Siga o OTD

Carabina de Ar 10m masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Tiro Esportivo – Carabina de Ar 10m masculino

Calendário e resultados

De acordo com o calendário oficial dos Jogos Pan-Americanos, as competições de tiro esportivo em Lima 2019 acontecerão entre os dias 8 e 10 de agosto.

Chances do Brasil

Apesar de ter tradição na modalidade, o Brasil ocupa apenas a sétima colocação no quadro geral de medalhas do tiro esportivo. A equipe de carabina para os desafios na capital peruana é formada por Cássio Rippel, Jefferson Lima, Leonardo Moreira, Geovana Meyer, Roberta Tesch, Rosane Sibele Budag e Simone Koch. Mesmo não entrando na competição como grande favorita, expectativa é de que a Seleção Brasileira brigue por vaga nas finais e um lugar no pódio.

Local da competição

Base Aérea de Las Palmas

Local: Surco, Lima

A estrela dos Jogos

O canadense Guy Lorion alcançou o feito de maior medalhista da prova de carabina de ar 10m dos Jogos Pan-Americanos. Para chegar ao resultado histórico, o atleta faturou o título nas edições de San Juan 1979 e Indianápolis 1987, além de assegurar as medalhas de bronze em Caracas 1983 e Havana 1991. Além do sucesso no torneio, Lorion também representou o Canadá em três disputas de Jogos Olímpicos.

Nossos pódios

Desde a edição da Cidade do México 1975, ano de estreia da categoria no programa oficial do Pan, o Brasil só esteve no pódio em uma oportunidade. Fábio Coelho é responsável pelo melhor resultado do país. Em Santo Domingo 2003, ele lutou entre os primeiros colocados e voltou da República Dominicana com a medalha de bronze na conta.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1975 Olegario Vázquez
México México
Lanny Basham
Estados Unidos EUA
Carl Guenthen
Estados Unidos EUA
1979 Guy Lorion
Canadá Canadá
Ernest van de Zande
Estados Unidos EUA
Michell Kurt
Canadá Canadá
1983 James Meredith
Estados Unidos EUA
David Johnson
Estados Unidos EUA
Guy Lorion
Canadá Canadá
1987 Guy Lorion
Canadá Canadá
Glenn Dubis
Estados Unidos EUA
Robert Foth
Estados Unidos EUA
1991 David Johnson
Estados Unidos EUA
Robert Foth
Estados Unidos EUA
Guy Lorion
Canadá Canadá
1995 Ken Johnson
Estados Unidos EUA
Jean-François Sénécal
Canadá Canadá
Glenn Dubis
Estados Unidos EUA
1999 Ken Johnson
Estados Unidos EUA
Glenn Dubis
Estados Unidos EUA
Wayne Sorensen
Canadá Canadá
2003 Ángel Velarte
Argentina Argentina
Bradley Wheeldon
Estados Unidos EUA
Fabio Coelho
Brasil Brasil
2007 Jason Parker
Estados Unidos EUA
Matthew Rawlings
Estados Unidos EUA
Roberto Elias
México México
2011 Matthew Rawlings
Estados Unidos EUA
Jonathan Hall
Estados Unidos EUA
Gonzalo Moncada
Chile Chile
2015 Connor Davis
Estados Unidos EUA
Julio Iemma
Venezuela Venezuela
Bryant Wallizer
Estados Unidos EUA

Quadro de Medalhas

Posição País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1 Estados Unidos EUA 7 9 4 20
2 Canadá Canadá 2 1 4 7
3 México México 1 0 1 2
4 Argentina Argentina 1 0 0 1
5 Venezuela Venezuela 0 1 0 1
6 Brasil Brasil 0 0 1 1
Chile Chile 0 0 1 1

O Esporte

Existem três categorias de tiro esportivo: pistola, carabina e tiro ao prato. Na primeira utiliza-se uma pistola curta, que somente pode ser manuseada com uma mão. Já na segunda usa-se uma carabina longa, com disparo de ar comprimido ou dióxido de carbono. Nas provas de tiro ao prato, o alvo pode ser fixo ou móvel e a distância entre o atirador e o alvo varia de acordo com a arma utilizada.

Carabina

Três posições (prova masculina e feminina): atira-se em um alvo a 50 m, deitado, de pé e ajoelhado. São três séries de 40 tiros para homens e três de 20 para mulheres.
Pequeno Calibre – Deitado (prova masculina): os competidores ficam deitados e têm de acertar alvos a 50 m de distância. São 60 tiros.
Carabina de ar (prova masculina e feminina): de ar comprimido ou de dióxido de carbono. A competição de pé é a uma distância de dez metros. São 60 tiros para homens e 40 para mulheres.