Siga o OTD

Duplas femininas

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Tênis de Mesa – Duplas masculinas

Chances do Brasil

 

O torneio de duplas femininas não é disputada nos Jogos Pan-Americanos desde Santo Domingo 2003. Em Lima 2019, a competição vai voltar depois de ficar 16 anos de fora do programa. As brasileiras têm chances de chegar ao pódio, mas o favoritismo é total das canadenses Alicia Cote e Zhang Mo, que venceram o Campeonato Pan-Americano nos dois últimos anos.

Em 2017, elas derrotaram as americanas Crystal Wang e Wu Yue na final. No ano passado, a vitória foi sobre Wu Ye e Lili Zhang. Nos dois torneios, o Brasil ficou com a medalha de bronze. Gui Lin participou das duas campanhas. Em 2017, jogou ao lado de Bruna Takahashi e, em 2018, formou dupla com Jéssica Yamada. Mas em 2019, ela não vai disputar a competição porque resolveu se aposentar pouco antes dos Jogos Pan-Americanos e o Brasil vai ser representado por Bruna Takahashi e Jéssica Yamada nas duplas femininas dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019.

Local da competição

Ginásio Polideportivo 1 no Centro Desportivo Pan-Americano

Local: Lima

Capacidade: 2.500 torcedores

A estrela dos Jogos

Insook Bhusian (foto) e Diana Gee formam a parceria de maior sucesso da história do torneio de duplas femininas dos Jogos Pan-Americanos. Juntas, as americanas ganharam a medalha de ouro em Caracas 1983 e foram prata em Havana 1991.

Desempenho parecido quem teve foi Lily Yip, também dos Estados Unidos. Ela também ganhou uma medalha de ouro e uma de prata, mas teve parceiras diferentes nas conquistas. Jogando ao lado de Li Ai, foi campeã em Havana 1991. Em Santo Domingo 2003, foi prata jogando com Tawny Banh.

Com três ouros, três pratas e um bronze, os Estados Unidos lideram o quadro de medalhas histórico do torneio de duplas femininas dos Jogos Pan-Americanos, seguidos de perto pelo Canadá, que tem dois ouros, uma prata e dois bronzes. O Brasil nunca conquistou uma medalha na competição, que fez parte do programa dos Jogos de 1979 a 2003 e só vai voltar a ser disputada depois de 16 anos em Lima 2019.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1979 Mariann Domonkos
Biurte Plucas

Canadá
Judy Bochenski
Connie Sweeris

EUA
Ana Uribe
Isabel Bastida

Colômbia Colômbia
Paquita Roman
Ailed Gonzalez

Cuba
1983 Insook Bhushan
Diana Gee

EUA
Madeleine Armas
Marta Báez

Cuba
Elizabeth Popper
Nieves Arevalo

Venezuela
Mariann Domonkos
Thanh Mach

Canadá
1987 Carmen Miranda
Yera Marisel Ramirez

Cuba
Mariann Domonkos
Thanh Mach

Canadá
Madeleine Armas
Marta Báez

Cuba
Patricia Cabrera
Betty Guamancera

Equador
1991 Lily Yip
Li Ai

EUA
Insook Bhushan
Diana Gee

EUA
Madeleine Armas
Yolanda Rodrigues

Cuba
Julie Barton
Caroline Sylvestre

Canadá
1995 Geng Lijuan
Barbara Chiu

Canadá
Sofija Tepes
Jackelin Díaz

Chile
Tawny Banh
Wei Wang

EUA
Berta Rodríguez
Ursula Macaya

Chile
2003 Gao Jun
Jasna Fazlić

EUA
Lily Yip
Tawny Banh

EUA
Fabiola Ramos
Luisana Perez

Venezuela
Wu Xue
Olga Vila

 República Dominicana

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 3 3 1 7
2  Canadá 2 1 2 5
3  Cuba 1 0 3 4
4  Chile  0 1 1 2
5  Venezuela 0 0 2 2
6  Colômbia 0 0 1 1
 Equador 0 0 1 1
 República Dominicana 0 0 1 1

O esporte

Divulgação/ITTF

tênis de mesa foi inventado no Reino Unido, mais precisamente na Inglaterra no século XIX onde era conhecido como ping-pong, até se tornar uma marca registrada e por isso mudou-se o nome na Europa para tênis de mesa, sendo o nome ping-pong atualmente usado apenas para fins recreativos. É um dos esportes mais populares do mundo em termos de número de jogadores.

Uma partida de tênis de mesa é disputada em melhor de qualquer número de sets ímpares. Usualmente, torneios nacionais são disputados em melhor de 5 sets e torneios internacionais em melhor de 7 sets, o que significa que o jogador ou dupla que vencer, respectivamente, 3 ou 4 sets vence a partida. Para vencer um set, o jogador ou dupla precisa somar 11 pontos ou, em caso de empate em 10 pontos, somar dois pontos de vantagem em relação ao seu adversário.

A partida se inicia com o saque de um dos oponentes conforme a ordem de saque escolhida pelo vencedor do sorteio para tal fim. Cada jogador tem o direito de sacar duas vezes consecutivas independente da pontuação que obtiver. Em duplas, a ordem de saque é alternada entre as duplas e entre os jogadores de modo que cada um dos quatro jogadores saque.

O tênis de mesa é muito popular na China sendo o segundo esporte em popularidade. O país possui cerca de 10 milhões de praticantes federados. Tal popularidade é fruto da massificação promovida pelo líder comunista Mao Tse-Tung devido à adaptação do esporte à espaços reduzidos, ideal para o país mais populoso do mundo.

No mundo, estima-se que há 300 milhões de praticantes ocasionais e cerca de 40 milhões de praticantes federados, distribuídos entre 186 federações filiadas à ITTF, a Federação Internacional de Tênis de Mesa.

AGENDA DO DIA

nov 21 05:30 Japan Cup de handebol feminino França 33 Brasil 22 nov 21 08:00 Etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro de vôlei de praia nov 21 08:00 Japan Cup de handebol feminino Japão 28 Eslovênia 28 nov 21 09:00 Campeonato Brasileiro de tiro esportivo nov 21 09:30 Copa Brasil de Taekwondo Categorias infantil e cadete feminino nov 21 10:15 T2 Diamond Hugo Calderano (BRA) 2 Koki Niwa (JAP) 4 nov 21 11:00 ITF de Cancún Jennifer Dourado (BRA) 0 Jwany Sherif (EUA) 2 nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Cavalo com alças Tomás Florêncio nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Solo masculino Tomás Florêncio nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Solo masculino Leonardo Souza nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Cavalo com alças Leonardo Souza nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Argolas Leonardo Souza nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Argolas Tomás Florêncio nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Salto feminino Thaís Fidélis nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Salto feminino Isabel Barbosa nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Barras Assimétricas Thaís Fidélis nov 21 12:30 Etapa de Cottbus da Copa do Mundo de ginástica artística Barras Assimétricas Isabel Barbosa nov 21 13:00 ITF de Cancún Julia Konishi (BRA)/Taylor NG (EUA) Alexandra Anttila (FIN)/Anfisa Danilchenko (RUS) nov 21 13:30 ITF de Naples Eduarda Piai (BRA)/Renata Zarazua (MEX) Emma Navarro (EUA)/Peyton Stearns (EUA) nov 21 14:00 Copa Brasil de Taekwondo Categorias infantil e cadete masculino nov 21 15:00 ITF de Tucson Gabriela Cé (BRA) Ariana Arseneault (CAN) nov 21 17:50 International Challenge da Escócia de badminton Ygor Coelho (BRA) Maxime Moreels (BEL) nov 21 18:00 ITF de Tucson Gabriela Cé (BRA)/Ingrid Gamarra Martins (BRA) Abigail Amos (GBR)/Kayla Wilkins (EUA) nov 21 19:00 NBB Mogi das Cruzes Basquete Rio Claro nov 21 19:00 Campeonato Paulista de basquete feminino - Primeira Fase Vera Cruz Campinas Ituano nov 21 19:00 Liga Nacional de Handebol Feminino - Conferência São Paulo-Sul Blumenau Cascavel nov 21 19:10 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Nacional (URU) Salta Basket (ARG) nov 21 19:30 Campeonato Paulista de basquete feminino - Primeira Fase Santo André/Apaba Pró-Esporte Sorocaba nov 21 19:30 Liga Nacional de Handebol Feminino - Conferência São Paulo-Sul Concórdia Maringá nov 21 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase América-MG Sesi nov 21 20:00 Liga Nacional de Handebol Masculino - Conferência Sul-Sudeste Maringá Corinthians/Guarulhos nov 21 21:00 NBB Brasília Franca Basquete nov 21 21:30 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Ciclista Olímpico (ARG) Botafogo