Siga o OTD

Kyorugui 49kg feminino

Talisca Reis inicia preparação final do Grand Prix no CanadáJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Taekwondo – Kyorugui 49kg feminino

Chances do Brasil

Talisca Reis fechou a participação com a medalha de prata na República Dominicana

Um dos grandes destaques brasileiros no esporte, Talisca Reis será a atleta do país nas disputas em Lima. Além de confirmar a classificação para Pan através da Seletiva de Santo Domingo, a taekwondista de Rondônia também garantiu resultados expressivos no Aberto da República Dominicana da modalidade, realizado em março.

Sobrando na competição, Talisca dominou as adversárias nas quartas e semifinais, confirmando um lugar na grande decisão. Diante da mexicana Fabiola Guadalupe Villegas, derrota por 13 a 7 no combate derradeiro. Com o resultado, a brasileira assegurou a medalha de prata no torneio dominicano e já sabe o que esperar para os Jogos Pan-Americanos Lima 2019. A tendência é que Talisca Reis brigue diretamente por um lugar no pódio da categoria até 49kg feminino.

Local da competição

Poliesportivo Callao

Local: Villa Deportiva Regional Del Callao, Lima

Capacidade: 5.000 torcedores

Nossos pódios

Iris Sing conquistou a medalha de bronze em Toronto 2015, o único pódio brasileiro na modalidade

A brasileira Iris Sing iniciou sua trajetória em Toronto 2015 já nas quartas de final na categoria até 49kg feminino. Em luta equilibrada, foi derrotada pela cubana Yania Aguirre por 6 a 5, que posteriormente conquistaria a medalha de ouro.

Por perder para a campeã, Iris Sing teve a oportunidade de disputar o bronze em terras canadenses através da repescagem. E fez bonito. Primeiro, não deu chances para a venezuelana Virginia Dellan ao obter a marca de 11 a 1 no placar. Na sequência, superou a dona da casa Yvette Yong por 8 a 6 e faturou a medalha, sendo também o único pódio brasileiro na história da categoria.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1999 Roxane Forget 
Canadá
Kay Poe 
EUA
Agueda López 
 México
Yuliet Labrada 
Cuba
2003 Yanelis Labrada 
Cuba
Dalia Contreras 
Venezuela
Euda Carías 
 Guatemala
Carmen Morales 
 México
2007 Alejandra Gaal 
 México
Yajaira Peguero 
 República Dominicana
Ivett Gonda 
Canadá
Zoraida Santiago 
 Porto Rico
2011 Ivett Gonda 
Canadá
Lizbeth Diez-Canseco 
Peru
Deireanne Morales 
EUA
Jannet Alegría 
 México
2015 Yania Aguirre 
Cuba
Itzel Manjarrez 
 México
Iris Sing 
Brasil
Candelaria Martes 
 República Dominicana

Quadro de medalhas

Posição País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Canadá 2 0 1 3
 Cuba 2 0 1 3
3  México 1 1 3 5
4  EUA 0 1 1 2
 República Dominicana 0 1 1 2
6  Venezuela 0 1 0 1
 Peru 0 1 0 1
8  Brasil 0 0 1 1
 Guatemala 0 0 1 1
 Porto Rico 0 0 1 1

O esporte

O kyorugui é a categoria de luta do taekwondo, possuindo dois estilos. O primeiro é livre, no qual o atleta pode utilizar livremente as técnicas adquiridas em ataque ou defesa. O outro é a luta pré-combinada (competição), quando há uma sequência pré-estabelecida a ser seguida para a prática ou demonstração.

Nas competições, os lutadores devem golpear os adversários com os pés e mãos para marcar pontos ou nocauteá-los. Os chutes podem atingir qualquer parte do corpo acima da cintura e que esteja coberto por protetores. Os socos, por sua vez, só podem acertar o peito do adversário.

Cada combate tem três assaltos, cada um com duração de dois minutos e intervalos de 1 minuto entre eles. Os lutadores são divididos em categorias conforme o seu peso.