Siga o OTD

K1 200m masculino

K1 200m masculinoJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Canoagem Velocidade – K1 200m masculino

Chances do Brasil

O Brasil não terá representantes no K1 200m masculino dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019

Local da competição

Parque turístico Abulfera de Medio Mundo
Local: Huacho

Nossos pódiosK1 200m masculino

A inclusão da categoria nos Jogos Pan-Americana ainda é recente e irá apenas para a sua terceira edição. Apesar de sua breve história, o Brasil já escreveu seu nome nela com a medalha de prata conquistada justamente por Edson Silva na edição de Toronto, em 2015.

Até agora, o único a subir ao pódio duas vezes foi o equatoriano César de Cesare, que faturou o ouro em Guadalajara, em 2011, e o bronze quatro anos depois.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
2011 César de Cesare
 Equador
Miguel Correa
 Argentina
Ryan Dolan
 EUA
2015 Mark de Jonge
 Canadá
Edson Silva
 Brasil
César de Cesare
Equador

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1 Equador 1 0 1 2
2  Canadá 1 0 0 1
3  Argentina 0 1 0 1
 Brasil 0 1 0 1
5  EUA 0 0 1 1

A provaK1 200m masculino

K1 200m masculino é uma categoria da Canoagem Velocidade, considerada a modalidade mais tradicional de canoagem. A prova é praticada em rios ou lagos de águas calmas com 9 raias demarcadas ao longo do percurso de 200 metros.  

O objetivo da competição é navegar em uma raia definida e sem obstáculos, no menor tempo possível. As disputas se iniciam com eliminatórias, que classificam os barcos semi-finalistas e finalistas.

Nesta categoria, o atleta compete em um caiaque individual, com comprimento máximo de 5,20m e peso mínimo de 12kg. Além disso, rema-se  sentado e com um remo de duas pás.