Siga o OTD

recurvo time masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Tiro com arco –  recurvo time masculino

Chances do Brasil

Reprodução/Instagram

O Brasil não tem uma grande tradição nesta categoria nos Jogos Pan-Americanos, mas Marcus Vinicius D’Almeida tem capacidade de alcançar mais um espaço para o país no pódio.

Mesmo com apenas 21 anos de idade, o garoto já tem uma carreira com grandes resultados, sendo um deles a medalha de bronze na própria competição continental na competição por equipes. Além disso, ganhou três medalhas de ouro nos Jogos Sul-Americanos de 2014, com apenas 16 anos, um dos melhores resultados do país nos últimos anos.

Também vale destacar que Marcus Vinicius já tem experiência nos Jogos Olímpicos, já que em 2016 fez parte da delegação que perdeu na primeira rodada para a China.

Data

De acordo com o programa oficial dos jogos pan-americanos, as competições de tiro com arco estão programadas para acontecer em Lima entre os dias 06 e 11 de agosto. 

Complexo Deportivo Villa Maria Del Triunfo.

Local: Lima

Capacidade: 1.000

A Estrela dos Jogos

Apesar de grandes nomes no recurvo time masculino, a categoria tem um destaque principal e ele se chama Darrell Pace. O ex-arqueiro, que agora tem 62 anos é um dos maiores atletas da história dos Estados Unidos e seu talento foi visto nos Jogos Pan-Americanos e reproduzido em medalhas.

O atleta conquistou quatro medalhas de ouro de maneira consecutiva e foi dominante no seu período, sendo o maior vencedor desta categoria nos Jogos Pan-Americanos, ao lado dos também norte-americanos Richard McKinney e Victor Wunderle.

De 1979 até 1991, Pace conquistou duas medalhas de ouro, uma de prata e outra de bronze nos Jogos Pan-Americanos pelas simples, além de ser bicampeão olímpico em 1976 e 1984. Sua capacidade era tanta que ele foi eleito pela FITA como melhor arqueiro masculino do século XX.

Nossos Pódios

Desde 1979, apenas uma vez o Brasil conseguiu colocar uma equipe no pódio na categoria recurvo time masculino e foi justamente na última edição.

Em 2015, quando o torneio foi realizado em Toronto, no Canadá, Marcus Vinicius D’Almeida, Bernardo Oliveira e Daniel Xavier ficaram com a medalha de bronze e tiveram o melhor resultado da história para o país, até o momento.

Apesar do retrospecto não muito favorável, a expectativa é que o time canarinho suba mais uma vez no pódio dos Jogos Pan-Americanos.

Medalhistas

Evento Ouro Prata Bronze
1979   EUA

  • Rodney Baston
  • Darrell Pace
  • Richard McKinney
 Canadá

  • Stan Siatkowski
  • Daniel Desnoyers
  • Cristian Smith
 México

  • Rubén Ramírez
  • Luis Beristain
  • Carlos Roldan
1983  EUA

 

  • Darrell Pace
  • Richard McKinney
  • Edwin Eliason
 Canadá

  • ROger Lemay
  • Daniel Desnoyers
  • Eric Amon
 México

  • Carlos Moza
  • Adolfo González
  • Javier Rivera
1987  EUA

  • Richard McKinney
  • Jay Barrs
  • Darrell Pace
 México

  • Jose Anchondo
  • Adolfo González
  • Eduardo Padilla
 Canadá

  • Denis Canuel
  • David Viney
  • John McDonald
1991  EUA

  • Eric Brumlow
  • Edwin Eliason
  • Darrell Pace
 México

  • Eduardo Messmacher
  • Ricardo Rojas
  • J.Andrés Archondo
 Cuba

  • Miguel Leon
  • Waldo Suarez
  • Alfonso Donate
1995  EUA

  • Edwin Eliason
  • Richard McKinney
  • Victor Wunderle
 Argentina

  • Pablo Basgall
  • Marcelo Cavagliato
  • Marcelo Grillo
 Canadá

  • Robert Rusnov
  • Jeannot Robitaile
  • Kevin Sally
1999  EUA

  • Butch Johnson
  • Jason McKittrick
  • Victor Wunderle
 Canadá

  • David Dalziel
  • Shawn Riggs
  • Robert Rustnov
 Cuba

  • Juan Steven Caminero
  • Isvely Arias Castillo
  • Yasell Alue Ochoa
2003  EUA

  • Guy Krueger
  • Glenn Meyers
  • Victor Wunderle
 México

  • Jorge Chapoy
  • Juanjo Serrano
  • Luiz Velez
 El Salvador

  • Cristobal Merlos
  • José Ricardo Melos
  • Miguel Veliz
2007  EUA

  • Brady Ellison
  • Butch Johnson
  • Victor Wunderle
 Canadá

  • Crispin Duenas
  • Jason Lyon
  • HUgh MacDonald
 México

  • Jorge Chapoy
  • Juan René Serrano
  • Eduardo Vélez
2011  EUA

  • Joe Fanchin
  • Brady Ellison
  • Jake Kaminski
 México

  • Juan René Serrano
  • Eduardo Vélez
  • Pedro Vivas
 Cuba

  • Juan Carlos Stevens
  • Hugo Franco
  • Jaime Quintana
2015  México

  • Juan René Serrano
  • Ernesto Horacio Boardman
  • Luis Álvarez
 EUA

  • Zach Garrett
  • Brady Ellison
  • Collin Klimitchek
 Brasil

  • Marcus Vinicius D’Almeida
  • Bernardo Oliveira
  • Daniel Xavier

Quadro de Medalhas

 Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze America medals icons.svg
1  Estados Unidos 9 1 10
2  México 1 4 3 8
3  Canadá 4 2 6
4  Argentina 1 1
5  Cuba 3 3
6  El Salvador 1 1
7  Brasil 1 1
TOTAL 10 10 10 30

O ESPORTE

O tiro com arco é uma modalidade que tem como principal objetivo acertar um determinado alvo com o máximo de precisão possível, sendo que o equipamento utilizado para a prática é o arco e a flecha.

No tiro com arco moderno são usados dois tipos de arco: o recurvo (composto por lâmina, punho e corda) e o composto (cada uma das lâminas possui uma alavanca em suas extremidades).

O alvo da disputa é feito normalmente de papel simples ou de material sintético, sendo que ele terá em seu interior uma sequência de anéis com uma determinada pontuação, identificado pelas cores amarelo (10 e 9 pontos), vermelho (8 e 7 pontos), azul (6 e 5 pontos), preto (4 e 3 pontos) e branco (2 e 1 ponto).

Nas competições Outdoor, os arqueiros disparam 72 flechas, enquanto que nas competições Indoor, os atletas disparam 60 flechas.  A partir disto, a posição de cada flecha lançada pelo atleta determinará os seus pontos na competição.