Siga o OTD

Duplas femininas

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Tênis – Duplas femininas

Chances do Brasil

Com tradição na modalidade e forte historicamente nos Jogos Pan-Americanos, o Brasil contará com jovens atletas em Lima 2019. Beatriz Haddad Maia, a tenista número 1 do país, optou por não disputar a competição por conta dos outros compromissos no calendário internacional. A substituta imediata ainda não foi anunciada pela Confederação Brasileira de Tênis. Luísa Stefani, especialista nas duplas, e Caroline Meligeni, que também disputa diversos torneios de ITF ao redor do mundo durante a temporada, serão as representantes no Peru. Capitã na Fed Cup, Roberta Burzagli retorna ao posto. Apesar de não ser a equipe favorita, a expectativa é de que o time brasileiro brigue para chegar ao pódio no Pan.

Local da competição

Club Lawn Tennis

Local: Lima

Capacidade: 2.000 torcedores

A estrela dos Jogos

Ao longo de todas as edições do Pan, duas tenistas já faturaram o bicampeonato nas duplas femininas. A mexicana Rosa María Reyes fez história e se tornou a primeira atleta a garantir duas medalhas de ouro na categoria. O feito começou a ser construído em casa, ao lado de Esther Reyes, com o título na Cidade do México 1955. Quatro anos mais tarde, em Chicago 1959, Rosie trocou de dupla, mas obteve o mesmo resultado: conquista do primeiro lugar atuando em conjunto com Yolanda Ramírez.

Joana Cortez (esq.) e Vanessa Menga (dir.) fecharam com o ouro em Winnipeg 1999 (Foto: Marcos André Pinto/COB/Divulgação)

Quarenta anos depois, a brasileira Joana Cortez levou o ouro em Winnipeg 1999. Em terras canadenses, contou com a presença de Vanessa Menga para superar as chilenas Bárbara Castro e Paula Cabezas na final e assegurar o primeiro título do Brasil na categoria. Na edição seguinte, desta vez com Bruna Colósio, Joana repetiu o triunfo em Santo Domingo 2003 e igualou Rosa María Reyes nos Jogos Pan-Americanos.

Nossos pódios

Teliana Pereira (esq.) e Joana Cortez (dir.) foram bronze no Rio 2007 (Armando Franca  /  AP)

Além do bicampeonato, o Brasil conta com outras sete medalhas nas duplas femininas. O sonho do primeiro ouro demorou a se concretizar. Antes, as pratas vieram em São Paulo 1963 (Maria Esther Bueno e Maureen Schwartz), Cidade do México 1975 (Maria Cristina Andrade e Wanda Bustamante Ferraz) e Havana 1991 (Andrea Vieira e Cláudia Chabalgoity).

O último bronze brasileiro veio justamente no Rio de Janeiro 2007. Joana Cortez e Teliana Pereira avançaram às semifinais, mas foram derrotadas na ocasião. Nas duas primeiras disputas dos Jogos Pan-Americanos, Helena Stark/Silvia Villari e Ingrid Charlotte Metzner/Maria Esther Bueno já haviam obtido o mesmo retrospecto em Buenos Aires 1951 e Cidade do México 1955, respectivamente. Andrea Vieira e Luciana Camargo Tella também faturaram a medalha de bronze em Mar del Plata 1995.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1951 María Teran de Weiss
Felisa Piedrola de Zappa

 Argentina
Mexico México Helena Stark
Silvia Villari

 Brasil
1955 Rosa María Reyes
Esther Reyes

Mexico México
 Argentina Ingrid Charlotte Metzner
Maria Esther Bueno

 Brasil
1959 Yolanda Ramírez
Rosa María Reyes

Mexico México
 EUA Mexico México
1963 Darlene Hard
Carole Caldwell

 EUA
Maria Esther Bueno
Maureen Schwartz

 Brasil
Yolanda Ramírez
Elena Subirats

Mexico México
1967 Jane Albert
Patsy Rippy

 EUA
 Equador  Canadá
1975 Sandra Stap
Stephanie Tolleson

 EUA
Maria Cristina Andrade
Wanda Bustamante Ferraz

 Brasil
 Cuba
1979 Ann Henricksson
Susan Hagey

 EUA
 Canadá  Porto Rico
1983 Gretchen Rush
Louise Allen

 EUA
 Porto Rico  México
1987 Sonia Hahn
Ronni Reis

 EUA
 Argentina  México
 Porto Rico
1991 Pam Shriver
Donna Faber

 EUA
Andrea Vieira
Cláudia Chabalgoity

 Brasil
 Chile
 México
1995 Mercedes Paz
Patricia Tarabini

 Argentina
 EUA Andrea Vieira
Luciana Camargo Tella

 Brasil
 México
1999 Joana Cortez
Vanessa Menga

 Brasil
Bárbara Castro
Paula Cabezas

 Chile
Mariana Díaz Oliva
Clarisa Fernández

 Argentina
2003 Bruna Colósio
Joana Cortez

 Brasil
Kristina Brandi
Vilmarie Castellvi

 Porto Rico
Yamile Fors
Yanet Núñez

 Cuba
Karin Palme
Melissa Torres

 México
2007 Betina Jozami
Jorgelina Cravero

 Argentina
Mariana Duque Mariño
Karen Castiblanco

 Colômbia
Teliana Pereira
Joana Cortez

 Brasil
2011 María Irigoyen
Florencia Molinero

 Argentina
Irina Falconi
Christina McHale

 EUA
Catalina Castaño
Mariana Duque Mariño

 Colômbia
2015 Gabriela Dabrowski
Carol Zhao

 Canadá
Victoria Rodríguez
Marcela Zacarías

 México
María Irigoyen
Paula Ormaechea

 Argentina

Quadro de medalhas

Posição País Ouro Medalha de ouro Prata Medalha de prata Bronze Medalha de bronze Total
1  EUA 7 3 0 10
2  Argentina 4 2 2 8
3  Brasil 2 3 4 9
4  México 2 2 7 11
5  Canadá 1 1 2 4
6  Porto Rico 0 2 2 4
7  Chile 0 1 1 2
 Colômbia 0 1 1 2
9  Equador 0 1 0 1
10  Cuba 0 0 2 2

O esporte

No tênis, existem dois meios de conquistar o ponto: fazer com que a bola quique duas vezes na quadra do adversário de maneira válida ou algum erro do rival (dupla falta no saque ou devolução para fora, por exemplo). O jogo é dividido em três ou cinco sets. Desta maneira, cada set possui seis games: para ganhar um set, é preciso ter uma diferença de pelo menos dois games sobre o oponente.

Games

As contagens de pontos nos games são 0, 15 (equivalente a 1 ponto), 30 (equivalente a 2 pontos) e 40 (equivalente a 3 pontos). Caso a partida esteja empatada em 40 a 40, novamente será necessário abrir dois de margem para fechar o game.

Saque

Diferentemente do vôlei, os tenistas sacam durante um game completo. O saque é chamado de serviço e o jogador tem duas chances para acertá-lo. Caso erre ambas as tentativas, o lance é considerado como dupla falta e o ponto é computado em favor do adversário.

AGENDA DO DIA

nov 20 08:00 Etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro de vôlei de praia Qualifying masculino e feminino nov 20 11:00 ITF de Cancún Eva Vedder (HOL) Abandono Jennifer Dourado (BRA) nov 20 12:00 Champions League de vôlei feminino Vakifbank (TUR) 2 Scandicci (ITA) 3 nov 20 13:00 ITF de Cancún Mayuka Aikawa (JAP)/Utaka Kihigami (JAP) Jennifer Dourado (BRA)/Ramona Mataruga (AUS) nov 20 14:00 ITF de Naples Carolina Meligeni (BRA) Maria Carrasco (ESP) nov 20 14:00 Champions League de handebol masculino Dinamo Bucareste (ROM) Chekhoskie Medvedi (RUS) nov 20 15:30 ITF de Naples Quinn Gleason (EUA)/Rasheeda McAdoo (EUA) Eduarda Piai (BRA)/Renata Zarazua (MEX) nov 20 16:30 Champions League de basquete masculino San Pablo Burgos (ESP) Hapoel Jerusalém (ISR) nov 20 18:30 ITF de Tucson Gabriela Cé (BRA) A definir nov 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Maringá Vôlei Sesc RJ nov 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Ponta Grossa Caramuru Apan Blumenau nov 20 19:10 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Nacional (URU) Botafogo nov 20 19:30 Amistoso de Rugby Brasil Barbarians nov 20 19:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Ribeirão EMS Taubaté Funvic nov 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase América-MG Sesi nov 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Itapetininga Sada Cruzeiro nov 20 20:00 NBB São José Basketball Pato Basquete nov 20 20:00 NBB Pinheiros São Paulo nov 20 21:00 NBA Philadelphia 76ers New York Knicks nov 20 21:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Renata Minas Tênis Clube nov 20 21:30 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Salta Basket (ARG) Ciclista Olímpico (ARG) nov 20 22:00 NBA Chicago Bulls Detroit Pistons nov 20 23:00 NBA Denver Nuggets Houston Rockets