Siga o OTD

50m livre feminino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Natação – 50m livre feminino

Chances do Brasil

Em abril, Etiene Medeiros conquistou o melhor tempo do Brasil na atual temporada. Além disso, ela também registra as melhores marcas seguintes, sendo a principal referência do país para a prova dos 50m livre feminino. Com 24s53 anotados no Troféu Maria Lenk, garante um resultado melhor do que o que assegurou a prata em Toronto 2015, mas que ainda pode ser melhor trabalhado para brigar pela inédita medalha de ouro.

Local da competição

Centro Aquático Pan-Americano
Local: Videna – Vila Deportiva Nacional (Lima)
Capacidade: 4.000 torcedores

Nossos pódios

Graciele Herrmann foi medalha de prata em Guadalajara 2011

Desde Indianápolis 1987, apenas três brasileiras participaram do pódio da prova dos 50m livre nos Jogos Pan-Americanos. Flávia Delaroli terminou com o vice-campeonato em Santo Domingo 2003. Quatro anos mais tarde, levou a medalha de bronze em terras cariocas. Mesmo com a boa marca registrada, Graciele Herrmann foi superada pela estadunidense Lara Jackson e voltou de Guadalajara 2011 com a prata. Em Toronto 2015, Etiene Medeiros obteve o mesmo resultado das compatriotas ao finalizar a disputa com o segundo lugar.

Medalhistas

 

ANO Medalha de ouro TEMPO Medalha de prata TEMPO Medalha de bronze TEMPO
1987 Jenny Thompson
United States EUA
26.09 Silvia Poll
Costa Rica Costa Rica
26.32 Jeanne Doolan
United States EUA
26.34
1991 Kristin Topham
Canada Canadá
26.01 Heather Hageman
United States EUA
26.26 Allison Bock
United States 
EUA
26.45
1995 Angel Martino
United States EUA
25.40 Shannon Shakespeare
Canada Canadá
26.19 Andrea Moody
Canada Canadá
26.54
1999 Tammie Spatz
United States EUA
25.50 Eileen Coparropa
Panama Panamá
25.78 Laura Nicholls
Canada 
Canadá
26.10
2003 Kara Lynn Joyce
United States EUA
25.24 Flávia Delaroli
Brazil Brasil
25.44 Eileen Coparropa
Panama Panamá
25.62
2007 Arlene Semeco
Venezuela 
Venezuela
25.14 Vanessa García
Puerto Rico Porto Rico
25.22 Flávia Delaroli
Brazil Brasil
25.46
2011 Lara Jackson
United States 
EUA
25.09 Graciele Herrmann
Brazil 
Brasil
25.23 Madison Kennedy
United States EUA
25.24
2015 Arianna Vanderpool
The Bahamas Bahamas
24.38 Etiene Medeiros
Brazil 
Brasil
24.55 Natalie Coughlin
United States EUA
24.66

Quadro de medalhas

Posição País Ouro Prata Bronze Total
1 United States EUA 5 1 4 10
2 Canada Canadá 1 1 2 4
3 Venezuela Venezuela 1 0 0 1
The Bahamas Bahamas 1 0 0 1
5 Brazil Brasil 0 3 1 4
6 Panama Panamá 0 1 1 2
7 Costa Rica Costa Rica 0 1 0 1
Puerto Rico Porto Rico 0 1 0 1

O esporte

Brasil conquista prata e bronze no 1º dia da Copa do Mundo de Natação.

Nesta prova, o nadador fica em posição horizontal, com a face voltada para o fundo da piscina e respira quando vira a cabeça para as laterais. As pernas agem no movimento parecido com uma tesoura, batendo os pés sobre a água e ao mesmo tempo gira os braços na linha do corpo, alternando-os em batida sobre a superfície da água. Por incrível que pareça, as provas de nado livre, o atleta pode escolher qual o estilo deseja nadar. Porém, todos preferem o crawl porque é o nado que alcança maior velocidade, logo, o crawl é chamado de nado livre e vice-versa.

Nas viradas de cada prova, o nadador deve tocar a parede da piscina com alguma parte do corpo e nas saídas destas viradas, o nadador pode ficar submerso até os primeiros 15 metros, do qual a partir deste ponto a cabeça deve cortar a superfície da água. Vence quem finalizar o percurso primeiro, consequentemente em menos tempo.