Siga o OTD

Fossa Olímpica masculina

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Tiro Esportivo – Fossa Olímpica masculina

Calendário e resultados

De acordo com o calendário oficial dos Jogos Pan-Americanos, as competições de tiro esportivo em Lima 2019 acontecerão entre os dias 8 e 10 de agosto.

Chances do Brasil

Apesar de ter tradição na modalidade, o Brasil ocupa apenas a sétima colocação no quadro geral de medalhas do tiro esportivo. A equipe de tiro ao prato para os desafios na capital peruana é formada por Danielle Gedeon, Fernando Meneghel Mello, Georgia Furquim Bastos, Janice Gil Teixeira, José Carlos Vendruscolo Júnior, Renato Araújo Portela e Roberto Schmits. Mesmo não entrando na competição como grande favorita, expectativa é de que a Seleção Brasileira brigue por vaga nas finais e um lugar no pódio.

Local da competição

Base Aérea de Las Palmas

Local: Surco, Lima

A estrela dos Jogos

Além de fazer parte da sequência vitoriosa dos Estados Unidos, Daniel Carlisle foi peça fundamental na geração que faturou seis medalhas de ouro consecutivas na fossa olímpica dos Jogos Pan-Americanos. O atirador norte-americano foi campeão na Cidade do México 1975, Caracas 1983 e Indianápolis 1987, se tornando o único a conquistar um tricampeonato em todos os tempos na competição.

Nossos pódios

Mesmo flertando com o título, o Brasil ainda não conquistou a medalha de ouro na categoria, mas chegou perto. Marcos Olsen fechhou em segundo lugar na edição de Caracas 1983, na Venezuela, e levou a prata para casa. Mais tarde, Rodrigo Bastos igualou o feito do compatriota em Santo Domingo 2003. Roberto Schmits foi o último a colocar a bandeira brasileira no pódio após o bronze em Guadalajara 2011.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1975 Daniel Carlisle
Estados Unidos EUA
Donald Haldeman
Estados Unidos EUA
Justo Fernandéz
Flag of Mexico.svg México
1979 Robert Green
Estados Unidos EUA
Charvin Dixon
Estados Unidos EUA
George Leary
Canadá Canadá
1983 Daniel Carlisle
Estados Unidos EUA
Marcos Olsen
Brasil Brasil
Diego Arcay
Flag of Venezuela.svg Venezuela
1987 Daniel Carlisle
Estados Unidos EUA
Kennet Blasi
Estados Unidos EUA
Paul Shaw
Canadá Canadá
1991 Jay Waldron
Estados Unidos EUA
George Leary
Canadá Canadá
Richard Chordash
Estados Unidos EUA
1995 Lance Bade
Estados Unidos EUA
Bret Erickson
Estados Unidos EUA
George Leary
Canadá Canadá
1999 Danilo Caro
Colômbia Colômbia
Lance Bade
Estados Unidos EUA
George Leary
Canadá Canadá
2003 Lance Bade
Estados Unidos EUA
Rodrigo Bastos
Brasil Brasil
Danilo Caro
Colômbia Colômbia
2007 Juan Carlos Dasque
Argentina Argentina
Bret Erickson
Estados Unidos EUA
Giuseppe di Salvatore
Canadá Canadá
2011 Jean Pierre Brol
Guatemala Guatemala
Danilo Caro
Colômbia Colômbia
Roberto Schmits
Brasil Brasil
2015 Francisco Boza
Peru Peru
Fernando Borello
Argentina Argentina
Danilo Caro
Colômbia Colômbia

Quadro de Medalhas

Posição País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1 Estados Unidos EUA 7 6 1 14
2 Colômbia Colômbia 1 1 2 4
3 Argentina Argentina 1 1 0 2
4 Guatemala Guatemala 1 0 0 1
Peru Peru 1 0 0 1
6 Brasil Brasil 0 2 1 3
7 Canadá Canadá 0 1 5 6
8 Flag of Mexico.svg México 0 0 1 1
Flag of Venezuela.svg Venezuela 0 0 1 1

O Esporte

Existem três categorias de tiro esportivo: pistola, carabina e tiro ao prato. Na primeira utiliza-se uma pistola curta, que somente pode ser manuseada com uma mão. Já na segunda usa-se uma carabina longa, com disparo de ar comprimido ou dióxido de carbono. Nas provas de tiro ao prato, o alvo pode ser fixo ou móvel e a distância entre o atirador e o alvo varia de acordo com a arma utilizada.

Tiro ao Prato

Skeet: Os pratos são lançados de casas alta e baixa. Vence quem acertar o maior número de pratos, que podem ser atirados separadamente ou juntos durante o percurso da prova.
Fossa olímpica: O atirador dá dois tiros e tem de acertar um prato.
Fossa dublê: O atleta tem que acertar dois pratos com apenas dois tiros.