Siga o OTD

Ginástica de Trampolim

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Ginástica de Trampolim

EVENTOS
Individual FEM MAS

As competições da Ginástica de Trampolim nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 serão realizadas entre o dia quatro e o dia cinco de agosto, no Polideportivo Villa El Salvador, que terá capacidade para 6.100 expectadores. A modalidade tem duas categorias divididas por gênero: feminino e masculino. Ao todo serão vinte e quatro atletas no trampolim, doze por gênero, divididos em seus países.

Cada país tem direito de inscrever 21 atletas na ginástica como um todo (cinco em cada gênero da artística, cinco atletas na rítmica por equipes e dois na individual e dois por evento do trampolim). Para Lima, o Brasil vai contar com três atletas na ginástica de trampolim. Camilla e Alice Gomes vão representr o país no feminino, enquanto Rayan Victor vai competir no masculino.

A Ginástica de Trampolim foi considerada uma categoria da Ginástica como um todo nos Jogos Pan-Americanos da Cidade do México 1955 e Chicago 1959 na versão masculina. Depois, passou grande tempo sem figurar na competição continental. A Ginástica de Trampolim aparece como uma modalidade no feminino e no masculino a partir da edição do Rio de Janeiro 2007.

Em 2007, inclusive, o Brasil conquistou um bronze feminino com Giovanna Matheus nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. Depois, em Guadalajara 2011, Rafael Andrade foi o primeiro atleta a conquistar uma prata para o Brasil na Ginástica de Trampolim. Na versão mais recente dos Jogos, Toronto 2015, o Brasil não conseguiu subir ao pódio nem no masculino e nem no feminino.

As provas

Última das ginásticas a participarem dos Jogos Pan-Americanos, a Ginástica de Trampolim masculino e feminino mescla esporte com acrobacias e espetáculo. Os ginastas precisam executar acrobacias no ar, pulando na cama elástica (trampolim) e são avaliados por jurados de acordo com a dificuldade, permanência no ar e acrobacias.

A modalidade foi criada por um ginasta norte-americano e professor de educação física, George P. Nissen, na metade da década de 1930, após observações de apresentações circenses, construiu uma cama elástica, começou a praticar e criar regras. Na prova o ginasta se prepara com duas séries de dez elementos, tem um minuto pra executar (se passar perde pontos), passa a ser avaliado com notas de 0 a 10 por cerca de cinco jurados.

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Canadá 5 2 1 8
2  EUA 1 2 2 5
3  Brasil 0 1 1 2
 México 0 1 1 2
5  Colômbia 0 0 1 1