Siga o OTD

Revezamento 4x100m feminino

Jogos Pan-Americanos Lima 2019 – Atletismo – Revezamento 4x100m feminino

Chances do Brasil

O Brasil chega a Lima 2019 em busca do quarto pódio e de seu segundo ouro na história do revezamento 4x100m feminino nos Jogos Pan-Americanos. Entre as quatro convocadas para a disputa, duas são remanescentes do time que venceu em Guadalajara 2011: Rosângela Santos, de 29 anos, e Franciela Krasucki, de 31. Juntam-se a elas as jovens Vitória Cristina Rosa, de 23, e Andressa Moreira Fidélis, de 25.

Das quatro, quem vive o melhor momento é Vitória Cristina Rosa. Ela é a única que se classificou para disputar os 100m rasos com a marca de 11s16. Recordista brasileira e sul-americana, Rosangela Santos não está numa boa fase. O melhor tempo dela este ano foi 11s38, quase meio segundo acima de sua melhor marca pessoal.

Apesar disso, as chances de medalha são muito boas a julgar pelo desempenho no Mundial de revezamentos, disputado em maio em Yokohama, quando o Brasil terminou em quarto lugar, atrás apenas de Estados Unidos, Jamaica e Alemanha. Na oportunidade, a única diferença entre a equipe que competiu no Japão em relação a que vai estar em Lima foi que Lorraine Martins substituiu Rosângela Santos.

Local da competição

Estádio Atlético Pan-Americano

Local: Lima

Capacidade: 12.000 torcedores

Estrela dos Jogos

Os Estados Unidos são o grande bicho papão do revezamento 4x100m feminino da história dos Jogos Pan-Americanos. Em 17 edições da prova, as americanas levaram 16 medalhas, 12 delas de ouro, acompanhadas de mais três pratas e um bronze. Os únicos países capazes de furar a hegemonia do Tio Sam foram Jamaica, três vezes, além de Brasil e Cuba, uma vez cada.

Nossos Pódios

A maior conquista do revezamento 4x100m feminino foi a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos Guadalajara 2011. Para subir no lugar mais alto do pódio, a equipe brasileira contou com Ana Cláudia Lemos, Franciela Krasucki, Rosangela Santos e Vanda Gomes.

O Brasil largou na frente com Ana Cláudia Lemos, manteve-se na liderança com Vanda Gomes e chegou a cogitar a prata com Franciela Krasucki. Rosângela, no entanto, tratou de garantir o triunfo com a marca de 42s85. A prata ficou com os Estados Unidos (43s10) e o bronze com a Colômbia (43s44).

Medalhistas

ANO Medalha de ouro TEMPO Medalha de prata TEMPO Medalha de bronze TEMPO
1951 EUA 48.7 Chile 49.3 Argentina 49.8
1955 EUA 47.12 Argentina 47.27 Chile 49.49
1959 EUA 46.4 Panamá 48.2 Canadá 48.5
1963 EUA 45.72 Cuba 46.44 Brasil 48.18
1967 Cuba 44.63 Canadá 45.56 Jamaica 47.17
1971 EUA 44.59 Cuba 45.01 Colômbia Colômbia 45.99
1975 EUA 42.90 Cuba 43.65 Canadá 43.68
1979 EUA 43.30 Jamaica 44.18 Cuba 46.26
1983 EUA 43.21  Trinidad e Tobago 44.63 Canadá 44.77
1987 EUA 42.91 Cuba 44.16 Brasil 4
1991 Jamaica 43.79 Cuba 44.31 EUA 44.62
1995 EUA 43:55:00 Cuba 44:08:00 Colômbia Colômbia 44:10:00
1999 Jamaica 43:02:00 EUA 43:27:00 Cuba 43:52:00
2003 EUA 43:06:00 Cuba 43:40:00 Jamaica 44:11:00
2007 Jamaica 43.58 EUA 43.62 Cuba 43.80
2011 Brasil 42.85 EUA 43.10 Colômbia Colômbia 43.44
2015 EUA 42.58 Jamaica 42.68 Canadá 43.00

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 12 3 1 16
2 Jamaica 3 2 2 7
3  Cuba 1 7 3 11
4  Brasil 1 0 2 3
5  Canadá 0 1 4 5
6  Argentina 0 1 1 2
 Chile 0 1 1 2
8 Panamá 0 1 0 1
 Trinidad e Tobago 0 1 0 1
10  Colômbia 0 0 3 3

A prova

O revezamento 4x100m rasos é uma modalidade olímpica de atletismo, disputada por equipes de velocistas. A prova é constituída por quatro percursos iguais de 100 metros, percorridos por quatro atletas alternadamente e em sequência, na mesma raia, completando uma volta inteira na pista padrão de 400 metros, carregando um bastão que deve ser passado entre eles.

Apesar do conceito da corrida em revezamento poder ser traçado desde a Grécia Antiga, onde bastões com mensagens em seu interior eram entregues através de uma série de correios, os estafetas, daí o seu nome no português europeu, o revezamento moderno descende das corridas de caridade organizadas pelos bombeiros de Nova York nos anos 1880, em que bandeirolas vermelhas eram entregues a cada 300 jardas.

Regras

Quatro velocistas, na mesma raia designada e marcada no chão da pista, correm 100 m cada um para completar uma volta no estádio. Durante suas corridas individuais eles devem carregar um bastão que deve ser passado ao próximo corredor dentro de uma faixa de troca de 20 metros marcada no chão, 10 metros antes e 10 metros depois da linha de partida de cada “perna” subsequente. O corredor à frente geralmente começa a correr em velocidade total com um braço esticado para trás para receber o bastão do corredor anterior. A entrega dele fora da área designada resulta em desclassificação da equipe. Caso ocorra a queda do bastão, o atleta que recebeu deve voltar e buscar. Tecnicamente, é uma prova onde a sincronia perfeita na troca de bastões pode compensar uma inferioridade na velocidade dos corredores

AGENDA DO DIA

nov 20 08:00 Etapa de Ribeirão Preto do Circuito Brasileiro de vôlei de praia Qualifying masculino e feminino nov 20 11:00 ITF de Cancún Eva Vedder (HOL) Abandono Jennifer Dourado (BRA) nov 20 12:00 Champions League de vôlei feminino Vakifbank (TUR) 2 Scandicci (ITA) 3 nov 20 13:00 ITF de Cancún Mayuka Aikawa (JAP)/Utaka Kihigami (JAP) Jennifer Dourado (BRA)/Ramona Mataruga (AUS) nov 20 14:00 ITF de Naples Carolina Meligeni (BRA) Maria Carrasco (ESP) nov 20 14:00 Champions League de handebol masculino Dinamo Bucareste (ROM) Chekhoskie Medvedi (RUS) nov 20 15:30 ITF de Naples Quinn Gleason (EUA)/Rasheeda McAdoo (EUA) Eduarda Piai (BRA)/Renata Zarazua (MEX) nov 20 16:30 Champions League de basquete masculino San Pablo Burgos (ESP) Hapoel Jerusalém (ISR) nov 20 18:30 ITF de Tucson Gabriela Cé (BRA) A definir nov 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Maringá Vôlei Sesc RJ nov 20 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Ponta Grossa Caramuru Apan Blumenau nov 20 19:10 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Nacional (URU) Botafogo nov 20 19:30 Amistoso de Rugby Brasil Barbarians nov 20 19:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Ribeirão EMS Taubaté Funvic nov 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase América-MG Sesi nov 20 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Itapetininga Sada Cruzeiro nov 20 20:00 NBB São José Basketball Pato Basquete nov 20 20:00 NBB Pinheiros São Paulo nov 20 21:00 NBA Philadelphia 76ers New York Knicks nov 20 21:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Renata Minas Tênis Clube nov 20 21:30 Liga Sul-Americana de Basquete masculino - Grupo F Salta Basket (ARG) Ciclista Olímpico (ARG) nov 20 22:00 NBA Chicago Bulls Detroit Pistons nov 20 23:00 NBA Denver Nuggets Houston Rockets