundo, colada, chegou Ashley Twichell dos Estados Unidos, e depois veio a também norte-americana Haley Anderson, quase um segundo atrás da brasileira.

“O pessoal (nadadores dos EUA) estava bem intenso. Ela nadou bem, nadou direitinho, fiquei contente com a prova. Ainda não está no nível que a gente quer. Ela está dominando, sabendo o momento de ir para frente, mas se tivesse alguém com um pouco mais de velocidade (poderia ter perdido)”, explica o técnico da brasileira, Fernando Possenti (confira abaixo como foi a chegada nos 10km da maratona aquática).

“Ela vai minando, vai desgastando as atletas, e chega no final, tá todo mundo cansado e ela suporta mais o cansaço”, conta o técnico de Ana Marcela. “Ela ainda não está sprintando tão bem no final, o que é normal, e é o que a gente vai trabalhar daqui até o mundial”, acrescenta, antes de comemorar o feito: “ganhar dos americanos é difícil, na casa deles, sendo seletiva deles, é bem expressivo”.

Nos Estados Unidos a brasileira ainda compete a prova dos cinco quilômetros e depois segue para Seicheles, onde disputa da Série Mundial de maratona aquática no domingo (12).

O Mundial de esportes aquáticos será realizado em Gwangju, na Coreia do Sul, em julho, onde a prova de 10km classifica os dez primeiros colocados direto para os Jogos Olímpicos em Tóquio 2020. Os brasileiros credenciados por ranking na prova olímpica são, além de Ana Marcela, Allan do Carmo e Victor Colonese, no masculino, e Viviane Jungblut no feminino.

Os feitos de Ana Marcela Cunha

Ganhar dos norte-americanos na casa deles, no campeonato nacional deles, não é para qualquer um. Tem de ter credencial, e Ana Marcela tem de sobra. Dentre seus feitos, por exemplo, foi eleita como a melhor atleta feminina de águas abertas da temporada 2018, em evento realizado durante o World Aquatics Gala da FINA em Hangzhou, na China. Nem poderia ser diferente, já que em 2018 se tornou tetracampeã da Série Mundial da modalidade.

+ Os incríveis números de Ana Marcela Cunha e Fernando Possenti

É muito? Não para ela: foi a quinta vez desde que o prêmio foi criado, em 2010, que Ana Marcela Cunha venceu, fazendo da brasileira a maior vitoriosa da modalidade. Já tinha conquistado a premiação em 2010,2014,2015 e 2017. Por aqui, no ano passado, venceu o Prêmio Brasil Olímpico em 2018.

Mudou o ano, e ela segue na ponta. Em fevereiro, voltou a conquistar uma medalha de ouro, em Doha, no Catar. A brasileira levou a melhor nos 10km da etapa da Série Mundial de maratona aquática.

Mais em Maratona Aquática