Siga o OTD

Saltos por equipes

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Hipismo – Saltos por equipes

Calendário e resultados

De acordo com o calendário oficial dos Jogos Pan-Americanos, as competições de hipismo em Lima 2019 devem acontecer entre os dias 28 de julho e 9 de agosto.

Chances do Brasil

Com tradição no hipismo, a expectativa é de que o Brasil brigue pelo pódio nos Jogos Pan-Americanos, apesar do favoritismo histórico de Estados Unidos e Canadá. No entanto, ainda não há a definição dos atletas que representarão o país na capital peruana. Contando com muitos nomes disponíveis, a Confederação Brasileira de Hipismo divulgará a lista oficial no final de junho, poucas semanas antes do evento em Lima. Na última edição do torneio, os brasileiros alcançaram o terceiro lugar geral em Toronto 2015 conquistando uma prata e dois bronzes.

Local da competição

Escola de Equitação do Exército

Local: La Molina, Lima

Nossos pódios

Considerando todos os resultados de hipismo nos Jogos Pan-Americanos, a categoria de saltos por equipes conta com o melhor retrospecto do Brasil na modalidade. Ao todo, o país conquistou seis medalhas de ouro até aqui, sendo cinco justamente nesta disputa. O primeiro título veio com o desempenho em Winnipeg 1967. Logo em seguida, o tricampeonato consecutivo em Havana 1991, Mar del Plata 1995 e novamente em Winnipeg 1999. Em casa, Bernardo Alves, César Almeida, Pedro Veniss e Rodrigo Pessoa levaram a melhor no Rio de Janeiro 2007 e completaram a história vitoriosa do Brasil nos saltos por equipes.

Além disso, os brasileiros já marcaram presença no pódio em outras três oportunidades: prata nas edições de Chicago 1959 e Guadalajara 2011 e bronze em Santo Domingo 2003.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1951 Flag of Chile.png Chile Flag of Argentina.svg Argentina Flag of Mexico.svg México
1955 Flag of Mexico.svg México Flag of Argentina.svg Argentina Flag of Chile.png Chile
1959 Flag of the United States.svg EUA Flag of Brazil.svg Brasil Flag of Chile.png Chile
1963 Flag of the United States.svg EUA Flag of Argentina.svg Argentina Flag of Chile.png Chile
1967 Flag of Brazil.svg Brasil Flag of the United States.svg EUA Flag of Canada.svg Canadá
1971 Flag of Canada.svg Canadá Flag of Mexico.svg México Flag of Chile.png Chile
1975 Flag of the United States.svg EUA Flag of Mexico.svg México Flag of Canada.svg Canadá
1979 Flag of the United States.svg EUA Flag of Canada.svg Canadá Flag of Mexico.svg México
1983 Flag of the United States.svg EUA Flag of Canada.svg Canadá Flag of Mexico.svg México
1987 Flag of Canada.svg Canadá Flag of the United States.svg EUA Flag of Mexico.svg México
1991 Flag of Brazil.svg Brasil Flag of Canada.svg Canadá Flag of the United States.svg EUA
1995 Flag of Brazil.svg Brasil Flag of Mexico.svg México Flag of the United States.svg EUA
1999 Flag of Brazil.svg Brasil Flag of the United States.svg EUA Flag of Canada.svg Canadá
2003 Flag of the United States.svg EUA Flag of Mexico.svg México Flag of Brazil.svg Brasil
2007 Flag of Brazil.svg Brasil Flag of Canada.svg Canadá Flag of the United States.svg EUA
2011 Flag of the United States.svg EUA Flag of Brazil.svg Brasil Flag of Mexico.svg México
2015 Flag of Canada.svg Canadá Flag of Argentina.svg Argentina Flag of the United States.svg EUA

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1 Flag of the United States.svg EUA 7 3 4 14
2 Flag of Brazil.svg Brasil 5 2 1 8
3 Flag of Canada.svg Canadá 3 4 3 10
4 Flag of Mexico.svg México 1 4 5 10
5 Flag of Chile.png Chile 1 0 4 5
6 Flag of Argentina.svg Argentina 0 4 0 4

A prova

Nesta prova, cavaleiro e cavalo devem ultrapassar com perfeição uma pista que contém de 12 a 15 obstáculos diferentes distribuídos na área de competição, cujas medidas podem variar entre 700 e 900 metros. Estas medidas variam de acordo com o número de obstáculos que têm altura entre 1,30 e 1,60 metros e largura entre 1,50 e 2,0 metros.

A prova de saltos de obstáculos avalia a potência, a habilidade e a obediência do cavalo ao salto, além da qualidade da equitação do cavaleiro. Um conjunto é punido se cometer faltas como derrubar ou desviar um obstáculo, refugar (recuar antes de dar um salto), ultrapassar o tempo limite, errar o percurso ou cair do cavalo.

O vencedor da prova é o atleta que cometer o menor número de infrações. Se houver necessidade de desempate e, nele, novamente os competidores “limparem” o percurso, ou seja, sem cometer nenhuma falta, ganha aquele que finalizar o percurso no menor tempo. (Reprodução/Casal Travinha)