Siga o OTD

Salto em altura masculino

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Atletismo – salto em altura masculino

Chances do Brasil

O Brasil será representado por dois jovens atletas no salto em altura masculino dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Fernando Carvalho Ferreira, de 23 anos, e Thiago Júlio Moura, de 24, obtiveram o índice para participar da competição com a mesma marca: 2m22. A missão deles não é das mais simples. O país não ganha uma medalha na prova há 54 anos.

A marca deles é apenas a 20ª. entre os atletas das Américas em 2019. Para terem chances de subir no pódio, ambos precisam melhorar bastante suas marcas. Dos dois, quem tem a melhor marca pessoal é Fernando Ferreira, que já saltou 2m30 em 2017, altura com a qual ele teria sido medalha de bronze em Toronto 2015.

Local da competição

Estádio Atlético Pan-Americano

Local: Lima

Capacidade: 12.000 torcedores

A estrela dos Jogos

O grande nome do salto em altura masculino dos Jogos Pan-Americanos é uma das maiores estrelas da história do atletismo mundial. Javier Sotomayor, de Cuba, foi tricampeão da competição. Ele dominou completamente a disputa entre os Pans de Indianápolis 1987 e Mar Del Plata 1995.

Além das conquistas em Jogos Pan-Americanos, Javier Sotomayor tem duas medalhas olímpicas, ouro em Barcelona 1992 e prata em Sydney 2000, e quatro em Mundiais, ouros em 1993 e 1997 e prata em 1991 e 1995.

Javier Sotomayor se aposentou aos 34 anos em 2001 e é até hoje o recordista mundial do salto em altura masculino com a marca de 2,45m.

Nossos pódios

O Brasil ganhou apenas duas medalhas de bronze na história do salto em altura dos Jogos Pan-Americanos. A primeira foi em Buenos Aires 1951 com Adílton de Almeida e com José Telles da Conceição na Cidade do México 1955. De lá para cá, já são 54 anos de jejum.

Ganhador da medalha em 1955, José Telles da Conceição foi um dos maiores atletas da história do atletismo brasileiro. Ele foi o primeiro do país a ganhar uma medalha olímpica na modalidade ao ser bronze no salto em altura masculino em Helsinque 1952.

Além do salto em altura, José Telles da Conceição corria 100 metros, 200 metros, fazia 110 metros com barreira, salto em distância, salto triplo e encarava até o decatlo. Nos Jogos Pan-Americanos Cidade do México 1955, ele ganhou o bronze no salto em altura e também nos 200m rasos.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro MARCA Medalha de prata MARCA Medalha de bronze MARCA
1951 Virgil Severns
EUA
1.95m Cal Clark
EUA
1.90m Adilton de Almeida
Brasil
1.90m
1955 Ernie Shelton
EUA
2.01m Herman Wyatt
EUA
2.01m José Telles da Conceição
Brasil
1.91m
1959 Charles Dumas
EUA
2.10m Bob Gardner
EUA
2.03m Ernle Haisley
Jamaica
2.00m
1963 Gene Johnson
EUA
2.11m Teodoro Palacios
 Guatemala
2.04m Anton Norris

Barbados
2.04m
1967 Ed Caruthers
EUA
2.19m Otis Burrell
EUA
2.16m Roberto Abugattás
Peru
2.05m
1971 Pat Matzdorf
EUA
2.10m Wilf Wedmann
Canadá
2.10m Luis Arbulú
Peru
2.05m
1975 Tom Woods
EUA
2.25m John Beers
Canadá
2.17m Rick Cuttell
Canadá
2.17m
1979 Franklin Jacobs
EUA
2.26m Benn Fields
EUA
2.19m Milton Ottey
Canadá
2.19m
1983 Francisco Centelles
Cuba
2.29m Leo Williams
EUA
2.27m Jorge Alfaro
Chile
2.25m
1987 Javier Sotomayor
Cuba
2.32m Troy Kemp
 Bahamas
2.28m Jerome Carter
EUA
2.28m
1991 Javier Sotomayor
Cuba
2.35m Troy Kemp
 Bahamas
2.32m Hollis Conway
EUA
2.32m
1995 Javier Sotomayor
Cuba
2,40m Steve Smith
EUA
2,29m Gilmar Mayo
Colômbia Colômbia
2,26m
1999 Kwaku Boateng
Canadá
Mark Boswell
Canadá
2,25m Nenhum . Charles Clinger
EUA
2,25m
2003 Germaine Mason
Jamaica
2,34m Jamie Nieto
EUA
2,28m Terrance Woods
EUA
2,22m
2007 Víctor Moya
Cuba
2,32m Donald Thomas
 Bahamas
2,30m James Grayman
Antígua e Barbuda
2,24m
2011 Donald Thomas
 Bahamas
2,32m Diego Ferrín
Equador
2,30m Víctor Moya
Cuba
2,26m
2015 Derek Drouin
Canadá
2.37m Mike Mason
Canadá
2.31m Donald Thomas
 Bahamas
2.28m

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 8 8 4 20
2  Cuba 5 0 1 6
3  Canadá 3 3 2 8
4  Bahamas 1 3 1 5
5 Jamaica 1 0 1 2
6 Equador 0 1 0 1
 Guatemala 0 1 0 1
8  Brasil 0 0 2 2
Peru 0 0 2 2
10 Antígua e Barbuda 0 0 1 1
 Barbados 0 0 1 1
Chile 0 0 1 1
Colômbia Colômbia 0 0 1 1

A prova

Os atletas saltam sem auxílio e com a impulsão de pé de apoio em direção a uma barra horizontal de quatro metros de comprimento apoiada entre duas traves. O objetivo é saltar a maior altura sem derrubar a barra. Todos os competidores tem direito a três tentativas a cada altura colocada, mas tem o direito de ‘passar’ aquela determinada altura e avançar para outra maior sem ultrapassar a menor. Caso não consiga ultrapassar a altura ou combinação de alturas estipuladas em três tentativas, o atleta está eliminado.

Se os competidores acabarem empatados numa determinada altura, vence aquele que levou menos tentativas para chegar até lá. Se mesmo assim continuarem empatados, é feito um salto de desempate, primeiro na última altura não ultrapassada e a partir daí, em alturas subsequentes menores até que alguém ultrapasse; este último método de desempate é muito raro de acontecer, mas ocorreu, por exemplo, na final do Campeonato Mundial de Atletismo de 2015, em Pequim, já que nesta modalidade não é possível haver duas medalhas de ouro

AGENDA DO DIA

jul 2 03:00 CSI2* Lier CSI2* Contrarrelógio – 1m40 11º lugar 0 pen. 64s20 André Américo de Miranda (Gemke) jul 2 04:00 CSI2* Lier CSIYH1* Cavalos de 5 anos 17º lugar 5 pen. Pedro de Andrade Costa (Knoxville) jul 2 05:00 CSI2* Lier CSIYH1* Cavalos de 6 anos 47º lugar 4pen. 28s69 Luís Antônio Rodrigues Neves (Dubai Du Maillet) jul 2 05:00 CSI2* Lier CSIYH1* Cavalos de 6 anos 70º lugar 9 pen. 37s00 Pedro de Andrade Costa (Evian Z) jul 2 07:30 CSI2* Lier CSI2* Contrarrelógio – 1m45 64º lugar - 4 pen. 78s45 André Reichmann (Quinetto Z) jul 2 07:30 CSI2* Lier CSI2* Contrarrelógio – 1m45 60º lugar - 4 pen. 73s00 André Américo de Miranda (Chatel Van de Wolfsakker) jul 2 07:30 CSI2* Lier CSI2* Contrarrelógio – 1m45 28º lugar 0 pen. 68s76 Fernando Chiarotto Penteado (Invisible Star) jul 2 08:30 CSI2* Lier CSIYH1* Cavalos de 7 anos 68º lugar 4 pen. 41s75 André Reichmann (Hanakine) jul 2 08:30 CSI2* Lier CSIYH1* Cavalos de 7 anos 65º lugar 4 pen. 40s78 André Reichmann (Napoleon Van Den Dael) jul 2 09:30 CSI3* Tryon $37,000 Welcome Stake 1.50m 13º lugar 4 pen. 75s28 Eduardo Menezes (H5 Elvaro) jul 2 09:30 CSI3* Tryon $37,000 Welcome Stake 1.50m 1º lugar 0 pen. 35s11 Eduardo Menezes (Magnolia Mystic Rose) jul 2 09:30 CSI3* Tryon $37,000 Welcome Stake 1.50m 19º lugar 4 pen. 76s44 Luiz Francisco de Azevedo (My Way) jul 2 09:40 CSI5*/CSI2* St. Tropez CSI5* Especial Duas Fases – 1,45 m 37º lugar 4 pen. 38s24 Yuri Mansur (Casaktie) jul 2 10:36 CSI5*/CSI2* St. Tropez CSI5* Especial Duas Fases – 1,45 m 20º lugar 0 pen. 39s78 Marlon Zanotelli (VDL Edgar M) jul 2 11:00 CSI2* Lier CSI2* Conntrarrelógio – 1m35 41º lugar 0 pen. 77s68 Pedro de Andrade Costa (Chicca Blue 3) jul 2 11:00 CSI2* Lier CSI2* Conntrarrelógio – 1m35 44º lugar 0 pen. 79s84 Pedro de Andrade Costa (Lord Van Het Moleneind) jul 2 12:20 CSI5*/CSI2* St. Tropez CSI5* Faltas e Tempo – 1,50 m 29º lugar 4 pen. 62s55 Marlon Zanotelli (Emmerton) jul 2 12:27 CSI5*/CSI2* St. Tropez CSI5* Faltas e Tempo – 1,50 m 17º lugar 0 pen 66.s13 Yuri Mansur (Qh Alfons Santo Antonio) jul 2 13:15 CSI3* Tryon $1000 1.40 Open Jumper II2.1 5º lugar 0 pen. 72s82 Eduardo Menezes (H.Big Action) jul 2 13:15 CSI3* Tryon $1000 1.40 Open Jumper II2.1 6º lugar 0 pen. 73s61 Eduardo Menezes (Hot N Spicy) jul 2 13:47 CSI5*/CSI2* St. Tropez CSI5* Faltas e Tempo – 1,50 m 48º lugar 8 pen. 69s92 Marlon Zanotelli (Icarus)