Siga o OTD

Maças

MaçasJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Ginástica Rítmica – Maças

Chances do BrasilMaças

Na briga por medalhas nas maças em Lima, o Brasil pode apostar no jovem talento de Bárbara Domingos. Ela é o grande destaque da nova geração da modalidade do país e pode surpreender neste Pan-Americano. No Campeonato Sul-Americano disputado em junho deste ano, Bárbara foi ouro justamente nas maças.

Correndo por fora, Natália Gaudio também pode beliscar um lugar no pódio. Principal nome da Ginástica Rítmica brasileira na atualidade, as maças são seu aparelho mais fraco, porém sua experiência pode atuar a seu favor, já que ela está indo para seu terceiro Pan.

Local da competição

Polideportivo Villa El Salvador

Nossos pódiosMaças

A prova de Maças da Ginástica Rítmica entrou para a programação dos Jogos Pan-Americanos apenas em 1987. E depois de passar em branco nas primeiras três edições, o Brasil enfim subiu ao pódio, quando Tayanne Mantovaneli foi medalha de bronze em 2003. Oito anos depois, Angélica Kvieczynski recolocou o país no top 3 ao faturar a prata em Guadalajara.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
1987 Lourdes Medina
Cuba
Mary Fuzesi
Canadá
Susan Cushman
CanadáMarina Kunyavsky
EUA
1991 Lourdes Medina
Cuba
Naomi Hewitt-Couturier
EUA
Yalili Fung
Cuba
1995 Yordania Corrales
Cuba
Jessica Davis
EUA
Tamara Levinson
EUA
2003 Mary Sanders
EUA
Alexandra Orlando
Canadá
Tayanne Mantovaneli
Brasil
2007 Alexandra Orlando
Canadá
Lisa Wang
EUA
Rut Castillo Galindo
 México
2011 Cynthia Valdez
 México
Angélica Kvieczynski
Brasil
Mariam Chamilova
Canadá
2015 Laura Zeng
EUA
Patricia Bezzoubenko
Canadá
Jasmine Kerber
EUA

Quadro de medalhas

A provaMaçasAs maças são feitas de madeira ou material sintético e parecem uma taça de champagne, com a haste bem longa. A parte mais grossa é chamada de corpo, a parte mais afilada, de pescoço e a parte formada por uma esfera de 3 cm de diâmetro é a cabeça. As ginastas usam duas maças durante a série ecada uma deve medir entre 40 e 50cm e pesar, pelo menos, 150g. A apresentação é composta de lançamentos e recuperações do aparelho, tanto as duas maças ao mesmo tempo, quanto uma de cada vez, como uma cascata. Além disso, as atletas fazem movimentos de equilíbrios coordenados e rotações, como o chamado molinete (ou moinho), quando as maças são unidas pelas suas extremidades e giradas alternadamente, formando círculos. A soma das notas de dificuldade da performance e execução desta determina a pontuação final da série. Primeiramente, é disputada uma fase classificatória e as oito atletas que obtiverem as maiores notas vão para a final.

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Cuba 3 0 1 4
2  EUA 2 2 3 7
3 Canada Canadá 1 3 2 6
4  México 1 0 1 2
5  Brasil 0 1 1 2