Siga o OTD

C1 200m feminino

C1 200m femininoJogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Canoagem Velocidade – C1 200m feminino

Chances do Brasil

C1 200m feminino

Valdenice tentará sua segunda medalha em Pan-Americanos

A esperança de medalha do Brasil na categoria C1 200m feminino é Valdenice Conceição do Nascimento. A baiana de 29 anos espera pelo menos repetir o feito de Toronto 2015, quando conquistou a medalha de bronze e se tornou a primeira mulher da canoa a ganhar uma medalha no Pan.

E ela vem embalada pelo recente resultado no Campeonato Sul-americano de Canoagem Velocidade, disputado no último mês abril no Equador, onde levou para casa a medalha de ouro na modalidade.

Local da competição

Parque turístico Abulfera de Medio Mundo
Local: Huacho

Nossos pódiosC1 200m feminino

A categoria C1 200m feminino estreou nos Jogos Pan-Americanos apenas na última edição, em 2015, em Toronto, no Canadá. E logo de cara, já conquistou um lugar no pódio, com a medalha de bronze de Valdenice Conceição.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze
2015 Laurence Vincent-Lapointe
 Canadá
Anggie Avegno Salazar
 Equador
Valdenice Conceição
 Brasil

Quadro de Medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Canadá 1 0 0 1
2 Equador 0 1 0 1
3  Brasil 0 0 1 1

A provaC1 200m feminino

C1 200m feminino é uma categoria da Canoagem Velocidade, considerada a modalidade mais tradicional de canoagem. A prova é praticada em rios ou lagos de águas calmas com 9 raias demarcadas ao longo do percurso de 200 metros.  

O objetivo da competição é navegar em uma raia definida e sem obstáculos, no menor tempo possível. As disputas se iniciam com eliminatórias, que classificam os barcos semi-finalistas e finalistas.

Nesta categoria, o atleta compete em uma canoa individual, com comprimento máximo de 5,20 m e peso mínimo de 16kg. Além disso, o canoísta usa um remo de uma pá e se apoia no assoalho da canoa com um joelho, posicionando a outra perna mais a frente, de forma flexionada.