Siga o OTD

200m borboleta feminino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Natação – 200m borboleta feminino

Local da competição

Centro Aquático Pan-Americano
Local: Videna – Vila Deportiva Nacional (Lima)
Capacidade: 4.000 torcedores

Nossos pódios

Desde Winnipeg 1967, o Brasil terminou três vezes na terceira colocação. Os bronzes conquistados são também os melhores desempenhos do país na prova dos 200m nado borboleta feminino. Rosemary Ribeiro foi a primeira a atingir o feito com o resultado na Cidade do México 1975, seguida por Daiene Dias no Rio de Janeiro 2007 e Joanna Maranhão em Toronto 2015.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro TEMPO Medalha de prata TEMPO Medalha de bronze TEMPO
1967 Claudia Kolb
United States EUA
2:25.49 Lee Davis
United States EUA
2:26.74 Marilyn Corson
Canada Canadá
2:30.54
1971 Lynn Colella
United States EUA
2:23.11 Alice Jones
United States EUA
2:28.10 Susan Smith
Canada Canadá
2:32.60
1975 Camille Wright
United States EUA
2:18.57 Cheryl Gibson
Canada Canadá
2:21.95 Rosemary Ribeiro
Brazil Brasil
2:22.47
1979 Mary T. Meagher
United States EUA
2:09.77 Karinne Miller
Canada Canadá
2:15.05 Nancy Garapick
Canada Canadá
2:16.40
1983 Mary T. Meagher
United States EUA
2:10.06 Tracy Caulkins
United States EUA
2:14.15 Marie Moore
Canada Canadá
2:14.51
1987 Kara McGrath
United States EUA
2:12.54 Michelle Griglione
United States EUA
2:15.03 Shay McNicol
Canada Canadá
2:17.78
1991 Susan Gottlieb
United States EUA
2:12.35 Angie Wester-Krieg
United States EUA
2:14.55 Beth Hazel
Canada Canadá
2:14.91
1995 Trina Jackson
United States EUA
2:12.37 Michelle Griglione
United States EUA
2:14.94 María Pereyra
Argentina Argentina
2:18.52
1999 Jessica Deglau
Canada Canadá
2:09.64 Jen Button
Canada Canadá
2:12.09 Kalyn Keller
United States EUA
2:14.60
2003 Audrey Lacroix
Canada Canadá
2:11.02 Noelle Bassi
Canada Canadá
2:12.81 Dana Kirk
United States EUA
2:12.85
2007 Kathleen Hersey
United States EUA
2:07.64 Courtney Kalisz
United States EUA
2:12.75 Daiene Dias
Brazil Brasil
2:13.35
2011 Kim Vandenberg
United States EUA
2:10.54 Lyndsay DePaul
United States EUA
2:12.34 Rita Medrano
Mexico México
2:12.43
2015 Audrey Lacroix
Canada Canadá
2:07.68 Katherine Mills
United States EUA
2:09.31 Joanna Maranhão
Brazil Brasil
2:09.38

Quadro de medalhas

Posição País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1 United States EUA 10 9 2 21
2 Canada Canadá 3 4 6 13
3 Brazil Brasil 0 0 3 3
4 Argentina Argentina 0 0 1 1
Mexico México 0 0 1 1

A prova

Derivado do nado peito, o nadador, para executar o nado borboleta, deve manter o corpo em posição horizontal, com o tórax voltado para baixo. Os ombros ficam alinhados com a superfície da água já a partir da primeira braçada, não sendo permitido girar para as costas.

Os dois braços devem ser levantados juntos para frente por sobre a água e depois trazidos para trás na direção das pernas do nadador. Os movimentos sempre devem ser simultâneos e são semelhantes ao bater de asas de uma borboleta.

Também executadas com movimentos simultâneos, as pernas e os pés, no plano vertical, de cima para baixo, não precisam estar no mesmo nível, porém, não são permitidos movimentos alternados. Tanto na virada quanto na chegada, o toque deve ser feito com as duas mãos ao mesmo tempo. Como nos outros nados, após a saída ou virada, o nadador pode ficar submerso por uma distância de 15 metros, do qual, após este limite, deve quebrar a superfície da água com a cabeça, dando em seguida uma braçada de borboleta.