Siga o OTD

90kg masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Judô – 90kg masculino

Chances do Brasil

Os atletas brasileiros selecionados para os Jogos Pan-Americanos tiveram suas vagas garantidas no Campeonato Pan-Americano, torneio que aconteceu entre os dias 26 e 28 de maio deste ano. Na ocasião, o judoca vencedor e que defenderá o Brasil nesta categoria é Rafael Macedo.

Em 2016, Rafael Macedo foi considerado por muitos como um nome que iria despontar nos próximos anos, já que naquele ano tinha conquistados resultados expressivos e feito lutas bastante convincentes. A expectativa é de que ele brigue por um dos lugares no pódio.

Data

De acordo com o programa oficial dos jogos Pan-Americanos, as competições de judô estão programadas para acontecer em Lima entre os dias 07 e 11 de agosto. 

Local da Competição 

Villa Deportiva Nacional

Local: Lima

Capacidade: 12.000

A Estrela dos Jogos

O brasileiro Tiago Camilo é a grande referência da categoria até 90kg masculino, principalmente após ter conquistado três medalhas de ouro consecutivas (2007, 2011 e 2015). Além dos excelentes resultados conquistados nos Jogos Pan-Americanos, o atleta nacional também tem em sua carreira um feito incrível ,já que foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2000, em Sidney, com apenas 18 anos de idade.

Além desses feitos memoráveis, Camilo tem uma careira repleta de conquistas e finais, como o primeiro lugar na Copa do Mundo de 2009 e de 2007, no Campeonato Sul-Americano de 2005 e nos Jogos Mundiais da Juventude, em 1998.

Tiago Camilo mostrou ao longo de sua histórica carreira que é um dos maiores nomes da história do judô não só no Brasil como mundialmente.

Nossos Pódios

Essa é uma das categorias que o brasileiro mais cria expectativa, principalmente pelas três últimas edições, quando o judoca Tiago Camilo conseguiu impressionante três medalhas de ouro.

Além das três conquistas recentes, Lhofei Shiozawa e Rinaldo Caggiano também já conseguiram esse feito, sendo todos eles atletas que marcaram história no judô e no esporte nacional.

Vale destacar que o judô brasileiro também conseguiu outras cinco medalhas desde a primeira edição, em 1963, sendo elas três de prata e duas de bronze.

Em apenas três edições o Brasil não teve um judoca no pódio, fato que destaca a enorme força do esporte nacional na modalidade até 90kg masculino. Isso aconteceu em 1979 (San Juan, Porto Rico), 1991 (Havana, Cuba) e 1999 (Winnipeg, Canadá).

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1963 Lhofei Shiozawa
Brasil
Paul Marayama
EUA
Rómulo Etcheverry
 Uruguai
1967 Hayward Nishioka
EUA
Lhofei Shiozawa
Brasil
Gordon Buttle
Canadá
Gabriel Goldschmied
 México
1975 Rainer Fischer
Canadá
Carlos Motta
Brasil
Steve Cohen
EUA
Rafael Kidd
 República Dominicana
1979 Louis Jani
Canadá
Alexis Mundo
Venezuela
Eduardo Novoa
Chile
Leo White
EUA
1983 Louis Jani
Canadá
Robert Berland
EUA
Walter Carmona
Brasil
Alejandro Strático
Argentina
1987 Rinaldo Caggiano
Brasil
Charles Griffit
Venezuela
José González
Cuba
William Medina
Cuba
1991 Joseph Wanang
EUA
José Vera
 República Dominicana
Andrés Franco
Cuba
Hermate Souffrant
Haiti Haiti
1995 Nicolas Gill
Canadá
Carlos Matt
Brasil
Pablo Elisil
Argentina
Brian Olson
EUA
1999 Brian Olson
EUA
Eduardo Costa
Argentina
Yosvany Despaigne
Cuba Keith Morgan
Canadá
2003 Brian Olson
EUA
Keith Morgan
Canadá
Yosvany Despaigne
Cuba
Carlos Honorato
Brasil
2007 Tiago Camilo
Brasil
Jorge Benavides
Cuba
José Camacho
Venezuela
Rick Hawn
EUA
2011 Tiago Camilo
Brasil
Asley González
Cuba
Alexandre Emond
Canadá
Isao Cárdenas
 México
2015 Tiago Camilo
Brasil
Asley González
Cuba
Jacob Larsen
EUA
Isao Cárdenas
 México

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Brasil 5 3 2 10
2  EUA 4 2 5 11
3  Canadá 4 1 3 8
4  Cuba 0 3 5 8
5  Venezuela 0 2 1 3
6  Argentina 0 1 2 3
7  República Dominicana 0 1 1 2
8  México 0 0 3 3
9  Chile 0 0 1 1
Haiti Haiti 0 0 1 1
 Uruguai 0 0 1 1

O Esporte

CBDV

O objetivo da modalidade é usar como base o sistema de autodefesa dos samurais, educando não só o corpo como também o espírito de quem o praticasse.

As faixas determinam o grau de domínio da técnica de cada praticante, sendo que a faixa branca é para os iniciantes e a faixa preta para quem está no mais alto nível da modalidade.

O judô é praticado sobre o tatame, uma área quadrada de 16 m de lado, sendo que a luta acontece em um quadrado de 8 m de lado. Para determinar as infrações, cada combate tem um juiz central, que conta com o apoio de dois juízes auxiliares. Dentre as faltas estão: colocar a mão sobre o rosto do adversário, agarrar a calça ou enroscar a perna com a do oponente.

O ippon é a pontuação mais importante do judô, já que o atleta que conseguir realizar o golpe é declarado vencedor automaticamente. O waza-ari é meio ippon, sendo que dois waza-ari garantem o triunfo.