Siga o OTD

61kg masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Levantamento de Peso – 61kg masculino

CALENDÁRIO

Chances do Brasil

O Brasil não contará com atletas nesta categoria nos Jogos Pan-Americanos de Lima

Local da Competição

Coliseo Mariscal Caceres

Local: Lima

Capacidade: 7.000

Nossos Pódios

Essa será a primeira edição dos Jogos Pan-Americanos com a categoria até 61kg e, por isso, o Brasil ainda não tem nenhum atleta medalhista.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1951 Rodney Wilkes
 Trinidad e Tobago
Richard Greenawalt
EUA
Joseph Charlot
Haiti Haiti
1955 Carlos Chávez
Panamá
Yas Kuzuhara
EUA
Edmundo Álvarez
 México
1959 Isaac Berger
EUA
Maurice King
 São Vicente e Granadinas
Mauro Alanis
 México
1963 Isaac Berger
EUA
Pedro Serrano
 Porto Rico
Idelfonso Lee
Panamá
1967 Walter Imahara
EUA
Manuel Mateos
 México
Idelfonso Lee
Panamá
1971 Manuel Mateos
 México
Idelfonso Lee
Panamá
Ignacio Guanche
Cuba
1975 Rolando Chang
Cuba
Andrés Santoyo
 México
Elkin Velázquez
Colômbia Colômbia
1979 Victor Pérez
Cuba
Phillip Sanderson
EUA
Ángel Garcíaz
 República Dominicana
1983 Hildemar Rodríguez
Venezuela
Abdel González
Colômbia Colômbia
Ángel Garcíaz
 República Dominicana
1987 Gabriel Enseñat
Cuba
Julio Loscos
Cuba
Gilles Desmarais
Canadá
1991 Pedro Negrín
Cuba
Bryan Jacob
EUA
John Salazar
Colômbia Colômbia
1995 William Vargas
Cuba
Bryan Jacob
EUA
Roger Berrio
Colômbia Colômbia
1999 William Vargas
Cuba
Roger Berrio
Colômbia Colômbia
Marvin Jiménez
 Guatemala
2003 Diego Salazar
Colômbia Colômbia
Vladimir Rodríguez
Cuba
Israel Rubio
Venezuela
2007 Diego Salazar
Colômbia Colômbia
Miñan Mogollon
Peru
David Mendoza
Honduras Honduras
2011 Óscar Figueroa
Colômbia Colômbia
Jesús López
Venezuela
Diego Salazar
Colômbia Colômbia
2015 Óscar Figueroa
Colômbia Colômbia
Francisco Mosquera
Colômbia Colômbia
Jesús López
Venezuela

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Cuba 6 2 1 9
2  Colômbia 4 3 4 11
3  EUA 3 5 0 8
4  México 1 2 2 5
5 Panamá 1 1 2 4
Venezuela 1 1 2 4
7  Trinidad e Tobago 1 0 0 1
8 Peru 0 1 0 1
 Porto Rico 0 1 0 1
 São Vicente e Granadinas 0 1 0 1
11  República Dominicana 0 0 2 2
12  Canadá 0 0 1 1
 Guatemala 0 0 1 1
Haiti Haiti 0 0 1 1
Honduras Honduras 0 0 1 1

O Esporte

O levantamento de peso surgiu lá atrás como uma maneira simples de determinar quem era o mais forte. Mas a modalidade que se tornaria olímpica também tinha outros propósitos. Em 1.100 a.C., por exemplo, os chineses utilizavam o levantamento de peso como maneira de selecionar novos soldados para o Exército. Levantar diversos pesos era um pré-requisito para ser aceito.

Embora não tenha entrado como esporte nos Jogos da Grécia Antiga, o levantamento de peso já era praticado à época, principalmente como forma de preparação para outras modalidades. A primeira escola de levantamento de peso, no entanto, só surgiu no século 19, na Áustria. Antes disso, a prática se tornara popular como apresentação de circo na Europa e nos Estados Unidos.

Em 1887, há registros de concursos de levantamento de peso disputados na Áustria. Começaram a surgir federações — as primeiras na França e na Rússia —, e o esporte foi tomando forma. Em 1891, por exemplo, foi disputado o primeiro Campeonato Mundial de levantamento de peso, com a participação de sete atletas de seis países diferentes.

O levantamento de peso entrou no programa olímpico desde o início da era moderna. Em Atenas-1896, a disputa ainda não era dividida entre categorias de peso. Isso ocorreu pela primeira vez nos Jogos da Antuérpia-1920. As mulheres só começaram a competir nas Olimpíadas de Sydney-2000.

Regras

As competições são constituídas de três disciplinas, com dois movimentos-padrão: o arranco e o arremesso. O somatório dos maiores pesos levantados em cada uma das duas provas, determina o total combinado ou total olímpico e quem levantar mais peso, ganha.

Arranco

O arranco é a primeira prova da competição e consiste em levantar a barra do solo até acima da cabeça num movimento sem pausa, sem apoiá-la no corpo.

A barra é colocada horizontalmente em frente das pernas do levantador. É agarrada, com as palmas das mãos para baixo e puxada em um movimento único da plataforma e erguida até a extensão completa de ambos os braços acima da cabeça, enquanto que o levantador se agacha ou dobra as pernas.

Deve, então, ergue-se, estabilizar-se, durante dois segundos, e esperar o sinal de “abaixar” dos árbitros. Os árbitros dão o sinal de “abaixar” a barra logo que o levantador fique imóvel em todas as partes do corpo.

Arremesso

O arremesso é executado em duas partes. Primeiro, a barra é colocada horizontalmente em frente das pernas do levantador. É agarrada, com as palmas das mãos para baixo e levantada até à altura dos ombros, por cima do peito, enquanto que o levantador se agacha ou dobra as pernas; a seguir, reergue-se e alinha-se.

Na segunda parte, usando a força conjunta de braços e pernas, a barra é levantada acima da cabeça, enquanto que faz um movimento em forma de tesoura com as pernas; a seguir deve realinhar as pernas, com braços estendidos, estabilizar-se, durante dois segundos, e esperar o sinal de “abaixar” dos árbitros. Os árbitros dão o sinal de “abaixar” a barra logo que o levantador fique imóvel em todas as partes do corpo.

O estilo desenvolvimento, que foi abolido, também era feito em duas partes: a primeira era como na primeira parte do arremesso, a segunda era realizado apenas com a extensão do braços, somente em força.

Em cada uma das provas os atletas dispõem de três tentativas para levantar a maior carga possível.

Para qualquer prova, a utilização de carbonato de magnésio nas mãos, pernas etc., é permitido.