Siga o OTD

Sabre feminino

Sabre femininoJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Esgrima – Sabre feminino

CALENDÁRIO

DataEventoHorário/Resultado

Chances do Brasil

O Brasil não mandará representantes para a disputa do sabre feminino.

Local da competição

Centro de Convenções de Lima

A estrela dos JogosSabre feminino

Na ainda breve história do Sabre feminino nos Jogos Pan-Americanos, uma atleta se destaca: Alejandra Benítez. Nas quatro edições em que a prova foi disputada, a venezuelana conquistou três medalhas de prata. Por outro lado, cada torneio teve uma campeã diferente, sendo três dos Estados Unidos e uma de Cuba.

Nossos pódios

A disputa do Sabre feminino só foi incluído nos Jogos Pan-Americanos em 2003. E na sua ainda breve história, o Brasil não conseguiu subir ao pódio em nenhuma oportunidade.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
2003 Sada Jacobson
EUA
Alejandra Benítez
Venezuela
Ana Faez
Cuba
Emily Jacobson
EUA
2007 Mailyn González
Cuba
Alexis Jemal
EUA
Emma Baratta
EUA
Sandra Sassine
Canadá
2011 Mariel Zagunis
EUA
Alejandra Benítez
Venezuela
Eileen Grench
Panamá
Yaritza Goulet
Cuba
2015 Dagmara Wozniak
EUA
Alejandra Benítez
Venezuela
Gabriella Page
Canadá
María Belén Pérez Maurice
Argentina

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 3 1 2 6
2  Cuba 1 0 2 3
3  Venezuela 0 3 0 3
4  Canadá 0 0 2 2
5  Argentina 0 0 1 1
 Panamá 0 0 1 1

A provaSabre feminino

A esgrima consiste no combate entre atletas, que se utilizam de uma “arma-branca” para atacar e defender. É, porém, a o único esporte de combate em que não é permitido contato corporal.

Os combates são realizados em uma pista de 14 metros de comprimento e 1,5 a 2 metros de largura, sendo que os esgrimistas são posicionados a uma distância de dois metros um do outro.

O objetivo é tocar o adversário com a ponta da arma sem ser tocado e os pontos são definidos por meio de um sensor, que identifica quando um esgrimista foi tocado em sua superfície válida.

O sabre é a mais veloz das três armas, já que contém uma lâmina mais curta e flexível. É também a menor delas, com 88 centímetros e tem o mesmo peso do florete, 500 gramas. Os pontos são marcados quando o adversário é atingido acima da linha da cintura.

As disputas individuais têm três rounds de três minutos cada ou até um esgrimista tocar 15 vezes o adversário.